• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.47.2016.tde-17082016-160140
Documento
Autor
Nombre completo
Cérise Alvarenga
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Andriolo, Arley (Presidente)
Aranha, Carmen Sylvia Guimaraes
Romera, Maria Lucia Castilho
Santos, Marcos Ferreira dos
Souza, Marilene Proenca Rebello de
Título en portugués
Jovens, profissionais de ensino e instituições artísticas e culturais: relações no espaço social
Palabras clave en portugués
Arte
Educação
Jovens
Políticas públicas
Psicologia social
Resumen en portugués
Esta pesquisa investigou as relações dos jovens estudantes e profissionais de escolas públicas da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) com as manifestações artísticas a partir da experiência de visitação em instituições artísticas e culturais que atuam na promoção do direito à arte e à cultura. Entendendo tais experiências como processos situados historicamente, toma em consideração tanto os sentidos construídos pelos jovens, como também as enunciações advindas dos profissionais das escolas que agendam as visitas. Nesse contexto, o Brasil apresenta pela primeira vez o Plano Nacional de Cultura (PNC) e o Estatuto do Jovem. O entendimento do jovem não apenas como um ser que vivencia um período de transição entre a adolescência e a idade adulta, mas como um sujeito, e a compreensão da arte e do acesso aos diferentes territórios da cidade como direitos são construções discursivas recentes. A investigação foi realizada por meio de pesquisas bibliográfica, documental e de campo. Por meio das pesquisas bibliográfica e documental, busca-se situar e problematizar as construções social e histórica da categoria juventude, os seus direitos e as políticas públicas na área da cultura. Na pesquisa de campo, a pesquisadora acompanhou a visita de 112 estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio de três escolas públicas às instituições artísticas e culturais. Foram realizadas conversas com jovens que participaram das visitas em grupos de cinco a oito participantes, totalizando 24 alunos. Também, foram realizadas entrevistas com dois jovens e com três profissionais de ensino. Os procedimentos foram gravados em áudio mediante autorização dos participantes e/ou responsáveis. A orientação metodológica ocorreu por meio de fundamentos da micro-história e da fenomenologia. Os conceitos de habitus, espaço físico e social de Pierre Bourdieu e as formulações sobre o campo estético de Arnold Berleant auxiliam a pensar os sentidos que emergiram. A visita parece constituir um gesto dos professores, que é impulsionado pela revisitação de suas próprias relações com a arte, com a escola e com os espaços culturais. Visitar tais espaços pode conter o sentido apontado por Bourdieu, que reproduz valores e hábitos, perpetuando estratificações sociais que fixam posições de classe, mas também provocam os estudantes a pensarem essas posições. O percurso fora da escola e a relação com as manifestações artísticas arremessam os jovens a construírem significações, recuperando as ações ou o gesto daqueles trabalhadores que participam do processo de produção social da arte nas instituições visitadas. Para os professores e jovens, a experiência desse trânsito parece conter um coeficiente de possibilidades na formulação de questionamentos e na ampliação de espaços e processos educativos, esboçando possíveis enfrentamentos às restrições e limites do contexto escolar e de outras situações de segregação e de desigualdades sociais descritas pelos jovens e seus professores
Título en inglés
Not informed by the author
Palabras clave en inglés
Art
Education
Public policies
Social psychology
Youth
Resumen en inglés
This study investigated the relations of public school young students and teachers with artistic events from the experience of visiting artistic and cultural institutions that promote the right to art and culture in the metropolitan region of Belo Horizonte (RMBH). Understanding such experiences as historical processes, the senses constructed by the youth and the enunciations from the school professionals that schedule the visits were taken into account. In this context, Brazil for the first time presents the National Culture Plan (PNC) and the Statute of the Youth. The understanding of the youth as a subject, not only as a being that experiences a period of transition between adolescence and adulthood, and the comprehension of art and access to different areas of the city as rights are recently discussed constructions. The study was conducted by bibliographical, documentary and field research. Bibliographical and documentary researches aim to locate and question the social and historical construction of the youth category, their rights and public policies in the field of culture. The researcher attended 112 Middle School and High School students from three public schools in the artistic and cultural institutions during the field trip. Talks were held with students that were in the visits in groups of five to eight participants; also two students and three teachers were interviewed. Procedures were recorded with the authorization of the participants and or keepers. Methodological orientation was based on micro-history and phenomenology. Concepts of habitus, physical space and social space of Pierre Bourdieu and formulations of the aesthetic field Arnold Berleant help to figure the meanings that emerged. The visit appears to be a gesture of teachers that is driven by reviewing their own relationships with art, with the school and with the "cultural spaces". Visiting the latters may carry the sense pointed out by Bourdieu of values and habits, perpetuating social stratification that fix class positions, but also cause the students to think in these positions. The course out of school and the relationship with the artistic manifestations launch the youth to build meanings, recovering the actions or the gesture of those workers who participate in the social process of production of art in the visited institutions. For the teachers and the young students, the experience in this transit seems to comprehend a coefficient of possibilities in formulating questions and magnification of educative spaces and processes, sketching possible confrontations to the restrictions and limitations of the school context and other situations of segregation and social inequalities described by the youth and their teachers
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-08-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.