• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2009.tde-14042009-190858
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Nin Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Dias, Marina Celia Moraes (Presidente)
Ostetto, Luciana Esmeralda
Pinto, Heloysa Dantas de Souza
Título em português
O espírito das coisas: um estudo sobre a assemblage infantil
Palavras-chave em português
arte
arte-educação
assemblage infantil
atividade de construção
brincar
educação infantil
paradigma Indiciário
Resumo em português
Esta dissertação estuda a assemblage infantil, através do seu processo de criação e recriação durante a atividade de construção, procurando entender seu significado enquanto experiência lúdica e linguagem expressiva que produz conhecimento. Parte da hipótese que entender a relação entre a percepção e a expressão envolvida nessa atividade é crucial para a compreensão do processo de aprendizagem da linguagem visual pela criança. Partindo das concepções teóricas de Rhoda Kellogg sobre o desenho infantil, Jean Piaget e D.W.Winnicott sobre o brincar da criança, Walter Benjamin e Gaston Bachelard sobre narrativas e imaginação na infância e o Paradigma Indiciário de Carlo Ginzburg, essa dissertação reflete sobre a natureza da criação artística na infância. A pesquisa foi desenvolvida com quatro grupos de crianças, entre 4 e 7 anos, em Oficinas de Construção em escolas da cidade de São Paulo, durante 2007 e 2008, ancoradas em 15 anos de experiência de trabalho, na forma de pesquisa-ação. Os resultados indicam que a assemblage é uma linguagem expressiva muito significativa para a infância, tornando possível o desenvolvimento de ricas narrativas que equilibram o conhecimento subjetivo e o objetivo de maneira harmônica e profunda, e que amplia a experiência social e cultural da criança. Também aponta que o Paradigma Indiciário de Ginzburg tem gênese na infância e que é possível identificar as suas características na atividade lúdica e expressiva de construção de assemblages. As assemblages infantis são produto de narrativas lúdicas construídas sobre indícios materiais e imateriais que refletem as conexões entre percepção, expressão, imaginação, memória e elementos inconscientes.
Título em inglês
The spirit of things: a study on children assemblage.
Palavras-chave em inglês
art
art-education
childhood education
children assemblage
children play
construction activity
evidence paradigm
Resumo em inglês
This dissertation studies children assemblages through their process of creation and recreation during constructive activities, seeking for understanding their meaning as a playful and expressive language that produces knowledge. Our hypothesis is that the comprehension of the relation between perception and expression, involved in this activity, is crucial to the understanding of childrens learning process of visual language. Drawing from the theoretical conceptions of Rhoda Kellogg about childrens drawing, Jean Piaget and D.W. Winnicott on children play, Walter Benjamin and Gaston Bachelard on narratives and imagination in childhood and Carlo Ginzburgs Evidential Paradigm, this dissertation reflects upon the nature of artistic creation in childhood. This research was conducted with two groups of children aged 4 to 7 in assemblage construction classes in São Paulo schools, during 2007 and 2008, embedded in 15 years of previous experience, in the format of research in action. We have found that assemblage is a very powerfull, meaningfull and expressive language for children, enabling then to develop rich narratives that balance subjective and objective knowledge in an harmonic and profound way, and enlarges their social and cultural encounters. It also indicates that Ginzburg Evidential Paradigm has a genesis in childhood and that it is possible to identify its features in playful and expressive activities of assemblage. Children assemblages are the product of playful narratives constructed upon material and imaterial evidence, thus reflecting connections among perception, expression, imagination, memory and unconscious elements.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ferreirapaulonin.pdf (5.71 Mbytes)
Data de Publicação
2009-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.