• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.48.2011.tde-20012012-085711
Documento
Autor
Nombre completo
Karla Aparecida Zucoloto
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2011
Director
Tribunal
Kishimoto, Tizuko Morchida (Presidente)
Campos, Maria Machado Malta
Cruz, Silvia Helena Vieira
Pinazza, Monica Appezzato
Vectore, Celia
Título en portugués
Educação infantil em creches - uma experiência com a escala ITERS-R
Palabras clave en portugués
educação infantil
escala
formação em contexto
qualidade
Resumen en portugués
Pensar a educação para bebês é considerar como favorecer práticas docentes que possam garantir o acesso às crianças muito pequenas ao mundo da cultura e da sociedade. Quando o foco da prática docente se direciona para as crianças e suas relações, a qualidade do ambiente educativo depende de escolhas de concepções de educação, infância e criança, para que se possa redefinir os trajetos e as ações de uma educação participativa, que não se faz sozinho, mas em colaboração com a criança, seus familiares e a equipe da creche. Na presente pesquisa, os critérios de qualidade para a educação de bebês e crianças pequenas e suas implicações na formação de educadores em contexto, constituíram os objetos de estudo. Duas grandes questões conduziram o estudo: O que se entende por qualidade na educação de bebês e crianças pequenas? Seria a escala ITERS-R um instrumento fidedigno para avaliação de creches? O problema se desdobrou na relação entre a qualidade na educação da infância e a formação de educadores em contexto para a Educação Infantil. Esta questão tornou possível considerar se uma escala de avaliação do ambiente educativo seria um instrumento que poderia auxiliar o grupo de professores a refletir sobre a sua prática docente favorecendo o desenvolvimento das necessidades individuais e do grupo das crianças. O intuito foi investigar se a escala norte-americana Infant/Toddler Environment Rating Scale - ITERS (HARMS, CRYER e CLIFFORD, 1990) - que avalia o ambiente para crianças de zero a trinta meses em instituições infantis, constituía-se como instrumento de avaliação da qualidade do atendimento infantil em creches. Para a realização do estudo foi selecionada uma creche na região sul da cidade de São Paulo. Trata-se de uma creche direta, pertencente à diretoria regional do Ipiranga e que atende uma ampla região da Vila Clementino. A creche foi selecionada para este estudo por ser tratar de um campo de pesquisas do grupo Contextos Integrados em Educação Infantil da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Adotou-se o estudo de caso como modalidade qualitativa de pesquisa. Os dados foram colhidos e analisados seguindo alguns critérios da abordagem fenomenológica, tendo como base os trinta e nove itens da escala, e o referencial teórico apresentado na própria escala. Entende-se que reflexão sobre os diversos itens que compõem a escala do ambiente educativo em um processo colaborativo, entre o pesquisador e as educadoras, possa contribuir para o que se entende como formação em contexto, formação partilhada, que respeita a autonomia do educador para avaliar a sua prática educativa a partir de uma pedagogia da infância que torne a criança visível. Para tal, buscou-se apoio nas pedagogias da infância, com interesse maior em Dewey, que sugere uma educação democrática, a qual valoriza os interesses e necessidades das crianças, e a mediação da cultura para discutir ambientes educativos para bebês e crianças bem pequenas.
Título en inglés
Educacion for babies and toddlers - an experience with ITERS-S scale.
Palabras clave en inglés
education for babies and toddlers
formation in context
quality
scale
Resumen en inglés
To think of education for babies is to consider how to favor teaching practices that can guarantee very young children the access to the world of culture and society. When the focus of the teaching practice turns to children and their relationships, the quality of the educational environment depends upon the choices of conceptions on education, infancy and children, so that is possible to redefine the paths and actions of a participatory education, which cannot be done alone, but in collaboration with the child, their families and daycare staff. In the current research the quality criteria for education of infants and toddlers and their implications on educators formation in context, constituted the objects of this study. Two great questions conducted the study: What is meant by education quality for babies and toddlers? Would the ITERSR scale be a reliable instrument to evaluate daycare centers? The problem was unfolded in the relationship between the quality of early childhood education and the formation of educators in context for Early Childhood Education. This question has made it possible to consider if an educational environment assessment scale would be an instrument that could help a group of teachers reflect on their teaching practice, promoting the development of individual needs and that of children groups. The purpose was to investigate if the North American Infant/Toddler Environment Rating Scale - ITERS (HARMS, CRYER e CLIFFORD, 1990) which evaluates the environment for children from zero to thirty months old in child institutions, was constituted as an evaluation instrument of child care quality in daycares. In order to conduct the study, a daycare center located in the southern region of the city of São Paulo was selected. It is a direct daycare center, belonging to the regional board of Ipiranga and serving a wide region of Vila Clementino. The daycare center was selected for this study for it is the research field of the Integrated Contexts in Early Childhood Education group of the School of Education at the University of São Paulo. The case study was adopted as a qualitative research method. The data were collected and analyzed following some phenomenological approach criteria, based on the thirty-nine scale items and the theoretical referential presented in the scale itself. It is understood that the contemplation of the various items which constitute the educational environment scale in a collaborative process, between the researcher and the educators, may contribute to what is meant by formation in context, shared training, which respects the educators autonomy to evaluate his/her educational practice from an early childhood pedagogy that renders the child visible. For such, support from early childhood pedagogies was sought, with a higher interest in Dewey, who suggests a democratic education, which values the interests and needs of children and the mediation of culture to discuss educational environments for babies and toddlers.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2012-01-24
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.