• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.48.2009.tde-02092009-140313
Documento
Autor
Nombre completo
Rachel de Sousa Vianna
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2009
Director
Tribunal
Favaretto, Celso Fernando (Presidente)
Barbosa, Ana Mae Tavares Bastos
Franz, Teresinha Sueli
Giordan, Marcelo
Mortimer, Eduardo Fleury
Título en portugués
Ensinar e aprender a ver
Palabras clave en portugués
1. arte-educação
2. percepção visual
3. métodos de ensino
4. análise do discurso
Resumen en portugués
Esta pesquisa aborda o processo de ensinar e aprender a ver sob diferentes ângulos. Em sua primeira parte, utiliza o método genético proposto pela teoria sociocultural para investigar o desenvolvimento da percepção visual na filogênese, na história social e na ontogênese. A segunda parte tem como objetivo mapear o papel da percepção visual nas propostas educativas de apreciação, fruição e leitura de imagens e objetos. O estudo da literatura revelou três tendências nas metodologias que privilegiam o desenvolvimento da percepção visual: a visual-verbal, a modernista e a semioticista. Em uma pesquisa de campo realizada na Universidade Roehampton, em Londres, foram entrevistados oito profissionais envolvidos na definição de políticas educacionais e na formação de professores de arte e design na Inglaterra. Os resultados indicaram que não existe consenso a respeito dos conhecimentos e habilidades necessários para engajar os estudantes no diálogo com obras de arte, nem sobre o papel dos conceitos visuais neste processo. A terceira e última parte da investigação consistiu em uma pesquisa de campo no Brasil. A coleta de dados foi feita através da gravação em áudio de três aulas de apreciação de imagens em organizações não governamentais que se dedicam ao ensino de artes e de duas visitas guiadas em museus de arte. Para analisar os dados, foi utilizada uma versão adaptada da ferramenta sociocultural de Eduardo Mortimer e Phil Scott (2002; 2003). Esta ferramenta, originalmente desenvolvida para o ensino de ciências, tem como foco o processo de construção de significados através do diálogo da sala de aula. Sua versão adaptada para o ensino de artes visuais se mostrou um instrumento capaz de revelar com detalhes o que se passa nas aulas e visitas guiadas, tanto pela possibilidade de mapear os aspectos da experiência estética privilegiados pelo professor como pela clareza com que permite descrever a metodologia utilizada. Uma comparação entre as atividades de apreciação e leitura nas cinco instituições aponta uma grande diversidade de abordagens e metodologias. Os resultados indicam, portanto, que não há uma concepção comum sobre objetivos, conteúdos e métodos que indicie a existência de um gênero de discurso no ensino de artes visuais no Brasil.
Título en inglés
Teaching and learning to see
Palabras clave en inglés
1. art-education
2. visual perception
3. teaching methods
4. discourse analysis
Resumen en inglés
This research tackles the process of teaching and learning to see from different angles. Its first part uses the genetic method proposed by the sociocultural theory to investigate the development of visual perception in phylogenesis, in socio history and in ontogenesis. The second part of the research aims at mapping the role of visual perception within the methodologies for appreciating/reading images and objects. The literature review indicated three tendencies within the methodologies which emphasize development of visual perception: visual-verbal, modernist, and semanticist. A field research at Roehampton University, at London, comprised semi-structured interviews with eight professionals involved with teacher training in the field of art and design. The results indicated that there is not a consensus on the kinds of knowledge and abilities required to actively engage in works of art, neither there is a general agreement about the role visual concepts play in this process. The third and last part of this research involved a field research in Brazil. The data comprised audio recording of three art classes in three non governmental organizations which work with art education and two guided visits in two art museums. For data analysis, I used an adapted version of a sociocultural tool developed by Eduardo Mortimer and Phil Scott (2002, 2003). This tool, which was originally developed for the field of Science education, focuses the way the discourse is used to construct meaning in the classroom. Its adapted version proved to be an interesting tool for analyzing visual art classes and guided museum visits, as it permits to map which aspect of the aesthetic experience teachers and educators emphasized and to describe the methodology they used. A comparison between the five activities of appreciating/reading images that comprise the data reveals that there is great diversity in approaches and methodologies. Therefore, the results point that there is not a common understanding of objectives, content and methodologies among the participants, which suggests that Brazilian art education has not developed its own discourse genre.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2009-10-09
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.