• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2011.tde-28042011-152310
Documento
Autor
Nome completo
Tania Elena do Bonfim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Tardivo, Leila Salomao de La Plata Cury (Presidente)
Grubits, Sonia
Heleno, Maria Geralda Viana
Vaisberg, Tania Maria Jose Aiello
Yamamoto, Kayoko
Título em português
Saúde mental e sofrimento psíquico de indígenas Guarani-Mbyá de São Paulo: um relato de experiência
Palavras-chave em português
Aconselhamento psicoterapêutico
Grupos operativos
Identidade
Índios Guarani
Psicologia comunitária
Saúde mental
Setting (psicanálise)
Resumo em português
O presente estudo relata uma experiência psicológica em uma comunidade indígena Guarani-Mbyá. Especificamente propõe-se a descrever uma experiência de atenção psicológica na aldeia indígena Krucutu e descrever formas de intervenção psicológica utilizadas, suas vicissitudes e a importância do setting e do campo das relações emocionais estabelecidas nessa experiência psicoterapêutica. Este trabalho se deu em aldeia Guarani de Parelheiros, na região metropolitana da cidade de São Paulo num período de quatro anos, entre 2004 até início de 2009. São descritas duas intervenções grupais, denominadas oficinas, sendo uma delas realizada com adolescentes e jovens e outra com crianças; são também descritos dois casos de atenção psicoterapêutica individual: o acompanhamento de um jovem psicótico e o de uma mulher com distúrbio de comportamento. Os resultados dessa experiência revelaram, entre outros fatores, a presença de ambigüidade, entendida como uma dificuldade na constituição da identidade pessoal. Essa ambigüidade, causadora de sofrimento psíquico foi revelada no conteúdo verbal, não verbal e nas produções gráficas. Denotou intensa angústia, gerada pelo conflito entre o desejo, quase nunca consciente, de ter aquilo que é atrativo do mundo moderno capitalista e o sentimento de lealdade às origens, à preservação de hábitos, costumes, valores, ou seja, uma devoção à vida Guarani. Quanto ao manejo técnicoclínico, houve dificuldades na manutenção do setting, porém a partir da compreensão do campo das relações emocionais foi possível a elucidação de conflitos. A própria compreensão dos entraves, de vicissitudes relacionadas com os aspectos culturais e das relações emocionais (advindos do mundo externo ou interno) foi fundamental na manutenção e desenvolvimento dos grupos e dos atendimentos individuais. Foi possível observar que a utilização das técnicas e do arcabouço teórico psicanalítico puderam ser eficazes e contribuíram para compreensão e intervenção na saúde e sofrimento psíquico dessas pessoas de etnia Guarani-Mbya, respeitando-se sua cultura e seus valores
Título em inglês
Psychological stress and mental health of indigenous Guarani-Mbyá São Paulo: an experience report
Palavras-chave em inglês
Community psychology
Guarani indians
Identity
Mental health
Operative groups
Psychoterapeutic counseling
Setting (Psychoanalysis)
Resumo em inglês
This is a report of a psychological experience in a Guarani-Mbyá indigenous community. It specifically reports a psychological intervention in the community and describes the psychological tactics that were used and the importance of the establishment of the setting and the emotional relational field in this psychotherapeutic experience. It was a four years experience, till 2009, held in a Guarani community located at Parelheiros, in the São Paulo metropolitan region. Here, it is reported two group intervention, called oficina, one of them with children, and the other with adolescents and young adults; it too describes two individual interventions: one for a psychotic young male and the other for a woman with behavior disorder. The common aspect in these four interventions is the presence of the so-called ambiguity. The ambiguity among them, and the related psychological stress, is shown as difficulties in the construction of one's self identity that appeared in verbal and non verbal expressions and graphic materials. They are torn between the rarely conscious desire of maintaining their cultural expression (language, customs, kinship concepts, religious notions) and the patterns of a non- indigenous society. This ambiguity appears in the emotional relational field of the psychotherapeutic context. There are ups and downs in the process and the comprehension of them is fundamental to maintain and improve the individual and group interventions. The psychoanalytical approach used in this experience was useful for the comprehension and treatment of the Psychological Stress and Mental Health of Indigenous Guarani- Mbyá
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
bonfim_do.pdf (8.13 Mbytes)
Data de Publicação
2011-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.