• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2017.tde-14072017-162631
Documento
Autor
Nome completo
Paula Cristiane Strina Juliasz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Castellar, Sonia Maria Vanzella (Presidente)
Callai, Helena Copetti
Duarte, Ronaldo Goulart
Roberto, Lúcia Helena Sasseron
Simielli, Maria Elena Ramos
Título em português
O pensamento espacial na educação infantil: uma relação entre geografia e cartografia
Palavras-chave em português
Cartografia escolar
Educação infantil
Geografia
Pensamento espacial
Resumo em português
O pensamento espacial é uma atividade cognitiva desenvolvida no cotidiano e pode ser sistematizado pelas mais diversas disciplinas escolares, principalmente pela Geografia. Os conceitos, as representações e habilidades espaciais são componentes dessa forma de pensamento. A compreensão do conceito de pensamento espacial e a investigação de como pode ser desenvolvido de forma sistematizada na escola torna-se ponto central na contemporaneidade, composta pelas mais diversas linguagens que representam o espaço. Reconhecendo tal importância, constatamos a ausência de referenciais para o seu desenvolvimento por crianças em atividades escolares, com o enfoque geográfico, na Educação Infantil. Como objetivo principal, destaca-se a proposição de referenciais teóricometodológicos para o conhecimento espacial de crianças de quatro a seis anos. Parte-se da seguinte pergunta de pesquisa: quais habilidades e conceitos espaciais podem ser abordados em atividades para o desenvolvimento do pensamento espacial de crianças de 4 a 6 anos? Para respondê-la e alcançarmos o objetivo principal, os objetivos específicos constituem pauta de trabalho para o desenvolvimento da investigação: sondar e analisar a pertinência, as possibilidades e a abordagem das noções espaciais na Educação Infantil; desenvolver situações de ensino, com base nas teorias norteadoras sobre pensamento espacial, desenho infantil e construção de conceito sob a perspectiva histórico-cultural; compreender os padrões estabelecidos nas representações gráficas realizadas pelas crianças; compreender os diálogos entre as crianças. As sequências de atividades são instrumentos da investigação, cada uma apresenta seus objetivos próprios, com base na representação, no conceito e nas habilidades do pensamento espacial. As três sequências de atividades têm como conceito central a Localização. A primeira trata especificamente do espaço próximo, aquele de vivência, enquanto as outras duas mobilizam o conhecimento geográfico a partir de aspectos distantes de suas vivências imediatas. Para analisarmos a expressão do pensamento espacial, narramos os acontecimentos principais da atividade, transcrevemos as vídeo-gravações e mapeamos os registros de acordo com o nosso interesse: verificar os conceitos e habilidades espaciais. Compreendemos que o desenho consiste em uma linguagem que concretiza e reflete o raciocínio espacial, envolvendo importantes princípios da cartografia e da geografia. A concepção assumida é a da infância enquanto categoria social e a criança enquanto sujeito de direito ao conhecimento e, neste caso, espacial. A criança é pensada nesta pesquisa como ser capaz de aprender, refletir, criar, trocar, dialogar e ensinar sobre o espaço. Ao longo da análise dos dados de pesquisa, concluímos que as palavras são elementos fundamentais que concretizam o modo de pensar, no caso, a habilidade do pensamento espacial, e o desenho é parte da iniciação cartográfica. Afirmamos nesta tese a relação direta da Geografia no desenvolvimento do pensamento espacial, tendo em vista a própria natureza desta ciência, e também da Cartografia enquanto linguagem que materializa essa forma de pensar. Defendese, assim,o conhecimento geográfico na Educação Infantil, por meio do pensamento espacial, pois as crianças podem ampliar seus conhecimentos espaciais.
Título em inglês
Spatial thinking in childrens education: the relationship between geography and cartography
Palavras-chave em inglês
Childrens education
Geography
School cartography
Spatial thinking
Resumo em inglês
Spatial thinking, comprised of concepts, representations and spatial abilities, is a cognitive activity developed in everyday living, and can be systematized through different school disciplines, mainly Geography. The comprehension of this concept and the investigation of how it can be developed and systematized in schools are critical points, involving different languages that represent the space. Considering this, we noticed the absence of references in geography-focused school activities for the development of spatial thinking. Our main objective is to propose theoretical and methodological references for the spatial knowledge of children aged between 4 and 6 years old. The research is based on the following question: Which spatial abilities and concepts can be addressed in activities aimed at developing spatial thinking in children aged 4 to 6 years old? To answer this question and achieve the main objective, the specific objectives were: a) to investigate and analyze the pertinence, possibilities and approaches regarding the spatial notions in childrens education; b) develop teaching situations based on guiding theories about spatial thinking, childrens drawing and the concept construction under a historical and cultural perspective; c) understand the patterns in childrens graphic representations; and d) analyze the childrens dialogues. Three series of activities with distinct objectives were proposed and analyzed as investigation instruments, based on the spatial thinking representation, concept, and abilities. All the activities addressed the central concept of Location. The first activity series deals specifically with the space nearby, the existence space, while the two other series are related to the geographic knowledge regarding distant aspects. In order to analyze spatial thinking expression, we narrated the main outcomes of the activities, transcribed the video recordings, and mapped the resulting data according to our interests; i.e., verify the spatial concepts and abilities. Drawing consists in a language that concretizes and reflects spatial reasoning, involving important principles of Cartography and Geography. The present research adopted the conception of childhood as a social category, and the child is the subject of the right to acquire knowledge, in this case, spatial knowledge. In this research, children are considered capable of learning, reflecting, creating, exchanging experiences, dialoguing, and teaching about the space. The analysis of the research data allowed us to conclude that drawing is part of the cartographic initiation, and words are fundamental elements that concretize the way of thinking, in this case, spatial thinking ability. In this thesis, we reaffirm the direct relationship between Geography and the development of spatial thinking, considering the very nature of this Science, and Cartography as the language used to materialize this way of thinking. The present thesis defends the development of spatial thinking in childrens education as a way to broaden the spatial knowledge and the construction of spatial concepts by the children.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.