• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2014.tde-10042014-151634
Documento
Autor
Nome completo
Augusto Dutra Galery
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Fernandes, Maria Inês Assumpção (Presidente)
Colosio, Robson
Costa, Eliane Silvia
Gomes, Katia Varela
Oliveira, Paulo de Salles
Título em português
A trama de vínculos na história de um representante sindical 
Palavras-chave em português
Eugène Enriquez
René Kaës
Representante
Sindicato
Vínculo
Resumo em português
Apresentamos a hipótese de que o modelo democrático representativo, quando aplicado a grupos e organizações, pode cumprir a função psíquica de intermediário entre o desejo dos membros de evitar o estabelecimento de um vínculo tirânico com o líder e, ao mesmo tempo, evitar os conflitos da convivência. Para abordar o tema, utilizamos o método de entrevista de história de vida, tendo como sujeito de pesquisa um sindicalista que, por 20 anos seguidos, atuou em um sindicato ligado à justiça federal do estado de São Paulo. A presente pesquisa tinha como objetivo refletir sobre o lugar do representante no grupo, em oposição ao lugar de líder. A partir dos dados obtidos, foi possível levantar a hipótese de que, enquanto o líder está investido em seu Eu Narcísico e onipotente, o representante identifica seu Ideal do Eu com os ideais do grupo, podendo postergar a satisfação de seus ideais em troca de ser reconhecido pelo grupo. Assim, o líder, ao receber uma transferência narcísica do grupo, pode pretender retomar o lugar do Pai da horda e, através da violência ou da sedução, exigir para si uma parcela quase total de poder. O representante, por outro lado, assume um lugar de tabu, recebendo uma transferência de poder para exercer funções típicas do papel de intermediário, mas, nesse caso, o grupo mantém o poder de destitui-lo de seu papel e massacrá-lo (mesmo que simbolicamente). No caso estudado, pudemos observar o sindicalista entrevistado exercendo esse papel de representante, a partir de posições que se repetiram ao longo de sua vida. Ocupou, a nosso ver, o papel de intermediário entre as pressões do momento democrático que o país viveu em 1988/1989 e os ideais autocráticos dos partidos de esquerda, que aqui representaram o grupo que buscava um vínculo tirânico em relação à categoria. O entrevistado viu-se enredado em uma trama de vínculos e na repetição de rituais que terminaram em uma crise que levou à sua ruptura com o grupo. Tal ruptura o levou a uma posição de ostracismo e lhe causou um intenso sofrimento, que o levou a uma depressão
Título em inglês
The web of bonds in the history of a Trade Union representative
Palavras-chave em inglês
Bond
Eugène Enriquez
René Kaës
Representative
Union Trade
Resumo em inglês
We present the hypothesis that the representative democratic model, when applied to groups and organizations, can meet the psychic role of intermediary between the desire of members to avoid the establishment of a tyrannical relationship with the leader and, at the same time, avoid conflicts of coexistence. To address this issue, we used the method of life history interview, and as a research subject, a union trade representative that for 20 straight years, worked in a union linked to the federal courts of the state of São Paulo. This research aimed to reflect on the place of the representative in the group, as opposed to the place of leader. From the data obtained, it was possible to hypothesize that while the leader is invested in his narcissistic and omnipotent ego, the representative identifies his Ideal Ego with the ideals of the group, may postpone the fulfillment of his ideals in exchange for being recognized by the group. Thus, the leader receives a narcissistic transference from the group; he may want to regain the place of the Father of the horde, through violence or seduction, demanding for himself an almost total share of power. The representative , on the other hand, assumes a place of taboo , receiving a transfer of power to perform typical functions of an intermediary role , but in this case , the group has the power to depose him from his paper and slay him (even symbolically) . In our case, we observed the respondent exercising this role, from positions that were repeated throughout his life. He occupied, in our point of view, the role of intermediary between the pressures of democratic moment that the country experienced in 1988/1989 and the autocratic ideals of the Left parties, which represented here the group that seeks a tyrannical link with the category. The respondent found himself entangled in a web of bonds and the repetition of rituals that ended in a crisis that led to his departure from the group. This rupture led him to a position of ostracism and caused him intense suffering, which led to a depression
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
galery_corrigida.pdf (1.08 Mbytes)
Data de Publicação
2014-04-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.