• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-25112014-103352
Documento
Autor
Nome completo
Maria Teresa Barboza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Silva, Luis Guilherme Galeão da (Presidente)
Heloani, José Roberto Montes
Ribeiro, Marcelo Afonso
Título em português
Violência psicológica na cultura organizacional: representações em artigos de periódicos científicos nacionais de 2002 a 2012
Palavras-chave em português
Análise de conteúdo
Cultura contemporânea
Cultura organizacional
Psicologia organizacional
Psicologia social
Violência psicológica no trabalho
Resumo em português
O cenário da cultura contemporânea inclui elementos diversos, ao mesmo tempo raízesprodutos da complexidade da teia social globalizada neoliberalista, tecida num contexto temporal- paradigmático de transição. Imperam, dentre outros aspectos: operacionalização incessante de uma cultura de urgências mediante o racionalismo instrumental capitalista, volatilidade, individualismo, fragmentação, competição exacerbada, consumismo desenfreado a esmo, violência social, violências psicológicas (visíveis e invisíveis) e culto à alta performance. Tal panorama pode exercer influências significativas na esfera das organizações, na Cultura Organizacional das instituições-espaço de trabalho e na saúde psíquica do trabalhador. O objetivo geral da pesquisa concentra-se em identificar características da cultura contemporânea, em especial da Violência Psicológica na Cultura Organizacional, enunciadas nos periódicos científicos brasileiros de 2002 a 2012, referentes às áreas de Administração, Psicologia e Multidisciplinares. Para a consecução do estudo, foi eleita a pesquisa qualitativa, com estratégia metodológica da análise de conteúdo, tendo como conteúdo os artigos de periódicos científicos. A coleta de dados foi executada no ano de 2013 por meio das bases de dados Web of Science, Index Psi, SciELO e Portal de Períodicos Capes. Os descritores utilizados, em diversas combinações e seus respectivos correspondentes em inglês, foram: cultura organizacional, comportamento organizacional, violência psicológica e violência psicológica no trabalho. Após leitura dos títulos, resumos e palavras-chave, foram pré-selecionados 35 artigos: Web of Science (n=2), Index Psi (n=21), SciELO (n=10) e Portal de Períodicos Capes (n=2). Aplicados os critérios de inclusão/exclusão pré-definidos para a coleta de dados, obteve-se uma amostra de 18 artigos. Os dados primários (artigos científicos) foram seccionados em três corpora: corpus 1-Psicologia (n=9); corpus 2-Administração (n=2) e corpus 3-Muldiscisplinar (n=7). Cada corpus foi preparado, conforme demanda exigida para tratamento de dados, para processamento da análise padrão do software Alceste. Realizou-se análise de conteúdo após material processado. Os resultados apontam, para a área de Psicologia, que os artigos revelam tendências de teorização ideologizada do fenômeno da violência psicológica no trabalho. Quanto à área de Administração, os dados indicam o caráter funcionalista das pesquisas, na direção de buscar conhecer o fenômeno da violência psicológica no trabalho para imprimir tratos de enfraquecê-la por meio das estratégias de âmbito instrumental- gerencialista da cultura organizacional. A área Multidisciplinar opera no sentido da denúncia da ocorrência do fenômeno. A análise da fusão das três áreas revela um fazer funcionalista das pesquisas, no sentido lato, sem indícios de superação das evidências imediatas obtidas nas pesquisas que possibilitem um salto qualitativo para novas proposições à Ciência, indicando o caráter reificado de abordagem do fenômeno da violência psicológica no trabalho
Título em inglês
Psychological violence in organizational culture: representations of national articles in scientific journals from 2002 to 2012
Palavras-chave em inglês
Contemporary culture
Content analysis
Organizational culture
Organizational Psychology
Psychological violence at work
Social psychology
Resumo em inglês
The scenario of contemporary culture includes different elements, at the same time root and product of the complexity of the globalized neoliberal social fabric, woven in a transitional temporal-paradigmatic context. Reign, among others: the incessant operationalization of a culture of emergency through the capitalist instrumental rationality, volatility, individualism, fragmentation, heightened competition, aimless rampant consumerism, social violence, psychological violence (visible and invisible) and worship of high performance. This scenario can exert significant influence in the organizations' scope, in the Organizational Culture of the institutions/workspace and workers' mental health. The overall purpose of the research focuses on identifying characteristics of contemporary culture, especially of Psychological Violence in Organizational Culture, described in Brazilian scientific journals from 2002 to 2012, referring to Administration, Psychology and Multidisciplinary areas. To achieve the study, qualitative research with methodological strategy of content analysis was elected, taking the articles in the scientific journals as content. Data collection was performed in 2013 through Web of Science databases, INDEXPsi, SciELO and Portal de Periódicos Capes. The descriptors used, in different combinations and their corresponding Portuguese, were: organizational culture, organizational behavior, psychological violence, and psychological violence at workplace. After reading the titles, abstracts and keywords, 35 articles were selected: Web of Science (n=2), INDEXPsi (n=21), SciELO (n=10) and Portal de Periódicos Capes (n=2). Previously defined criteria of inclusion/exclusion were applied and a 18-article sample was obtained. The primary data (scientific papers) were partitioned into three corpora: 1- Psychology corpus (n=9); 2-Administration corpus (n=2) and 3-Multidisciplinar corpus (n=7). Each corpus was prepared, as required, in order to process the standard analyses of Alceste software. Content analysis was performed after processed material. For the Psychology area, the results point that the articles reveal trend to the ideological theorization of the psychological violence issue in the workplace. Regarding the Administration area, the data indicate the functionalist nature of the studies, in the direction of seeking to know the phenomenon of psychological violence at work in order to weaken it through instrumental-managerial strategies of the organizational culture. The Multidisciplinary area operates to denounce the occurrence of the phenomenon. The merge of three areas analysis exposes a functionalist doing in the researches, in a broad sense, with no indication of overcoming the immediate evidences gotten from the research that enables a qualitative leap to new propositions to Science, indicating the reified trait of the approach to psychological violence phenomenon at work
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
barboza_me.pdf (2.14 Mbytes)
Data de Publicação
2014-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.