• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.48.2018.tde-08052018-110949
Documento
Autor
Nombre completo
Douglas da Silveira Pereira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2018
Director
Tribunal
Araújo, Ulisses Ferreira de (Presidente)
Koller, Silvia Helena
Souza, Leonardo Lemos de
Título en portugués
Felicidade e significado: um estudo sobre o bem-estar em profissionais da educação do estado de São Paulo
Palabras clave en portugués
Bem-estar
Felicidade
Professores
Significado
Resumen en portugués
O presente estudo teve por objetivo identificar a felicidade e o significado atribuídos pelos profissionais da Educação do estado de São Paulo a diferentes domínios da vida. Para isso, esclarecemos através de uma revisão bibliográfica como a felicidade tem sido algo do interesse humano ao longo do tempo. Ressaltamos que o conceito de felicidade difere de acordo com o idioma, cultura e possui uma pluralidade de termos associados em pesquisas. Em um resgate histórico demonstramos que a felicidade consta como um ideal desde as primeiras civilizações ocidentais, recebeu ênfase entre os filósofos gregos, percorreu os séculos, impactou a economia e a criação dos seus índices nas últimas décadas e enseja atualmente o debate no campo da psicologia. A partir disso, abordamos o movimento da Psicologia Positiva, suas origens, propostas, evolução no cenário nacional, equívocos iniciais e desdobramentos do construto de bem-estar. No avanço desses estudos, duas concepções se destacaram: o Bem-Estar Subjetivo e o Bem-Estar Psicológico, alicerçadas nos conceitos filosóficos de hedonia e eudaimonia. Nesse sentido, expomos as propostas emergentes que propõem uma aproximação entre essas linhas filosóficos e uma articulação teórico-metodológica que ofereça uma perspectiva complexa sobre a felicidade. Este estudo se propõe, através de uma revisão temática sobre felicidade e uma compreensão de sua articulação com as concepções de hedonia e eudaimonia, avaliar os níveis de felicidade e significado em diferentes domínios da vida atribuídos pelos profissionais da Educação do estado de São Paulo. Nesse intuito utilizamos uma amostra de 2021 sujeitos, na faixa etária entre 20 e 70 anos, que participaram do processo seletivo para o curso de Especialização em Ética, Valores e Cidadania na Escola realizado pela Universidade de São Paulo. O instrumento utilizado foi o Eudaimonic Hedonic Happiness Inventory (EHHI), formado por perguntas abertas e escalas para a avaliação do nível de felicidade e significado em onze diferentes domínios da vida. Os dados foram coletados presencialmente nas cidades de São Paulo, São Carlos, Ribeirão Preto e Campinas em agosto de 2013. Os resultados mostraram que a família, a saúde e o crescimento pessoal são os domínios da vida com mais evidência em felicidade e significado. Foi possível também perceber que professores próximos ao final da carreira são mais felizes e que os mais jovens possuem menos significado na vida. Por fim, os resultados de significado apresentaram um poder de explicação de 20% do nível de felicidade. Consideramos que a compreensão de como esses profissionais atribuem felicidade e significado aos diversos domínios da vida traz a possibilidade do direcionamento de propostas que visem à promoção de felicidade e bem-estar docente.
Título en inglés
Happiness and meaningfulness: a study on the well-being of professionals of eEducation of the State of São Paulo
Palabras clave en inglés
Happiness
Meaningfulness
Teachers
Well-being
Resumen en inglés
The current study aimed at identifying the happiness and meaningfulness attributed to different life domains by professionals of Education of the State of São Paulo. In order to do that, we clarified, through a bibliographical review, how happiness has been something of human interest over time. We emphasized that the concept of happiness differs according to language, culture and it has a plurality of associated terms in research. In a historical review, we have shown that happiness has been an ideal pursued since the earliest Western civilizations, received emphasis by the Greek philosophers, it has gone through the centuries, impacted the economy and the creation of its indexes in the last decades and it currently led to debate in the field of psychology. From this point, we approached the Positive Psychology movement, its origins, proposals, evolution in the national scenario, initial misconceptions and the unfolding of the well-being construct. As these studies advanced, two conceptions stand out: Subjective Well-Being and Psychological Well-Being, based on the philosophical concepts of hedonia and eudaimonia. In this sense, we presented the emerging proposals that set out an approximation between these philosophical lines and a theoretical-methodological articulation that offers a complex perspective on happiness. By means of a theme review on happiness and an understanding of its articulation with the conceptions of hedonia and eudaimonia, this study proposes evaluating the levels of happiness and meaningfulness in different life domains, which were ranked by professionals of the State of São Paulo. To this end, we used a sample of 2.021 individuals between the ages of twenty and seventy, who participated in the selection process for the Specialization Course in Ethics, Values and Citizenship in School conducted by the University of São Paulo. The instrument used was the Eudaimonic Hedonic Happiness Inventory (EHHI), devised by open questions and scales for assessing the level of happiness and meaning in eleven different life domains. The data were collected in person in the cities of São Paulo, São Carlos, Ribeirão Preto and Campinas in August 2013. The results showed that family, health and personal growth are the life domains with more evidence of happiness and meaningfulness. It was also possible to perceive that teachers who were at the end of their careers are happier and younger ones have less meaning in life. Finally, the results of meaningfulness presented a power of explanation of 20% of the level of happiness. We believe that the understanding of how these professionals attribute happiness and meaning to the various life domains brings the possibility of directing proposals that aim to promote happiness and teachers' well-being.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-05-28
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.