• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.47.2013.tde-08012014-092958
Document
Auteur
Nom complet
Mauricio dos Santos
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2013
Directeur
Jury
Cordas, Taki Athanassios (Président)
Andrade, Douglas Roque
Matsudo, Victor Keihan Rodrigues
Titre en portugais
Efeito de uma intervenção com mensagens eletrônicas no nível de atividade física e no estágio de comportamento em funcionários de uma instituição pública hospitalar
Mots-clés en portugais
Atividade Física
Estágio de Comportamento
Internet
Pedômetro
Resumé en portugais
A inatividade física é um fator de risco para o surgimento de diversas doenças, principalmente as cardiovasculares e as neoplasias. Nas últimas décadas, houve uma redução significante das atividades consideradas moderadas e pesadas no local de trabalho. Hoje, o trabalhador passa muito tempo sentado na frente do computador. Portanto, aproveitar a internet no ambiente de trabalho como meio de divulgar as vantagens da prática da atividade física para a sua saúde é fundamental. A presente pesquisa teve como objetivo avaliar o efeito de uma intervenção por meio de mensagens eletrônicas no nível de atividade física e no estágio de comportamento dos colaboradores de uma instituição pública hospitalar. Após divulgação via mensagens eletrônicas e nos murais do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, cinquenta voluntários se inscreveram para participar da pesquisa. Após os critérios de exclusão e desistência, 29 indivíduos iniciaram na pesquisa. Desses, 16 concluíram as 3 fases. Todos os participantes passaram pelas 3 fases da pesquisa, isto é, compuseram o grupo inicial, o grupo controle e após o grupo experimental. A média de idade foi de 40,1± 9,2 anos, o valor médio do IMC foi de 27,5 ± 4,4 kg/m² e 82,2% da amostra foi composta por mulheres. Para avaliar o estágio de comportamento foi utilizado o questionário adaptado por Marcus e Forsyth (2009) que classifica os indivíduos em pré-contemplativo, contemplativo, preparação, ação e manutenção. Para mensurar o nível de atividade física de forma objetiva foi utilizado o pedômetro SW-200 (YAMAX- Japão). De acordo com o número de passos podemos classificá-los em sedentários, insuficientemente ativos ou ativos. Foi utilizado o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) longo para avaliar, de forma subjetiva, o nível de atividade física no lazer. O protocolo de intervenção consistia no envio de duas mensagens eletrônicas (e-mail) semanais por um período de oito semanas. Para as análises descritivas foi utilizado a média e desvio padrão. O qui-quadrado para as 9 associações. O teste t de student pareado foi utilizado para comparar os momentos pré e pós-intervenção. Para as proporções foi utilizado o teste de comparação de duas proporções. Os pacotes SPSS versão 15.0 e o Stata foram utilizados nas análises. O comportamento sedentário, no qual foram agrupados os pré-contemplativos, contemplativos e preparação, passou de 62,5% para 56,5% após a intervenção. Já o comportamento ativo em que foram agrupados os estágios de ação e manutenção passou de 37,5% para 43,8%. O nível de atividade física no lazer aumentou em 79 minutos (p<0,05) no grupo experimental em relação ao grupo controle. Entretanto, em relação ao início da pesquisa os valores do grupo experimental não se alteraram. A média de passos do grupo controle foi de 10.719, após a intervenção houve um aumento para 11.117 passos. Concluí-se que as mensagens eletrônicas foram eficientes na manutenção do nível de atividade física no lazer e capaz de evoluir na prontidão dos indivíduos para a prática da atividade física, apesar de não apresentar diferenças significantes
Titre en anglais
Effect of an intervention with electronic messages on physical activity level and stage of behavior in employees of a public hospital
Mots-clés en anglais
Internet
Pedometer
Physical Activity
Stage Behavior
Resumé en anglais
Physical inactivity is a risk factor for the emergence of various diseases, particularly cardiovascular diseases and neoplasms. In recent decades, there has been a significant reduction in activities considered moderate and heavy in the workplace. Today, the worker spends a lot of time sitting in front of computer. So enjoy the Internet in the workplace as a means of spreading the benefits of physical activity for your health is essential. This study aimed to evaluate the effect of an intervention through electronic messages in physical activity level and stage of behavior of employees of a public hospital. After spreading via email and on the murals of the Institute of Psychiatry, Hospital das Clinicas, University of São Paulo, fifty volunteers signed up to participate. After the exclusion criteria and withdrawal, 29 subjects began the search. Of these, 16 completed the 3 phases. All participants went through three phases of the research, ie, formed the initial group, the control group and the experimental group after. Mean age was 40.1 ± 9.2 years, mean BMI was 27.5 ± 4.4 kg / m² and 82.2% of the sample was composed of women. To assess the stage of behavior questionnaire was used adapted by Marcus and Forsyth (2009) that classifies individuals in pre-contemplation, contemplation, preparation, action and maintenance. To measure the level of physical activity objectively was used SW-200 pedometer (Yamax, Japan). According to the number of steps we can classify them into inactive, insufficiently active or assets. IPAQ was used to assess long, subjectively, the level of physical activity during leisure. The intervention protocol consisted in sending two messages (e-mail) weekly for a period of eight weeks. For descriptive analysis was used the mean and standard deviation. The chi-square test for associations. The paired Student t test was used to compare the pre-and post-intervention. For the proportions test was used for comparison of two proportions. Packages SPSS version 15.0 and Stata were used in the analyzes. Sedentary behavior, which were grouped in the pre-contemplative, contemplative and preparation, increased from 62.5% to 56.5% after the intervention. Already active behavior that were grouped stages of action and maintenance increased from 37.5% 11 to 43.8%. The level of physical activity during leisure time increased by 79 minutes (p <0.05) in the experimental group compared to the control group. However, compared to the beginning of the search values in the experimental group did not change. The average number of steps of the control group was 10,719, after the intervention had increased to 11,117 steps. It is concluded that electronic messages were effective in maintaining the level of physical activity during leisure time and can evolve in the readiness of individuals to physical activity, although not present significant differences
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2014-01-14
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.