• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.47.2020.tde-21022020-154613
Documento
Autor
Nome completo
Simone Moreira de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Silvares, Edwiges Ferreira de Mattos (Presidente)
Ferreira, Teresa Helena Schoen
Paschoal, Sandra Regina Gimeniz -
Título em português
Caracterização da supervisão na formação em psicologia clínica
Palavras-chave em português
Formação profissional
Psicologia clínica
Supervisão
Resumo em português
A supervisão é o treinamento de maior importância para a aprendizagem em Psicologia Clínica, e nas últimas décadas, tem ganhado destaque em estudos internacionais. Trabalhos abordando questões conceituais e da prática de supervisão têm colaborado para a compreensão dos seus processos. No Brasil, apesar das recentes publicações na área, ainda são poucas as pesquisas sobre o assunto, o que dificulta o compartilhamento de estratégias efetivas e experiências positivas. Estudos acerca da supervisão em Psicologia, em especial para atuação clínica, carecem de modelos e sistematização na literatura acadêmica que favoreçam a capacitação de supervisores e terapeutas. O presente estudo, com delineamento descritivo e correlacional, tem o objetivo de descrever os formatos e práticas de supervisão utilizadas em Psicologia Clínica e compará-los com avaliação do desempenho do supervisor e desenvolvimento da competência clínica do supervisionando. Participaram desse estudo 164 alunos de Psicologia (graduação e especialização) de ambos os sexos. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de Supervisão, utilizado para o levantamento de características da supervisão, O Maastricht Clinical Teaching Questionnaire (MCTQ), que avaliou as habilidades de ensino dos supervisores e a Subescala Supervision Outcome Scale (SOS), que mediu o desenvolvimento do aluno em supervisão. O protocolo foi respondido pela internet. Foram realizadas análises descritivas e correlacionais. Os resultados mostram o predomínio da supervisão em grupos, presencial, com oito participantes em média e encontros semanais com duração entre uma a duas horas. A orientação Psicanalítica e Cognitivo-Comportamental foram as mais freqüentes. O auto-relato do aluno ainda é o meio mais utilizado em supervisão para acompanhar os progressos do aluno e do caso atendido. A observação direta da sessão foi pouco utilizada apesar das vantagens indicadas na literatura desse procedimento. Tanto o desempenho do supervisor quanto o aproveitamento da supervisão foram bem avaliados. Os dados mostram relação positiva entre o supervisionando ter avaliado seu supervisor e os resultados no MCTQ e Subscala (SOS). As variáveis de supervisão como: número de alunos por supervisão, periodicidade, abordagem e participação anterior em supervisão não apresentaram relacionadas estatísticas com a avaliação do supervisor e a aprendizagem em supervisão
Título em inglês
Not informed
Palavras-chave em inglês
Clinical psychology
Professional qualification
Supervision
Resumo em inglês
Supervision is the most important training for learning in clinical psychology, and in recent decades, it has gained prominence in international studies. Works addressing conceptual issues and supervisory practice have contributed to the understanding of its processes. In Brazil, despite recent publications in the area, there is still little research on the subject, which makes it difficult to share effective strategies and positive experiences. Studies on supervision in psychology, especially for clinical practice, lack models and systematization in the academic literature that favor the training of supervisors and therapists. The present study, with descriptive and correlational design, aims to describe the supervisory formats and practices used in Clinical Psychology and compare them with assessing the performance of the supervisor and developing the clinical competence of the supervisor. A total of 164 psychology students (undergraduate and specialization) of both sexes participated in this study. The instruments used were: Supervision Questionnaire, used to survey supervision characteristics, The Maastricht Clinical Teaching Questionnaire (MCTQ), which assessed supervisors' teaching skills and the Supervision Outcome Scale (SOS), which measured the development of student under supervision. The protocol was answered over the internet. Descriptive and correlational analyzes were performed. The results show the predominance of group supervision, in person, with an average of eight participants and weekly meetings lasting between one and two hours. Psychoanalytic and Cognitive-Behavioral orientation were the most frequent. Student self-report is still the most commonly used means of supervision to track student progress and the case served. Direct observation of the session was little used despite the advantages indicated in the literature of this procedure. Both the performance of the supervisor and the use of supervision were well evaluated. The data show a positive relationship between the supervisor having evaluated his supervisor and the results in MCTQ and Subscale (SOS). Supervisory variables such as number of students per supervision, periodicity, approach and previous supervisory participation were not related to supervisor assessment and supervisory learning
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
almeida_me_parcial.pdf (801.31 Kbytes)
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Publicação
2020-03-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.