• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.47.2017.tde-22022017-113145
Documento
Autor
Nombre completo
Mariana Verzaro
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Ranvaud, Ronald Dennis Paul Kenneth Clive (Presidente)
Costa, Marcelo Fernandes da
Sameshima, Koichi
Título en portugués
Efeitos do álcool sob condições de desafios cognitivos investigados por meios psicofísicos utilizando um teste de tempo de reação escolha
Palabras clave en portugués
álcool e direção
alcoolemia
desafios cognitivos
tempo de reação
teste de associação
teste de memória
Teste de tempo de reação escolha
teste psicofísico
Resumen en portugués
Objetivo Desenvolver um teste psicofísico apoiado em tecnologia móvel em que o desempenho do participante possa revelar à influência da ingestão de álcool pelas alterações cognitivas e motoras produzidas por essa droga. Método Foram 3 protocolos experimentais preliminares. Protocolo experimental 1: Um total de 11 participantes (6 homens e 5 mulheres, de 30 a 53 anos) executaram um teste de tempo de reação go-no-go a três estímulos (semáforo verde:go, semáforo vermelho: no-go, semáforo amarelo: no-go e um estímulo preparatório: semáforo apagado). Protocolo experimental 2: Um total de 13 participantes (mulheres, de 18 a 37 anos) executaram 3 testes: a) Teste de tempo de reação escolha a três estímulos (semáforo verde, semáforo vermelho, semáforo amarelo) e um estímulo preparatório (semáforo apagado). b) Teste de memória em que a tarefa era a de pressionar um botão informando se a imagem que aparecia na tela era nova e outro botão caso a imagem fosse repetida. c) Teste de associação em que a tarefa era a de associar figuras a um número seguindo uma tabela de comparação. Protocolo experimental 3: Um total de 8 participantes (5 homens e 2 mulheres, de 22 a 42 anos) executaram os mesmos testes aplicados no protocolo experimental 2 com apenas uma diferença em uma das tarefas do teste de tempo de reação escolha. A análise de dados privilegiou a análise dos tempos de reação e o índice de acertos. Resultados Protocolo experimental 1 Os testes pareados, tanto para os tempos de reação (t(5)=0,199, p=0,850), quanto para a quantidade de erros (t(5)=0,675, p=0,529), não apontaram nenhuma diferença significativa entre as condições sem e com álcool. Resultados Protocolo experimental 2 As ANOVAs-MR dos tempos de reação e do número de erros do teste de reação escolha não revelaram diferenças significativas para a condição (F(2,36)=1,175, p=0.315, hp 2 =0.32 e F(2,36)=1.944, p=0.165, respectivamente), para cor de semáforo (F(2,36)=0.289, p>0.5, hp 2 =0.16) e tampouco para interação condição x cor de semáforo (F(2,36)=0,355, p=0.840, hp 2 =0.19). No teste de memória, as ANOVAs-MR não revelaram nenhuma 6 diferença significativa para a condição dos tempos de reação (F(2,36)=0,693, p>0,05, n2 =0,05). No teste de associação uma ANOVA-MR revelou uma diferença significativa nos tempos de reação F(2,36)=4,924, p=0,016, n2=0,291), porém nenhuma diferença foi encontrada para erros absolutos (F(2,36)=0,255, p>0,5, n2=0,090) e erros absolutos (F(2,36)=0,255, p>0.5, n=0,02) para a condição sem álcool e com álcool acima de 0.06 %BAC. Resultados Protocolo experimental 3 No teste de tempo de reação escolha não houve indícios de diferenças significantes para as condições com e sem álcool. Os níveis descritivos encontrados no teste Kruskall-Walis foram 0,309, 0,222 e 0,323 para percentual de acerto, tempo médio de reação verde e vermelho, respectivamente. No teste de memória nenhuma das variáveis de tempo de reação (média, maior e menor) apresentou indícios estatisticamente significantes (p-valores 0,633 0,975 e 0,431, respectivamente), tampouco o padrão e indices descritivos (p=0,238) para a média de acertos e o número de acertos. No teste de associação a variável tempo de resposta apresentou evidências estatisticamente significantes de que os grupos não apresentaram valores médios e medianos iguais entre si (p<0,001), houve evidências de que o grupo de 0 a 0,1 %BAC e maior de 0,1 %BAC eram diferentes entre si (p=0,003). Discussão Parece promissor a realização do teste de associação com um aumento da carga cognitiva afim de poder verificar diferenças mesmo quando o indivíduo consumir pequenas doses de álcool. Considerações Finais Os resultados expostos acima dão margem a otimismo e abrem um amplo horizonte de perspectivas em situações ecológicas da vida real, e não mais nas situações tradicionais e artificiais de laboratório, estendendo o ambiente de experimentação e viabilizando a coleta de grandes conjuntos de dados
Título en inglés
Effects of alcohol in conditions of cognitive challanges investigated by a psychophysical method using a choice reaction time test
Palabras clave en inglés
alcohol
association test
Choice reaction test
choice reaction time
cognitive challanges
drinking and driving
memory test
pshychofisic test
Resumen en inglés
Objective To Develop a psychophysical test supported by mobile technology in which the performance of the participant could reveal the influence of alcohol intake by cognitive and motor changes produced by this drug. Method There were 3 preliminary experiments. Experiment 1: A total of 11 participants (6 males and 5 females, 30-53 years) performed a go-no-go reaction time test to three stimuli (green traffic light: go, red trafic light: no-go, yellow trafic light: no-go and a preparatory stimulus: black trafic light). Experiment 2: A total of 13 participants (women, 18-37 years) performed three tests: a) A choice reaction time test to three stimuli (green trafic light, red trafic light, yellow trafic light) and a preparatory stimulus (black trafic light). b) A memory test where the task was to press a button stating that the image that was displayed on the screen was new and another button stating that the image was repeated. c) An association test where the task was to associate figures to a number, following a comparison chart. Experiment 3: A total of 8 participants (5 men and 2 women, 22 to 42 years) performed the same tests applied in experiment number 2 with only one difference in a task of the choice reaction time test. Data analysis focused on standart deviations and coefficients of variation. Results Experiment 1 A paired test for both, reaction times (t (5) = 0.199, p = 0.850) and for the number of errors (t (5) = 0.675, p = 0.529) did not show any significant difference between the conditions with and without alcohol. Results Experiment 2 In the choice reaction time test the ANOVAs 2-MR reaction times and the number of reaction errors revealed no significant differences in both conditions (F (2,36) = 1.175, p = 0.315, HP2 and F = 12:32 (2, 36) = 1.944, p = 0.165, respectively) for color signal (F (2,36) = 0.289, p> 0.5, HP2 = 0:16) and also for condition x color signal (F (2,36) = 0.355, p = 0.840, hp2 = 12:19). In the memory test, the ANOVAs-MR showed no significant differences of the reaction time in all conditions (F (2,36) = 0.693, p> 0.05, n2 = 0.05). In the association test ANOVA-MR revealed a significant difference in 8 reaction times F (2,36) = 4.924, p = 0.016, n 2 = 0.291), but no difference was found for absolute errors (F (2,36) = 0.255, p> 0.5, n2 = 0.090) and absolute errors (F (2,36) = 0.255, p> 0.5, n = 0.02) for the alcohol and alcohol above condition 0.06% BAC. Results Experiment 3 In the choice reaction time test there were no significant evidence of a difference between their position values for the condition with and without alcohol. Descriptive levels found in the Kruskal-Wallis test were 0.309, 0.222 and 0.323 for percentage of correct answers, average reaction time of green and red, respectively. In the memory test, none of the reaction time variables (average, highest and lowest) showed statistically significant evidence (p-value 0.633 0.975 and 0.431, respectively), p-value standard (p = 0.238) for the mean score and the number of hits. In the association test the time variable response presented significant statistically evidence that the groups didnt have mean values equal to each other (p <0.001) there were evidence that the group 0 to 0.1% BAC, and the group larger than 0,1% BAC were different from each other (p = 0.003.) Discussion It sounds promising do to more research with the association test with an increase of the cognitive challange in order to verify differences even when the individual takes use of small doses of alcohol. Conlusion The results presented above give rise to optimism and open up a wide horizon of perspectives on ecological situations of real life, and not just in the traditional and artificial situations of the laboratory, extending the experimentation environment and enabling the collection of large data sets
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
verzaro_me.pdf (20.99 Mbytes)
Fecha de Publicación
2017-04-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.