• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2008.tde-18062008-172817
Documento
Autor
Nome completo
Luiza Pereira Monteiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Schilling, Flavia Ines (Presidente)
Abreu, Sergio França Adorno de
Aquino, Julio Roberto Groppa
Carvalho, José Sergio Fonseca de
Roure, Glacy Queirós de
Título em português
A autoridade conselheira e o discurso contemporâneo sobre a crise da/na família.
Palavras-chave em português
Auto-ajuda
Autoridade
Crise
Disciplina da emoção
Família
Resumo em português
Este trabalho trata da produção discursiva sobre a crise de autoridade na família contemporânea, tomando como fonte de análise a literatura de auto-ajuda que versa sobre o tema. O recorte nessa literatura foram, entre outros, os livros "Pais brilhantes, filhos fascinantes", de Augusto Cury, e "Quem Ama Educa", de Içami Tiba, pesquisados em sites eletrônicos, no mês de abril de 2006, como "os dez mais vendidos". O objetivo é compreender como se organiza o discurso sobre crise de autoridade na família, em que ele se apóia para produzir efeitos de poder, o diagnóstico produzido e os preceitos, realizados pelos autores, para a construção de uma boa família. Compreende-se o discurso de acordo com Foucault, vinculando-o a políticas de verdade anexadas a determinados tipos de saberes e a condições sócio-políticas e econômicas especificas de existência, isto é, como um jogo de poder em que se produz o verdadeiro e o falso e cujos efeitos de poder são produzir realidades e sujeitos. A conclusão é de que o discurso da crise de autoridade funciona como um operador de instabilidades e de deslocamento da autoridade familiar para as autoridades difusas e especialistas ou autoridades conselheiras, fundamentadas em saberes científicos e pseudocientíficos, como os da psicoterapia e de psiquiatria, devidamente popularizados. Nesse processo de produção discursiva da família em crise e incapaz de educar os próprios filhos, estabelece-se um vazio de autoridade, no qual se inscrevem novas tecnologias de normalização e educação: a educação da emoção, por meio de prescrições técnicas de saber e poder que restituiriam aos pais e mães a autoridade perdida, a harmonia familiar e produziria, como efeito, sujeitos responsáveis, bem sucedidos e felizes. Hipoteticamente, esse modo contemporâneo de produção de sujeitos é parte de um processo de deslocamento, em curso, da sociedade disciplinar para a sociedade de controle, a partir da articulação das técnicas de poder e controle que combinam o controle das emoções pelas racionalidades com o reforço da constituição de indivíduos voltados para vida íntima e privada.
Título em inglês
Adviser authority and the contemporary discourse about family crisis.
Palavras-chave em inglês
Authority
Crisis
Discipline of emotion
Family
Self-help
Resumo em inglês
This work is about the about the contemporary family authority cisis discoursive production, taking as a source of analysis the self-help literature which discusses this subject.The books selected are, among others, "Pais brilhantes, filhos fascinantes" (Bright parents, fascinating children), by Augusto Cury and "Quem ama educa" (The one who loves educates), by Içami Tiba, found in electronic sites, in April 2006, as the "top ten best sellers". The objective is to understand how the discourse about authority crisis in the family is organized, in what it is based to produce power effects, the diagnosis produced and the precepts, explained by the authors, for the construction of a good family. The discourse here is understood according to Foucault, relating it to truth policies added to some kinds of knowledges and particular sociopolitical and economical existence conditions, that is to say, as a game of power that produces what is true and what is false and that has as effects of power the production of realities and subjects. The conclusion is that the discourse about the authority crisis works as an instability generator and dislocates family authority to a diffuse, specialized and adviser authority, which is based on scientific and pseudioscientific knowledges, as the ones by psycotherapy and psychiatry, properly popularized. In this process of discourse production about the family that lives a crisis and is unable to educate its own children, an emptiness of authority is established, in which new technologies of normalization and education are subscribed: emotional education, through technical knowlede and power prescriptions which would give back to fathers and mothers the lost authority, and would produce, as an effect, responsible, successful and happy subjects. Hypotetically, this contemporaneous way of subjects production is part of a dislocation process of the disciplinar society to the control society, through the articulation of power and control techniques that match the racional control of emotions whith the reinforcement of the individual construction turned to an intimate and private life.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.