• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2011.tde-14022012-020307
Documento
Autor
Nome completo
Tiago Rodrigo Marin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Massola, Gustavo Martineli (Presidente)
Bonifacino, Hector Omar Ardans
Tassara, Eda Terezinha de Oliveira
Título em português
A cidade na Avenida: a poética urbana da Avenida Paulista pelo olhar dos artistas que nela trabalham
Palavras-chave em português
Áreas metropolitanas
Arte (Psicologia)
Artistas
Cultura
Fenomenologia
Poética
Psicologia social
Resumo em português
O que, em uma grande metrópole, possui força suficiente para se tornar uma experiência poética para aqueles que nela constroem sua biografia ou, ao menos, vivenciam-na por algum intervalo de tempo? Tal questionamento segue presente em toda esta dissertação, que se propôs a investigar o que é a poética urbana, e como ela se apresenta para algumas pessoas em São Paulo. Contudo, um campo mais específico foi delimitado: as discussões buscaram a poética urbana da Avenida Paulista eleita como símbolo da cidade a partir do olhar dos artistas que nela trabalham. Para a discussão, parte-se das considerações sobre a urbanidade moderna e caótica, do progresso desenfreado, que impõe à força, diariamente, experiências de violência e desrespeito aos seus habitantes; contudo, em seguida, convida-se à reflexão acerca da cidade como objeto do afeto de seus cidadãos. O que se propõe é a poética urbana como uma das mediações possíveis entre duas vivências que, inicialmente, parecem tão diferentes. Na elaboração do conceito da poética urbana buscou-se uma reflexão sobre como a subjetividade de uma experiência poética relacionada ao homem que conhece a si e aos demais entes a partir de sua presença no mundo e sua relação intencional com aquilo que o circunscreve se vincula às limitadoras imposições da cultura, dificultando as ações imaginativas e práticas do homem criativo. Para se compreender em profundidade o campo, o histórico da via foi discutido, desde sua fundação até os dias contemporâneos; assim como a sua relação com o trabalho informal, no qual os artistas se inserem. Com tais temas propostos, a partir de incursões etnográficas em campo, sete artistas foram convidados a narrarem suas experiências pessoais, compartilhando-as com o pesquisador. As discussões sobre as narrativas seguem o caminho em busca de ver como a Avenida é vivida no cotidiano, e também como representações simbólicas são construídas e destruídas a partir de tal prática. O trabalho culmina na discussão sobre aquilo que foi apresentado como poética urbana da Avenida Paulista as pessoas que a frequentam buscando compreender como a força poética se relaciona com a liberdade da imaginação e com os discursos hegemônicos de nossa cultura urbana.
Título em inglês
The city in the Avenue: The Paulista Avenues urban poetic through the eyes of the artists who work there
Palavras-chave em inglês
Artists
Arts (Psychology)
Culture
Metropolitan areas
Phenomenology
Poetic
Social psychology.
Resumo em inglês
What does have enough strength, in a great metropolis, to become a poetic experience for those who build in there your biography or, at least, experience it for an interval of time? This question is present throughout this dissertation, which set out to investigate what is the urban poetic, and how it presents itself to some people in São Paulo. Although, a more specific field was limited: the discussions sought the urban poetic of Avenida Paulista (Paulista Avenue) elected as a symbol of the city through the eyes of the artists who work there. This discussion starts considering the chaotic modern urbanity and the unbridled progress, which throws to their inhabitants daily experiences of violence and disrespect. However, the reader is also invited to reflect about the city as an object of affection of their citizens. What is proposed is the urban poetic as a possible mediation between the two experiences that initially seems so different. To develop the concept of urban poetic, was aimed a reflection about how the subjectivity of a poetic experience related to the mankind who knows themselves and the others from their presence in the world and their intentional relations is associated to the limiting constraints of culture, that hinder the imaginative actions and practices of creative man. To understand in depth the field, the history of the Avenue was discussed, since its founding days until the present, as well as its relation with the informal work, in which the artists interviewed are included. With these proposed themes, from ethnographic field studies, seven artists were invited to narrate their personals experiences, sharing them with the researcher. The discussions about these narratives seek to see how the Avenue is daily lived, as well as how symbolic representations are built and destroyed from this practice. This work culminates in the discussion about what was presented as urban poetic in Avenida Paulista the people in there aiming to understand how the poetic strength relates to the freedom of the imagination and to the hegemonic discourses of our urban culture.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
acidadenaavenida.pdf (2.02 Mbytes)
Data de Publicação
2012-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.