• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2011.tde-26042012-133331
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Cristina Maesso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Falek, Jussara (Presidente)
Castro, Edson Olivari de
Chatelard, Daniela Scheinkman
Dunker, Christian Ingo Lenz
Nascimento, Rosemeire Aparecida do
Título em português
Fundamentos do diagnóstico e a posição do analista
Palavras-chave em português
Ato
Clínica psicanalítica
Diagnóstico
Escrita
Ética
Posição do analista
Resumo em português
O trabalho refere-se a uma leitura norteada pela psicanálise e pelas suas proposições éticas, acerca dos fundamentos do diagnóstico, situando inicialmente por meio de Freud, Lacan, e outros autores do campo psicanalítico, o diagnóstico como ato de mestria no discurso médico, para posteriormente formular que o avesso desse discurso constitui a condição de conceber o diagnóstico na psicanálise como semidizer a partir da posição do analista na relação transferencial. Considera a hipótese de que, por meio da escrita do caso clínico, o psicanalista orienta-se pelo Real posto na sua praxis, e não pelo ideal científico, na formulação do semidizer diagnóstico. Apresenta no desdobramento da escrita do caso de uma criança identificada ao diagnóstico médico e familiar que a mantinha como deficiente, uma possibilidade de discernimento que preserva a opacidade do sujeito, bem como sua articulação
Título em inglês
Foundations of diagnosis and the position of the analyst
Palavras-chave em inglês
Act
Diagnosis
Ethics
Handwriting
Position of the analyst
Psychoanalytic clinic
Resumo em inglês
To begin with, based on the perspectives of writers such as Freud and Lacan, as well as other authors from the field of psychoanalysis, diagnosis is regarded as an act of mastery in medical discourse. It is then argued that the opposite of this discourse represents the conception of diagnosis in psychoanalysis as a half-saying, based on the position of the analyst in the transferential relationship. The study also considers the hypothesis that through writing in clinical cases, when formulating diagnostic half-sayings, the psychoanalyst is guided by the Real encountered in their praxis, and not by the scientific ideal. By focusing on the evolution of the case writing involving a child who was diagnosed by doctors and family members as being disabled, this study advances a possible means of understanding which preserves the opacity of the subject as well as its articulation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
maesso_parcial_do.pdf (141.06 Kbytes)
maesso_revisado_do.pdf (709.00 Kbytes)
Data de Publicação
2012-05-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.