• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Reynaldo Thiago da Silva Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Antúnez, Andrés Eduardo Aguirre (Presidente)
Tafuri, Maria Izabel Raso
Tardivo, Renato Cury
Título em português
A corpopropriação e o imprevisível na fenomenologia da vida de Michel Henry: possíveis contribuições para a psicologia clínica na primeira infância
Palavras-chave em português
Corpopropriação
Fenomenologia da vida
Imprevisível
Primeira infância
Psicologia
Resumo em português
Este estudo visa, partindo da exposição inicial do conceito de corpo subjetivo, investigar as possibilidades de operacionalização do conceito de corpopropriação da Fenomenologia da Vida de Michel Henry e a fenomenalidade do imprevisível no âmbito de atendimentos clínicos. Objetivando discutir como tais conceitos se manifestam no encontro mútuo, dialético afetivo, pautados na revelação da vida como auto-revelação, será feita a exposição da fenomenalidade de dois casos clínicos experienciados em um grupo terapêutico de um CAPS IJ II da Região Sul de São Paulo, grupo que atende crianças de até três anos com fatores de risco para diagnósticos relacionados a transtornos globais do desenvolvimento. Iniciarei delimitando o conceito de corpopropriação e refletindo sobre a fenomenalidade do imprevisível, para pautado neles discutir a fenomenalidade do autismo de modo a articular esses elementos com a prática clínica. Procurarei narrar o pathos, operacionalizar o conceito de corpopropriação e discutir a dor e o sofrimento, bem como prazeres, desejos e possibilidades contidos nele. A partir do brincar espontâneo, da afetividade e do corpo, nos constituímos e nos apropriamos, em conjunto com as crianças, de uma relação que visa, no processo originário da vida relacional, o próprio aparecer da vida. Tal encontro intersubjetivo busca potencializar os poderes do corpo e possibilitar a modalização dos afetos das crianças para assim dar-lhes condições de se desenvolverem ou, como afirma Henry, de devolver a uma vida doente ao seu poder e fruição
Título em inglês
The bodypropriation and the unpredictable in Michel Henry's phenomenology of life: possible contributions to clinical psychology in early childhood
Palavras-chave em inglês
Bodypropriation
Phenomenology of life
Psychology early childhood
Unpredictable
Resumo em inglês
This study aims, starting from the initial exposition of the concept of subjective body, to investigate the possibilities of operationalization of the concept of bodypropriation of Michel Henry's Phenomenology of Life and the phenomenality of the unpredictable in the context of Clinical consultations. Aiming to discuss how these concepts are manifested in the mutual, affective dialectical encounter, guided by the revelation of life as revelation, the phenomenality of two clinical cases experienced in a therapeutic group of a CAPS IJ II in the Southern Region of São Paulo, a group that serves children up to three years with risk factors for diagnoses related to global developmental disorders. I Will Begin by delimiting the concept of bodypropriation and reflecting on the phenomenality of the unpredictable, to guide them to discuss the phenomenality of autism in order to articulate these elements with clinical practice. I Will Seek to narrate the pathos, operationalize the concept of bodypropriation and discuss pain and suffering, as well as pleasures, desires and possibilities contained therein. From the spontaneous play, the affectivity and the body, we constituted and appropriatened, together with the children, of a relationship that aims, in the process originating from the relational life, the very appearing of life. This intersubjective Encounter seeks to potentialize the powers of the body and enable the modalization of children's affections so as to give them conditions to develop or, as Henry affirms, to return to a sick life to its power and enjoyment
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
rocha_corrigida.pdf (705.30 Kbytes)
Data de Publicação
2019-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.