• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2010.tde-19032010-102611
Documento
Autor
Nome completo
Lívia Godinho Nery Gomes Azevedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Silva Junior, Nelson da (Presidente)
Cromberg, Renata Udler
Dias, Daniela Romão Barbuto
Paula, Marcos Ferreira de
Schmidt, Maria Luisa Sandoval
Título em português
Implicações políticas das relações de amizades mediadas pela internet
Palavras-chave em português
Alteridade
Amizade
Experimentação
Internet (rede de computador)
Pensamento
Resistência
Solidariedade
Resumo em português
A amizade é concebida neste estudo como tendo um sentido político pois uma condição necessária do exercício político é aquela de considerar a opinião do outro.Em seu sentido político, a amizade favorece o questionamento de pontos de vista fixos e a irrupção de ações inovadoras. A experimentação política da amizade constitui uma relação agonística, de abertura ao outro na qual os corpos estão dispostos a afetar e serem afetados, implicados em contribuir com o aumento da capacidade de reflexão e ação do amigo. A experiência intersubjetiva encontra-se no centro da compreensão contemporânea dos processos de constituição de subjetividade, configurando uma ética da imprescindibilidade do outro para a produção do si mesmo. Este trabalho busca investigar as semânticas da amizade intrínsecas à atual mediação das relações pela internet, e busca discutir se os vínculos de amizade mediados pela internet possibilitam ou não a experimentação da qualidade política da amizade. A experimentação política da amizade na internet é lida à luz da teoria dos afetos de Baruch Espinosa. A concepção do corpo em Espinosa, sustentada pela unidade corpo-alma e capacidade de afeto constitui um elemento precioso para a compreensão da presença e das intensidades afetivas em jogo nas relações de amizades na internet, as quais excluem contato físico. A experimentação política da amizade é também compreendida a partir de um outro elemento da Filosofia de Espinosa: o corpo é essencialmente relacional e é na relação com seus outros, na maneira como afeta e é afetado por eles que se dá a condição de possibilidade da resistência à tristeza e afirmação da alegria - compreendida como aumento da potência de pensar e agir. Adultos foram entrevistados sobre suas histórias de amizades mediadas pela internet. Os afetos nas relações mediadas pela internet presentes nas narrativas revelam uma nova maneira de estar junto. Nela, os amigos não só estimulam o aumento da capacidade de reflexão uns dos outros como também incentivam o engajamento em novas atividades e a mobilização para realização de ações práticas no cotidiano para além do contexto das conversas online. As narrativas mostram que os vínculos de amizades travados na internet configuram relações de enriquecedoras trocas de opiniões e aprendizagens - inclusive de caráter transcultural, que propiciam a reflexão e relativização do pensamento. Os resultados da pesquisa demonstram que os vínculos de amizades mediados pela internet podem compor encontros alegres na medida em que se expressam como relações solidárias onde os amigos favorecem o aumento da potência de refletir e de ação dos corpos. Os vínculos entre amigos na internet não só se expressaram como viabilizadores da experimentação da qualidade política da amizade naquilo que concerne à possibilidade de deslocamento e relativização do pensamento, mas também porque engendraram gestos com o vigor da solidariedade que mobilizam os corpos a agir em defesa da afirmação de sua potência.
Título em inglês
Political implications of the friendship relations Internet-mediated
Palavras-chave em inglês
Alterity
Experimentation
Friendship
Internet
Resistance
Solidarity
Thinking
Resumo em inglês
Friendship is conceived in this study as having a political meaning, since a necessary condition of political engagement is to consider the views of others. In its political meaning, friendship can change fixed points of view and can foster the emergence of innovative actions. The political experimentation of friendship is an agonistic relationship, an opened relationship to others where bodies are prepared to affect and to be affected, and where each one is engaged in contributing to the increased capacity for reflection and action of his friend. The intersubjective experience is at the center of the contemporary understanding of the processes of formation of subjectivity, setting up an ethics of the other as indispensable for the production of oneself. This study investigates the friendship´s semantic within the current mediation of the Internet, and looks forward to discussing if the bonds of friendship mediated by the Internet enable or not the experimentation of political quality of friendship. The political experimentation of friendship by the Internet is read in the light of Baruch Spinoza´s theory of affects. His conception of body states a mind-body unity and a capacity for affection which is a precious tool in the understanding of the modality of presence and the affective intensities at stake in the relations of friendship on the Internet, which preclude the physical contact. The political experimentation of friendship is also understood with another element of Spinoza´s Philosophy: the body is essentially relational and it is in its relationship to others and in how it affects and is affected by them that it gives the condition of possibility of resistance against sorrow and affirmation of joy - which are respectively understood as a decreasing and an increasing power to think and act. We interviewed adults over their stories of friendships Internet-mediated.The affects present in Internet-mediated relationships unveiled by the narratives reveal a new way of being together. Friends not only show an increased ability to reflect each other but also encourage engagement in new activities and mobilization for implementation of practical actions in everyday life far beyond the context of online conversations. The accounts show that the bonds of friendship caught on the internet relationships shape an enriching exchange of views and learning - including cross-cultural characters, which provide matter for reflection and foster relativistic thinking. The survey results show that the bonds of friendship mediated by the Internet can make up joyful meetings as it is expressed in supportive relationships where friends help to increase the power of thinking and the action of the bodies. The bonds between friends by the Internet not only reveal themselves as ways of experimentation of a political quality of friendship, understood as the possibility of a shifting and a relativistic thinking, but also engendered gestures with the strength of solidarity which mobilize the bodies to act in defense of affirmation of its power.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese_Azevedo.pdf (1.51 Mbytes)
Data de Publicação
2010-05-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.