• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2008.tde-24042009-100550
Documento
Autor
Nome completo
Clarissa Metzger
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Silva Junior, Nelson da (Presidente)
Carvalho, Ana Cecilia
Kupermann, Daniel
Título em português
Derivações da sublimação em Freud
Palavras-chave em português
Escrita
Freud Sigmund 1856-1939
Psicanálise
Psicose
Pulsão de morte
Sublimação
Resumo em português
Esta dissertação trata do tema da sublimação na obra freudiana. Nosso objetivo central foi pesquisar a concepção de sublimação em Freud, assim como algumas de suas possíveis derivações ao longo da obra freudiana, principalmente com a entrada da pulsão de morte no campo psicanalítico. Nesse sentido, foi dada ênfase à concepção de sublimação e suas conseqüências no que entendemos como o segundo dualismo pulsional freudiano, pós 1920. A pergunta que deu origem ao presente trabalho foi: se a sublimação é uma saída possível e benéfica para o desamparo e o sofrimento psíquico, por que encontramos escritores em nossos consultórios, em instituições de tratamento ou em qualquer outro lugar travando lutas tão renhidas com seu próprio desamparo (que podem chegar a extremos como o suicídio)? Com o objetivo de responder a tal questão, empreendemos uma pesquisa sobre a sublimação no texto freudiano, levando em conta principalmente a segunda teoria pulsional, na qual os novos limites encontrados para a sublimação poderiam nos auxiliar a responder nossa questão. Para cumprir nosso objetivo, empreendemos um estudo sistemático dos textos freudianos e lançamos mão de bibliografia complementar composta de comentadores reconhecidos da obra freudiana. Embora compareçam neste trabalho como operadores que possibilitam discutir a sublimação - os processos de investigação científica e intelectual, assim como as atividades artísticas, todos eles como possíveis manifestações sublimatórias, utilizamos como principal operador de nossa discussão o tema da escrita. As principais derivações da sublimação por nós abordadas no segundo dualismo foram a desfusão pulsional e a possível articulação entre sublimação e psicose. Aqui, também a escrita aparece como importante operador. Nossos resultados demonstraram que a desfusão pulsional, enquanto resultado potencialmente desestruturante da sublimação, está presente tanto no campo do sujeito quanto no campo da cultura, na forma de pulsão da morte desfusionada. Por outro lado, tanto o destino pulsional da desfusão quanto a pulsão de morte desfusionada parecem ser conseqüências da sublimação ainda pouco exploradas pelos estudiosos da obra de Freud. Em relação à articulação entre sublimação e psicose, encontramos que é efetivamente possível pensar a sublimação nas psicoses, mesmo que de modo diverso do que a pensaríamos no caso das neuroses. Concluímos que, para que possamos avançar na discussão, seria necessário empreender uma pesquisa de maior alcance, que levasse em conta um referencial mais amplo do que apenas a obra freudiana. Desse modo, poderíamos estudar a relação possível de se estabelecer entre escrita, sublimação e psicose de forma mais aprofundada. A teoria freudiana nos permitiu avançar em nossa discussão até determinado ponto, mas indica caminhos que pedem novas interlocuções.
Título em inglês
Derivatives of sublimation in Freud´s work
Palavras-chave em inglês
Deaths drive
Freud Sigmund 1856-1939
Psychoanalysis
Psychosis
Sublimation
Writing
Resumo em inglês
This papers subject is sublimation in Freuds work. Our main objective was to research the concept of sublimation in Freud, as well as, some of its possible derivation along Freuds work, mainly with the introduction of the death drive at the psychoanalysis field. Therefore, it is emphasized the concept of sublimation and its consequences at what we understand as the Freudian second drives dualism, after 1920. The question that originated this work was: if sublimation is a possible way out and beneficial for forsaking and psychic suffering, why we find writers in our clinic, in institutions and elsewhere struggling with their own forsaking (reaching at the extreme to suicide)? Aiming to answer this question, we endeavor a research about sublimation in Freudian texts, taking into account mainly the second drives theory, in which the new limits found for sublimation could help us to answer the question. To fulfill these objectives we undertook a systematic study of Freuds texts, as well as the literature of renowned commentators of Freuds work. Although it appears here as operators that allows the discussion of sublimation the scientific and intellectual investigation processes, as well as, artistic activities, all of them as possible sublimation manifestation, it was used here, as main operator, the writing. The main derivatives of sublimation explored by us in the second dualism have been the drives defusion and the possible connection between sublimation and psychosis. Here also the writing appears as an important operator. Our result demonstrate that the drives defusion, as a result potentially deconstructive of sublimation, is present in the field of the subjectivity, as well as, in the field of the culture, as death drive defusioned. In the other hand, the vicissitude of drives defusion, as well as, death drive defusioned appears to be a consequence of sublimation, yet little explored by Freuds work commentators. With regard to the connection between sublimation and psychosis, we found that it is effectively possible to think the sublimation in the psychosis, although in a different way than we would think in the neurosis. We conclude that, in order to be able to advance in our discussion, it would be necessary to undertake a bigger span research, which would consider a wider reference than the Freud work only. In this way we could study in a deeper way the possible connection between writing, sublimation and psychosis. The Freud theory allow us to advance until a certain point, but it show us directions that ask for new dialogs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacaoclarissa.pdf (809.70 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.