• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2013.tde-10102013-113416
Documento
Autor
Nome completo
Michelle Prazeres Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Setton, Maria da Graca Jacintho (Presidente)
Citelli, Adilson Odair
Ghanem Junior, Elie George Guimaraes
Ricardo Filho, Geraldo Sabino
Trivinho, Eugênio Rondini
Título em português
A moderna socialização escolar: um estudo sobre a construção da crença nas tecnologias digitais e seus efeitos para o campo da educação
Palavras-chave em português
Campos
Cibercultura
Comunicação
Educação
Escola
Mídia
Modernidade
Novas mídias
Política educacional
Rede
Socialização
Tecnologia
Tecnologias da informação
Resumo em português
Este estudo parte de um problema concreto: as políticas adotadas pelo Estado de São Paulo para modernizar a educação via tecnologias digitais. Seu objetivo é analisar como as tecnologias são representadas por quatro campos sociais: Poder Público, empresas, mídias e universidades. A intenção é averiguar se os valores promovidos por estes campos constituem um ambiente favorável ao processo de valorização, adoção e uso das tecnologias na educação. Tal processo recebe o nome de moderna socialização escolar, recurso retórico cuja validade é testada pelo estudo a partir de dois pressupostos centrais: (1) o de que existe uma sinergia entre estes campos na construção e na divulgação do repertório relacionado à moderna socialização escolar; (2) o de que esta zona de convergência ou ambiência comum formada pelo compartilhamento de valores incide em um campo da educação poroso, que acolheria tais contribuições, aderindo à modernização de forma incontestável ou mesmo natural. As perguntas que movem a pesquisa são: como se explicaria a valorização dos usos das tecnologias nas escolas? Seriam as empresas em busca de maior rentabilidade em seus negócios? Seriam os educadores e as escolas buscando a atualização de seus currículos? Seriam os governantes no afã de se adequarem ao estilo de um novo tempo? Quais valores e posicionamentos institucionais são veiculados sobre a moderna socialização escolar? Quem são seus porta-vozes? Quais instituições e posições na sociedade eles representam? A teoria da socialização é o alicerce fundante da pesquisa, que também tem como aportes centrais a teoria dos campos e as noções relacionadas ao conceito de cibercultura, incluindo a perspectiva de modernidade. A partir deste arcabouço teórico, mapeiam-se os elementos discursivos dos campos do Poder Público, empresarial, da mídia e da Academia a partir da análise de registros documentais publicados no site da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo; nos relatórios corporativos da empresa Microsoft; nos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo; e em revistas acadêmicas das áreas do conhecimento Educação e Comunicação. O resultado é um olhar para as representações sobre a moderna socialização escolar, que pode desvelar a plataforma estruturante deste esquema e a partir do qual é possível visualizar: (1) os repertórios e valores de cada campo relacionados ao processo de modernização educacional; e (2) a alquimia das dinâmicas entre agentes e instituições (e campos) anunciando a lógica de construção da crença na modernização da educação via tecnologias digitais.
Título em inglês
The modern school socialization: a study on the construction of the belief in digital technologies and their effects upon the education field
Palavras-chave em inglês
Communication
Cyberculture
Education
Educational policy
Fields
information technologies
Media
Modernity
Networks
New medias
School
Socialization
Technology
Resumo em inglês
The starting point for this study is a concrete matter: the policies adopted by the State of São Paulo to overhaul education through technologies. Its goal is to analyze how technologies are represented by four social fields: public authorities, corporations, the media and universities. The intent is to ascertain whether values promoted by these fields provide a favorable environment to the process of valorization, adoption and employment of technologies in education. Such process is known as modern school socialization, a rhetorical resource whose validity is examined by this study with base on two core assumptions: (1) there is a synergy between these fields in the construction and spreading of the repertoire related to modern school socialization; (2) this convergence zone or common environment generated by shared values represents a pervious education field, which admits such contributions and embraces modernization in an undeniable or even natural manner. The questions that guide this research are: how to explain the valorization of the use of technologies in schools? Would it be related to the corporate quest for profitability? Would it be an effort by educators and schools to update their curriculums? Would it be an attempt by the government to catch up with the style of a new era? Which values and institutional approaches are transmitted as far as the modern school socialization is concerned? Who are their spokespeople? Which institutions and society positions do they represent? The theory of socialization is the foundation for this research, which also finds crucial support on the field theory and the ideas related to the concept of cyberculture, including the perspective of modernity. This theoretical framework is followed by the mapping of the discursive elements in the fields of public authorities, corporations, the media and the academia through the analysis of documented records published on the Education Department of the State of São Paulo website; corporate reports by the Microsoft company; newspapers Folha de São Paulo and O Estado de São Paulo; and academic publications in the areas of Education and Communication. The result is a glance at the representations regarding modern school socialization, which may unveil the structuring platform for this scheme, from which it is possible to identify (1) the repertories and values for each field related to the process of education modernization; and (2) the alchemy in the dynamics between agents and institutions (and fields), heralding the construction logic for the belief in the overhauling of education through digital technologies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.