• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2009.tde-18032010-095157
Documento
Autor
Nome completo
Brigitte Ursula Stach-Haertel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Araujo, Valeria Amorim Arantes de (Presidente)
Carvalho, Marilia Pinto de
Lerner, Rogerio
Título em português
A constituição de subjetividades legitimadoras das desigualdades de gênero: um estudo a partir de referenciais da Psicologia e Educação
Palavras-chave em português
Adolescentes das camadas populares urbanas
Modelos Organizadores de Pensamento
Psicologia Moral
Socialização de Gênero
Resumo em português
Este trabalho se insere na área da Psicologia Moral buscando investigar crenças e valores referentes à socialização de gênero, pautados nas representações de adolescentes, de camadas populares urbanas. Pesquisa realizada com pouco mais de duzentos jovens, entre onze e quinze anos de idade, de ambos os sexos, em uma unidade escolar da rede pública municipal na zona norte da cidade de São Paulo. Utilizou como ferramenta um questionário contendo dez afirmações incompletas que em sua primeira parte sugeriam associações aos papéis sociais, tanto em relação às feminilidades, quanto às masculinidades, complementados por conflitos de interesses, primeiramente entre pares do sexo oposto e posteriormente por parceiros de mesmo sexo. Aplicada a análise a partir dos referenciais dos modelos organizadores de pensamento às respostas dadas, foi possível identificar a idéia central a partir da qual se ancoraram as percepções dos jovens nas diferentes afirmativas. Os resultados obtidos demonstram que, ainda que meninas e meninos reconheçam, desde muito cedo, o mundo composto por seres sexuados, o fazem sem estabelecer juízo de valor. Entretanto, em certo estágio da puberdade, especialmente a partir dos treze anos, parcela das jovens e dos jovens, introduz variáveis que suspendem, de algum modo, a igualdade natural entre os sexos estabelecendo hierarquias e subordinações que denunciam uma valoração, gradativa e díspar, dos papéis sociais relativos ao gênero.
Título em inglês
Teenagers subjectivities legitimating gender inequalities: a study from about Psychology and Education references.
Palavras-chave em inglês
Gender Socialization
Moral Psychology
Organizing Thought Models
Teenagers of the urban popular classes
Resumo em inglês
This work falls in the area of Moral Phychology. We investigated beliefs and values that support teenager sex-role socialization, more specifically, social gender representations of young people from popular urban communities. Our research carried out with a little more than two hundred boys and girls, between eleven and fifteen years old, in a public municipal school, at the north zone of the city of São Paulo. We choose as research tool a questionnaire containing six incomplete statements that suggested associations to social roles, in relation to femininity or masculinity. It was supplemented by four different conflicts of interest, first among partners of the opposite sex and later on by the same-sex peers. Applied an analysis to the answers from the Organizing Thought Models references, it was possible to us to identify the central perception ideas in which, young people, anchored their representations for each one of the ten different statements. The results show that, although girls and boys recognize that the world is gendered at a very young age, they do not establish value judgments. However, from some stage during puberty, especially after thirteen years old, young women and young men introduce some variables that suspend, in some way, the natural equality between the sexes and established subordinations down hierarchies which complain the valuation, gradual and uneven, regarding to social gender roles.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
brigitte.pdf (1.07 Mbytes)
Data de Publicação
2010-03-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.