• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2018.tde-04122018-171343
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Fernandes Lança
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Bontempi Junior, Bruno (Presidente)
Dallabrida, Norberto
Siqueira, Rogério Monteiro de
Título em português
Capitais e formação acadêmico-profissional dos egressos da Escola Politécnica de São Paulo (1899 a 1905)
Palavras-chave em português
capitais
egressos
Escola Politécnica de São Paulo
formação acadêmicoprofissional
Resumo em português
A Escola Politécnica, fundada em 1893 e incorporada à Universidade de São Paulo em 1934, surgiu por iniciativa das elites urbanas paulistas com o objetivo de atender às demandas econômicas do início do século XX, que solicitavam uma educação coerente com o crescimento industrial do país e a necessidade de melhorias em sua infraestrutura. Atualmente, a Escola Politécnica se propõe a formar não somente engenheiros, mas líderes. Com a intenção de identificar as predisposições socialmente favoráveis dos estudantes que vieram a ser academicamente bem-sucedidos, a pesquisa teve como objetivo geral desvelar qual o perfil socioeconômico e de escolaridade que caracteriza os formados nos cursos de primeira divisão (formação de engenheiros) da Escola Politécnica de São Paulo, entre 1899 a 1905. A pesquisa utilizou-se do método prosopográfico, ou de biografias coletivas, fazendo uma análise qualitativa e quantitativa, que desvelou os vínculos entre origem, posição social e formação escolar, bem como as características comuns relativas ao grupo social que, tendo procurado a Escola Politécnica de São Paulo, nela conseguiu finalizar com sucesso sua formação em nível superior. Como principal referencial teórico, a análise dos resultados foi feia a luz das teorias de Pierre Bourdieu e sua definição dos conceitos de campos, habitus e capital. Além deste autor, utilizamos a teoria crítica do currículo como base para a análise dos regulamentos e currículos da instituição. Foi possível verificar que, acompanhando a tendência das elites agrárias em São Paulo, os primeiros formados da Poli têm origem nas tradicionais famílias do patriarcado rural, ligadas principalmente ao café, que procuraram se modernizar e se aburguesar, acompanhando o crescimento urbano e industrial. A procura pela formação em engenharia para as novas gerações teria sido, assim, um movimento para adquirir a formação técnica e o habitus necessário para manter o status quo familiar em outra configuração social.
Título em inglês
Capitals and academic-professional formation of the graduates of the Polytechnic School of São Paulo (1899 to 1905)
Palavras-chave em inglês
academic-professional training
capital
graduates
Polytechnic School of São Paulo
Resumo em inglês
The Polytechnic School (Poli), founded in 1893 and incorporated in the University of São Paulo in 1934, emerged by the initiative of the São Paulo urban elites in order to attend the economic demands of the early twentieth century, which required a consistent education with the country's industrial growth and the need of infrastructure improvements. Currently, the Polytechnic School proposes to form not only engineers, but "leaders". In order to identify the socially favorable predispositions of the students who became academically successful, the research had the general objective to uncover which are the socioeconomic and the education profiles that characterize those with first division formation (engineer formation) of the Polytechnic School of São Paulo, from 1899 to 1905. The research used the prosopographic method, or collective biographies, making a qualitative and quantitative analysis, which revealed the links between origin, social standing and school formation, as well as the common characteristics related to the social group that, having sought the Polytechnic School of São Paulo, reached its superior formation. As the main theoretical reference, the result analysis was based on the Pierre Bourdieu theories and his definition of the fields concepts, habits and capital. Besides this author, critical theory was also used as the basis for this dissertation elaboration and regulations and curricula analysis of the studied institution. In this way, it was possible to confirm the hypothesis that, following the tendency of the agrarian elites in São Paulo, Poli's first graduates originate from rural patriarchy traditional families, linked to coffee, but who sought to "modernize" and to "bourgeois", trying to keep up with urban and industrial growths. Thus, the quest for engineering training for the new generations was a movement to acquire the technical formation and the needed habit to maintain the family status quo in another social configuration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.