• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2014.tde-13102014-160035
Documento
Autor
Nome completo
Joy Nunes da Silva Barros
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Schilling, Flavia Ines (Presidente)
Carvalho, José Sergio Fonseca de
Fabbrini, Ricardo Nascimento
Jardim, Fabiana Augusta Alves
Souza, Maria das Gracas de
Título em português
Democracia e utopia na sociedade do conhecimento: reflexões sobre a educação a distância
Palavras-chave em português
Democracia
Educação a distância
Sociedade do conhecimento
Tecnologia
Utopia
Resumo em português
A presente tese tem como objetivo específico a análise do atual discurso de legitimação da educação a distância via internet. Ante a expansão dos cursos on-line em nosso país, frequentemente esse fenômeno é caracterizado como um processo de democratização do ensino. No entanto, a imputação do adjetivo democratizante envolve não apenas a constatação do aumento de acesso proporcionado por esse meio, mas também lhe atribui uma qualidade moral. Ou seja, a proposição que afirma que o aumento de oferta de vagas promovido por essa modalidade constitui-se como um processo de democratização não se limita à expressão de um juízo factual, mas se apresenta como um juízo moral positivo, porquanto ser democrático constitua-se como um valor em nossa atualidade. Assim, mais do que adjudicar se esse processo é ou não um tipo de democratização posto que, para isso, fosse necessária certa concepção anterior de democracia que possibilitasse essa adjudicação , investigam-se, nesta tese, os elementos que sustentam essa proposição. Para tanto, verifica-se o que pode ser entendido como democratizante em dois sentidos: o quantitativo e o qualitativo. Com relação a este último, é analisado o contexto histórico e social a partir do qual a educação a distância via internet vem sendo considerada, em documentos oficiais brasileiros, como o novo paradigma educacional. Hoje, tal contexto recebe o nome genérico de Sociedade do Conhecimento, um construto conceitual que cada vez mais se expande e cria normatividades para os processos educativos quando o aprender por toda a vida converte-se no imperativo de um tempo em que o conhecimento é elevado à categoria de principal força produtiva. Porém, por seu turno, a denominada Sociedade do Conhecimento, que tem a educação a distância via internet como sua mais concreta manifestação, apresenta-se como a promessa de um futuro mundo melhor, onde os homens esclarecidos e criativos poderão conviver democraticamente na ágora tecnológica constituída a partir do desenvolvimento das novas tecnologias telemáticas. Dessa maneira, a Sociedade do Conhecimento apresenta-se como a nova utopia de nossos tempos. A partir da análise da afirmação de que o fenômeno da educação a distância via internet seja uma forma de democratização, são investigadas as relações entre educação, democracia e tecnologia na atualidade.
Título em inglês
Democracy and utopia in the knowledge society: thoughts on e-learning
Palavras-chave em inglês
Democracy
E-learning
Knowledge society
Technology
Utopia
Resumo em inglês
This study specifically aims to analyze the current efforts for the legitimization of elearning. Given the expansion of online learning programs in our country, this phenomenon is often characterized as a process of democratization of education. However, the imputation of the adjective "democratizing" involves not only an indication of the increased access provided by this means of learning, but also assigns it a moral quality. In other words, the proposition that states the increase in vacancies promoted by this learning method was established as a process of democratization is not restricted to the expression of a factual judgment, but is presented as a positive moral judgment, since "being democratic" is constituted as a value in our present time. Thus, in addition to adjudicating whether or not this process is a type of democratization - since that would require some previous conception of democracy that would enable such adjudication - this study investigates which elements support this proposition. For this purpose, we investigated what can be understood as democratizing in two senses: quantitatively and qualitatively. With regard to the latter, we considered the historical and social context from which e-learning has been considered in Brazilian official documents as "a new educational paradigm". Today, such context is generally known as "Knowledge Society" - a conceptual construct that increasingly expands and creates standards to educational processes whereas the "learning for life" concept is converted into the imperative of an age where knowledge is regarded as the major productive force. However, in turn, the so-called Knowledge Society, which has as its most concrete manifestation the e-learning, presents itself as the promise of a better world in the future, where instructed and creative men will be able to live democratically in the technological agora , raised from the development of new telematics technologies. Thus, the Knowledge Society presents itself as the new utopia of our times. Based on the analysis of the claim that the phenomenon of e-learning is a form of democratization, this study investigates the relationship between education, democracy and technology at the present time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.