• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-03102014-113719
Documento
Autor
Nome completo
Miriam Rosa dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Goncalves Filho, Jose Moura (Presidente)
Munanga, Kabengele
Santos, Alessandro de Oliveira dos
Título em português
Histórias de reencontro: ancestralidade, pertencimento e enraizamento na descoberta de ser negra
Palavras-chave em português
Ancestralidade
Enraizamento
Mulher Negra
Racismo
Subjetividade
Resumo em português
Este trabalho se propõe a compreender os processos subjetivos implicados na descoberta de ser negra. Analisamos o legado histórico deixado à população negra, a saber: o escravismo, o racismo e a ideologia do embranquecimento e os desdobramentos destes sobre a subjetividade da mulher negra. Apresentamos um breve panorama dos estudos da Psicologia sobre a temática racial. A pesquisa de campo se desenvolveu a partir do depoimento de três mulheres negras, de diferentes localidades do país, que embora pertencentes a realidades culturais e geográficas distintas, mostraram núcleos comuns na experiência de descoberta da negritude, núcleos também partilhados por esta pesquisadora. Foram utilizadas entrevistas abertas, não diretivas, visando uma narrativa livre, que privilegiasse o trabalho da memória. Para análise dos dados foram usados os referenciais da Psicanálise, Psicologia Social, estudos sobre Raça, Racismo e Afrodescendência. Percebemos ao final da pesquisa que a descoberta de ser negra redunda em significativa reelaboração subjetiva, especialmente pelo rompimento com o Ideal de Ego Branco e pela reconexão com as origens, promovendo empoderamento de longo alcance que estende-se á comunidade de pertencimento
Título em inglês
Histories of homecoming: ancestrality, belonging and root discovery in being a black woman
Palavras-chave em inglês
Ancestrality
Black Woman
Racism
Rootedness
Subjectivity
Resumo em inglês
This work proposes to comprehend the subjective processes implied in the discovery of being a black woman. We analyze the historical legacy left to the black woman, namely: slavery, racism and the white ideology. We present a brief spectrum of the studies done in Psychology and race issues. The field research was developed from the testimonies of three black women from various places within Brazil. While they all belong to distinct cultural and geographical realities, they showed common experiences in the discovery of their blackness, experiences also shared by myself, the researcher. We used open, non directive interviews that wanted to privilege the work of memory. We used references from Psychoanalysis, Social Psychology, studies on Race, Racism and Afrodecendent to analyse the data. At the end of the research, we realized that the discovery of being a black woman has to do with a significative subjective reelaboration, especially with the disruption the White Ego Ideal and the reconnection with the origins, promoting empowering on the long gran that spreads through the communities of belonging
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.