• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2016.tde-01112016-110406
Documento
Autor
Nome completo
Jaqueline Pinafo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Bizzo, Nelio Marco Vincenzo (Presidente)
Franzolin, Fernanda
Garcia, Paulo Sergio
Gouw, Ana Maria Santos
Nagem, Ronaldo Luiz
Título em português
O que os jovens têm a dizer sobre ciência e tecnologia? Opiniões, interesses e atitudes de estudantes em dois países: Brasil e Itália
Palavras-chave em português
Avaliação educacional
Barômetro escolar
Ensino de ciências
Percepção da ciência pelos jovens
Resumo em português
A presença eminente e a forte influência da C&T na sociedade atual são inevitáveis e impulsionam mudanças nos diferentes espaços-tempos. Dessarte, a aprendizagem e/ou atitudes e valores atribuídos ao ensino de ciências constituem espaço privilegiado na construção da cidadania, autonomia, pensamento e ação na forma como os estudantes incorporam e se beneficiam de tais transformações. Desse modo, o desencanto dos jovens pela ciência e pela carreira científica é algo que tem preocupado professores, acadêmicos e elaboradores de políticas públicas em diversos países na atualidade. Diante dessa constatação, conhecer o perfil dos jovens brasileiros por meio da expressão de seus interesses, opiniões e atitudes acerca da ciência e tecnologia é uma forma significativa de relacionar não só a relevância que ela tem para eles, bem como sua influência sobre suas preferências, tanto no que se refere à opção acadêmica como à profissão, sendo este o objetivo desta pesquisa, que tem como enfoque ampliar e aprofundar essas discussões, inserindo-se no campo da avaliação educacional de natureza quantitativa. Por se tratar de uma tendência internacional, e no intuito de não só compreender, mas buscar conexões entre a construção de indicadores de percepção pública em diferentes contextos socioculturais e como estes influenciam na construção de valores sobre a ciência e tecnologia, a Itália se configurou no cenário de um estudo colaborativo. Os dados da pesquisa foram coletados pelo instrumento Barômetro, em uma amostra de representação nacional, nos dois países, baseados em um plano amostral. Participaram do estudo: Brasil - 78 escolas e 2.368 jovens; Itália - 99 escolas e 3.503 jovens. Os dados encontrados apontam que brasileiros e italianos possuem grande interesse pelos temas científicos abordados na escola, principalmente os que estão relacionados com o corpo humano e seus cuidados, especialmente entre as meninas. De modo geral, os jovens de ambos os países possuem atitudes positivas com relação aos desafios ambientais e visão otimista quanto ao futuro no sentido de que, devido à C&T, haverá melhores oportunidades para as gerações futuras e serão encontradas curas para doenças. Apesar de demonstrarem interesse pelas aulas de ciências, em ambos os países, tanto meninas quanto meninos têm pouca aspiração em serem cientistas e trabalhar com tecnologia avançada. Embora apresentem atitudes positivas e otimistas com relação à C&T, a busca por informações científicas em centros de ciência e museus é incipiente e restrita a uma pequena parcela da população, especialmente no Brasil. O hábito informativo mais utilizado pelos jovens brasileiros, no geral, é assistir à TV, e, especificamente, entre as meninas, dedicar-se à leitura de livros e revistas especializadas. Os italianos assistem a documentários e utilizam a internet para a busca de informações científicas. Tais dados apontam que jovens de países em desenvolvimento, como os brasileiros, estão se alinhando às posturas e atitudes de jovens europeus, embora as diferenças socioeconômicas e culturais, bem como os sistemas de ensino, o currículo e as decisões pedagógicas apresentem diferenças marcantes. Em 2007, por meio do instrumento ROSE, pesquisadores brasileiros buscaram conhecer a percepção dos jovens com relação à C&T, dessa forma, como o Barômetro, em sua construção, considerou a permanência de elementos que pudessem estabelecer relações entre as posturas dos jovens, cabe ressaltar que, por meio de uma série histórica, observou-se que, dentre os sete anos transcorridos entre a primeira coleta de dados e esta pesquisa, os dados indicam que as atitudes positivas com relação à ciência aumentaram e apresentam esperanças de que a ciência venha a contribuir com o mundo e com as explicações que a ciência ainda não descortinou. Entretanto, mantiveram o interesse em conhecer assuntos sobre doenças como o câncer e principalmente no fato de aprender a tratá-las, mas demonstram desinteresse em conhecer doenças como HIV/AIDS e como controlá-la. Com relação ao meio ambiente, mantiveram a percepção de que as pessoas continuam se preocupando pouco com os problemas ambientais e que cada um pode influenciar de forma positiva na proteção ambiental. Continuam demonstrando grande interesse pela ciência escolar e pelas aulas de ciências, porém, de forma significativa, caiu o interesse em seguir carreiras científicas e que lidem com tecnologia. Diante dos resultados apresentados, espera-se abrir caminhos para futuras investigações, bem como fomentar reflexões com base em um diálogo entre as vozes manifestas, currículos, livros didáticos, professores e elaboradores de políticas públicas.
Título em inglês
What do youngsters have to say about science and technology? Students opinions, interests and attitudes in two countries: Brazil and Italy
Palavras-chave em inglês
Educational assessment
Perception of science by young people
School barometer
Science teaching
Resumo em inglês
The prominent presence and the strong influence of S&T in society today are inevitable and promote changes in different spaces-times. In this sense, learning and/or attitudes and values assigned to the teaching of science are a privileged space in the building of citizenship, autonomy, thought, and action in how students incorporate and benefit from such changes. Thus, the disenchantment of young people with science and scientific career is an issue that has concerned teachers, academics and policy makers in many countries nowadays. Considering this fact, to know the profile of young Brazilians through the expression of their interests, opinions and attitudes about science and technology is a significant way to relate not only the relevance it has for them as well as their influence on their preferences, both in terms of academic option and of profession. This is the objective of this research, which focuses on broadening and deepening these discussions, inserting itself in the field of quantitative educational assessment. Because it is an international trend, and in order to not only understand, but also to seek connections between the construction of public perception indicators in different socio-cultural contexts and how they influence the construction of values about science and technology, Italy has emerged in the scenario of a collaborative study. The survey data were collected by the barometer instrument, in a nationally representative sample, in both countries, based on a sampling plan. Study participants: in Brazil - 78 schools and 2,368 young people; in Italy - 99 schools and 3,503 young people. The findings show that Brazilians and Italians have great interest in scientific topics covered in school, mainly those related to the human body and its care, especially among girls. In general, youngsters of both countries have positive attitudes towards environmental challenges and an optimistic vision of the future in the sense that, due to S&T, there will be better opportunities for future generations and cure for diseases will be found. Although students show interest for science classes, in both countries, boys and girls have little aspiration to be scientists and to work with advanced technology. Although presenting positive and optimistic attitudes to S&T, the search for scientific information in science centers and museums is incipient and restricted to a small portion of the population, especially in Brazil. The informative habit most used by young Brazilians in general is to watch TV, and specifically among girls, to devote themselves to reading books and specialized magazines. Italians watch documentaries and use the internet to search for scientific information. These data indicate that young people in developing countries, such as Brazil, are approaching the postures and attitudes of young Europeans, although the socioeconomic and cultural differences, as well as the education systems, curricula and pedagogical decisions show notable differences. In 2007, through the ROSE instrument, Brazilian researchers sought to understand the perception of young people with regards to S&T. In this way, as the barometer in its construction considered the permanence of elements that could establish relations between the attitudes of young people, it is noteworthy that, through a historical series, it was observed that among the seven years between the first data collection and this research, the data indicate that positive attitudes towards science have increased and they also hope that science will contribute to the world and to the explanations that science has not yet unveiled. However, they continued interested in knowing issues about diseases like cancer and particularly in learning to treat them, but show disinterest in learning about diseases like HIV/AIDS and how to control it. Regarding the environment, they maintained the perception that people worry little about the environmental problems and that each individual can have a positive influence on environmental protection. They continue to show great interest in school science and science classes, but there was a significant drop in the interest in scientific careers and in those dealing with technology. With the results presented here, we expect to open avenues for future research, and to encourage reflections based on a dialogue between the manifest voices, curricula, textbooks, teachers and policy makers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-11-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.