• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2011.tde-04072011-153946
Documento
Autor
Nome completo
Cristiana Mello Cerchiari
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Marinelli, Vera Lucia (Presidente)
Garcia, Nely
Motta, Lívia Maria Villela de Mello
Título em português
Deficiência visual e ensino/aprendizagem de língua estrangeira: subsídios para a formação de professores em contexto universitário
Palavras-chave em português
competências
conhecimentos
deficiência visual
ensino/aprendizagem
formação inicial
língua estrangeira
Resumo em português
O presente trabalho parte das premissas de que existem alunos com deficiência visual que estudam línguas estrangeiras, da educação infantil ao ensino superior, e de que os docentes dessa área poderão ser expostos à presença desses alunos em qualquer etapa de sua trajetória profissional. Para demonstrar a veracidade de tais pressupostos, foram cotejados os trabalhos de quatro professores-pesquisadores de língua estrangeira vinculados a esses alunos, a saber: Ramos, 2000; Motta, 2004; Dias, 2008; e Magalhães, 2009. A análise dos relatos de pesquisa demonstrou que os professores de idiomas estrangeiros ingressam e atuam na profissão docente munidos de conhecimentos e competências insuficientes para identificar e trabalhar com tais discentes. Passamos, assim, a abordar os fatores que culminam em tal situação, iniciando pelas condições às quais os licenciandos de línguas estrangeiras estão submetidos durante sua formação acadêmica, e concluindo nossa pesquisa com uma entrevista episódica (FLICK, 2009) com um professor de língua estrangeira cuja biografia está há muito tempo vinculada a indivíduos com deficiência visual. Ao contrapor os relatos dos professores-pesquisadores à entrevista episódica, verificou-se que a presença de momentos formativos sobre deficiência visual durante a formação universitária, oportunidade em que os futuros professores dispõem de condições mais adequadas para a aquisição de conhecimentos sobre esse comprometimento sensorial, contribui para que os futuros professores desenvolvam competências fundamentais para a identificação e gerenciamento da diversidade humana em sala de aula e para a efetiva utilização dos recursos pedagógicos e tecnológicos com potencial para beneficiar tais alunos.
Título em inglês
Visual impairment and foreign-language teaching/learning processes: findings related to teachers education in universities.
Palavras-chave em inglês
competences
education
foreign languages
knowledge
teaching/learning processes
visually impaired students
Resumo em inglês
This paper assumes both that one can find visually impaired students focusing on foreign-language learning from kindergarten to higher education, and that foreign-language teachers may be acquainted with those students at any time during their professional career. In order to support those assumptions, we compared pieces of research from four foreign-language teachers: Ramos, 2000; Motta, 2004; Dias, 2008; and Magalhães, 2009. By analyzing their papers, we concluded that foreign-language teachers approach and accomplish teaching/ learning processes involving those pupils with no sufficient knowledge and not having developed competences to act otherwise. Therefore, we studied some factors that may lead to such situation. We initially approached the variables that shape their education in universities, then we performed an episodic interview (FLICK, 2009) with a foreign-language teacher whose life-story has constantly and closely been connected to blind and visually-impaired individuals. When contrasting the research performed by those four teachers with the episodic interview, we noted that when teachers-to-be are given the opportunity to approach visual impairment issues during their education, they are more likely to acquire knowledge and develop competences which may enable them to identify and work with unique individuals in their classroom, as well as to cope with pedagogical and technological resources available for those students.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-07-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.