• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2010.tde-22072010-085320
Documento
Autor
Nome completo
José Alberto Moreira Cotta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Safra, Gilberto (Presidente)
Antúnez, Andrés Eduardo Aguirre
Barretto, Kleber Duarte
Lima, Maria Valeria Pelosi Hossepian Salles
Mamede, Margarida Calligaris
Título em português
Memórias de um desterro: corporeidade na clínica contemporânea
Palavras-chave em português
Constituição do sujeito
Corporeidade
Fenômenos clínicos
Psicologia do Self
Winnicott - Donald Woods (1896-1971)
Resumo em português
Neste estudo, farei uma narrativa de minhas investigações clínicas, cujo percurso clínico se iniciou na psicoterapia de base neo-reichiana e chegou à análise winnicottiana do self, com o objetivo de discutir os dispositivos clínicos necessários no trabalho com as subjetividades contemporâneas. Direi de que modo, inicialmente, a teoria e a técnica neo-reichianas eram eficazes para iluminar a clínica. Ressaltarei que, no entanto, com o decorrer do tempo, esta abordagem foi caducando frente a problemas clínicos contemporâneos. Abordarei elementos teóricos, clínicos e epistemológicos que sinalizam a caducidade da perspectiva neo-reichiana frente à clínica. Destacarei aspectos significativos da teoria e da técnica winnicottiana que passaram a iluminar a clínica, como sua concepção de homem, sua antropologia e epistemologia, a mudança paradigmática operada por esta teoria, ao dizer que o sujeito só se constitui na presença de um outro, a idéia do corpo possibilitado pelo cuidado materno, sua compreensão da patologia como quebra na continuidade da linha da existência (Winnicott, 1986, p. 22), provocada por um ambiente intrusivo e/ou abandonante, quebra esta que leva aos buracos no eu, àquilo que Safra (2004 e 2005) denomina de fraturas éticas, ao que intitulo (Cotta, 2003) de corpo sem dono, de uma alma sem corpo, e de um eu não-nascido (Cotta, 2006). Ilustrarei minhas hipóteses com a reprodução de vinhetas clínicas
Título em inglês
Memories of an exile: embodiment in the contemporary clinical experience
Palavras-chave em inglês
Clinical Phenomena
Constitution of the subject
Embodiment
Self psychology
Winnicott - Donald Woods (1896-1971)
Resumo em inglês
In this work, I shall make a narrative of my clinical investigations, which trajectory started on the neo-reichian based psychotherapy and arrived at the winnicottian analysis of the self, with the purpose of to discuss the necessary clinical dispositive to work with the contemporary subjectivities. I shall say in which way initially the neo-reichian theory and technique were efficient to illuminate the clinical practice. I shall line-up that, nevertheless, as time passed, such approach began to fail when confronted to the contemporary clinical problems. I shall quote theoretical, clinical and epistemological elements that signalize the caducity of the neo-reichian perspective related to the clinical practice. I shall detach significant aspects of the winnicottian theory and technique that started to illuminate the clinic, as his conception of human kind, his anthropology and epistemology, the paradigmatic change operated by his theory, when he says the subject can only be constituted in the presence of another human being, his idea of the body which is only made possible through the maternal caring, his comprehension of the pathology as a break in the line of the existence (Winnicott, 1986, p. 22), provoked by an intrusive and/or abandoning environment, which takes to a role in the I, to what Safra (2004 and 2005) denominates as an ethical fracture, to what I (Cotta, 2003) name as a homeless body, homeless soul, and as an unborn-self (Cotta, 2006). I shall illustrate my hypothesis with the reproduction of clinical vignettes
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
cotta1_do.pdf (27.02 Kbytes)
cotta2_do.pdf (127.02 Kbytes)
cotta3_do.pdf (886.21 Kbytes)
Data de Publicação
2010-09-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.