• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-27052014-161424
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Charafeddine Bulamah
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Kupermann, Daniel (Presidente)
Cunha, Eduardo Leal
Perelson, Simone
Título em português
História de uma regra não escrita: a proscrição da homossexualidade masculina no movimento psicanalítico
Palavras-chave em português
Formação Psicanalítica
História da Psicanálise
Homofobia
Homossexualidade
Resumo em português
O presente trabalho tem como objetivo investigar a existência e atuação de uma regra não escrita de proscrição de candidatos homossexuais masculinos à formação psicanalítica oferecida pelas sociedades filiadas à Associação Psicanalítica Internacional (IPA) nos países em que está presente. Realizou-se uma pesquisa histórica através de códigos de procedimento, artigos, revistas e depoimentos que sinalizassem para uma injunção à rejeição destes candidatos e expusessem as justificativas que a fundamentam. Descobriu-se a existência de uma prática histórica de proscrição baseada num discurso psicanalítico sobre a homossexualidade masculina que desde Freud até os psicanalistas contemporâneos mostrou-se progressivamente patologizante. Por fim, o modelo de institucionalização da psicanálise e padronização da formação psicanalítica foi investigado, mostrando-se determinante tanto aos expedientes discursivos sobre a homossexualidade quanto à exclusão de homossexuais da possibilidade de formarem-se psicanalistas
Título em inglês
History of an unwritten rule: the proscription of male homosexuality in the psychoanalytic movement
Palavras-chave em inglês
History of Psychoanalysis
Homophobia
Homosexuality
Psychoanalytic Training
Resumo em inglês
This work aims to investigate the existence and practice of a non-written rule of proscription of male homosexual candidates to the psychoanalytic training offered by societies affiliated to the International Psychoanalytic Association (IPA) in the countries it is present. A historical research was performed through procedural codes, articles, journals and testimonies that signalized to an injunction to reject these candidates and which also exposed the reasons behind it. The existence of a historical practice of proscription was discovered, based on a psychoanalytic discourse about male homosexuality that since Freud until the contemporary psychoanalysts became progressively pathologizing. Finally, the model of the institutionalization was investigated, being regarded as determining both the pathologizing discourses about male homosexuality and the exclusion of homosexuals from psychoanalytic training
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
bulamah_me.pdf (1.33 Mbytes)
Data de Publicação
2014-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.