• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Roberta Melissa Benetti Zagui
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Costa, Marcelo Fernandes da (Presidente)
Bicas, Harley Edison Amaral
Polati, Mariza Aparecida
Sano, Ronaldo Yuiti
Ventura, Dora Selma Fix
Título em português
Impacto da ambliopia estrabísmica e anisometrópica na visão de cores e de contraste espacial com diferentes níveis de complexidade 
Palavras-chave em português
Ambliopia
Anisometropia
Estrabismo
Sensibilidade ao contraste
Visão de cores
Resumo em português
Introdução: Ambliopia é uma alteração neurológica cortical causada por experiência visual anormal durante o período crítico do desenvolvimento visual. Trabalhos recentes vêm demonstrando que além das conhecidas alterações visuais classicamente descritas na ambliopia, como a acuidade visual, inúmeras funções perceptuais da visão (locais e globais) estão afetadas. Objetivo: Analisar e comparar o impacto de diferentes tipos de ambliopia no processamento visual de cor e sensibilidade ao contraste (SC). Material e métodos: Foram estudados 42 indivíduos amblíopes de 7-40 anos (estrabismo n=16, anisometropia n=18 e de causa mista n=8) e 33 controles pareados por idade. Testou-se a visão de cores pela medida de limiar de cromaticidade para os eixos protan, deutan e tritan com o Cambridge Color Test (CCT-v.02), a sensibilidade ao contraste (SC) espacial de luminância de primeira ordem para as frequências espaciais 0,4; 1,6; 3,2; 6,4; 12,8 cpg, segunda ordem para as frequências 0,4; 1,6; 3,2; 6,4 cpg e contraste radial para as frequências espaciais 0,4; 1,6; 3,2; 6,4; 12,8 cpg com o sistema Psyknematix (v.1.4.3. Kybervision Consulting R&D). Resultados: Não houve alteração na discriminação de cores em amblíopes; mas redução de sensibilidade ao contraste para estímulo linear de primeira ordem para a frequência espacial 0,4 cpg (F= 3,24, p= 0,027) nos olhos dominantes dos amblíopes estrábicos e 12,8 cpg (F= 6,71, p= 0,002) nos olhos não dominantes de indivíduos amblíopes por anisometropia e de causa mista; redução da SC de segunda ordem para a frequência espacial 6,4 cpg (F =5,30, p= 0,002) nos olhos não dominantes dos amblíopes anisométropes e mista e redução de SC radial para a frequência espacial 1,6cpg (F= 3,79; p= 0,014), 3,2cpg (F= 2,84; p= 0,044), 6,4cpg (F= 5,19; p= 0,003) e 12,8 cpg (F= 9,80; p< 0,001) nos olhos não dominantes do grupo de ambliopia mista e para a frequência espacial 12,8cpg para todos os grupos de ambliopia em relação aos controles. Conclusão: Não há impacto na discriminação de cores para nenhum tipo de ambliopia. Existem diferentes impactos para a sensibilidade ao contraste de distintos níveis de complexidade entre diferentes tipos de ambliopia, e o tipo mista apresenta pior desempenho para todas as funções, desde as mais elementares às mais complexas
Título em inglês
Impact of strabismic and anisometropic amblyopia in color vision and contrast sensitivity of different levels of complexity
Palavras-chave em inglês
Amblyopia
Anisometropia
Color vision
Contrast sensitivity
Strabismus
Resumo em inglês
Introduction: Amblyopia is a cortical neural disfunction caused by abnormal visual experience during critical period of visual development. Recent work has shown that beyond deficits on visual acuity many other perceptual visual functions (local and global) are affected. Purpose: To analyze and compare the impact of different types of amblyopia on visual processing of color vision and contrast sensitivity. Methods: We studied 42 amblyopes aged 7-40 years (strabismus n=16, anisometropia n=18 and mixed n=8 ) and 33 age-matched controls. We tested color vision by chromaticity threshold measurement for protan, deutan and tritan axes with Cambridge Color Test (CCT-v.2.0) and spatial contrast sensitivity of luminance (SC) of first order for spatial frequencies (sf) 0.4; 1.6; 3.2; 6.4; 12.8 cpd; second order for frequencies 0.4; 1.6; 3.2; 6.4 cpd and radial contrast for frequencies 0.4; 1.6; 3.2; 6.4; 12.8 cpd with Psyknematix System (v.1.4.3. Kybervision Consulting R&D). Results: Our results demonstrate no alterations on colour discrimination in amblyopes. Decrease of contrast sensitivity for first order stimuli for frequency 0.4 cpd (F = 3.24, p = 0.027) in dominant eyes of strabismic amblyopia and for 12.8 cpd (F = 6.71, p = 0.002) in nondominant eyes of amblyopic individuals with anisometropia and mixed cause; decrease of CS for second order stimuli for 12,8 cpd (F = 5.30, p = 0.002) in nondominant eyes of anisomotropic and mixed amblyopia and decrease of radial SC for frequency 1.6cpd (F = 3.79 , p = 0.014), 3.2cpd (F = 2.84, p = 0.044), 6.4cpd (F = 5.19, p = 0.003) and 12.8 cpd (F = 9.80, p <0.001 ) in non-dominant eyes of mixed amblyopia and for frequency 12.8 cpd for all amblyopia groups compared to control. Conclusion: There is no impact in color discrimination of any group of amblyopia. There are different impacts between types of amblyopia on contrast sensitivity of different levels of complexity. Mixed type presents the worst performance for all functions from the most elementary to the most complex stimuli
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
zagui_corrigida.pdf (4.48 Mbytes)
Data de Publicação
2019-08-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.