• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2007.tde-20042007-101110
Documento
Autor
Nome completo
Andrea Luize
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Colello, Silvia de Mattos Gasparian (Presidente)
Iavelberg, Rosa
Weisz, Telma
Título em português
O processo de apropriação da escrita na infância: situações interativas na produção textual.
Palavras-chave em português
Alfabetização
Cultura Letrada
Didática da Língua Escrita
Interação
Produção Textual
Resumo em português
A partir do pressuposto de que a escola é responsável pela inserção cada vez mais ampla dos sujeitos na cultura letrada - o que implica assumir a formação de leitores e escritores competentes como uma das principais metas educativas - e do fato de que as crianças precisam ser consideradas, desde as séries iniciais da educação infantil, como efetivas usuárias da língua escrita, o trabalho tem por objetivo investigar reflexões e ações dos pequenos aprendizes frente a tarefas desafiadoras de produção textual. Tomando a escrita como um sistema de representação configurado em diferentes gêneros textuais, entendendo que interações com esse objeto de conhecimento e com outros aprendizes são necessárias para a ampliação da competência escritora, pretende-se fazer uma análise dos processos de oito duplas de crianças, de 4 a 6 anos. Para tanto, foi proposta a produção de quatro textos (duas parlendas e duas listas) com base em diferentes variáveis: textos conhecidos de memória e textos cujo conteúdo precisava ser criado; textos com estruturas e propósitos comunicativos diversos; textos escritos no computador ou com lápis e papel; textos com a presença de dois sistemas de notação (letras e números). Interessam a esta análise as informações e conhecimentos (de natureza conceitual ou procedimental) intercambiados entre as crianças, que subsidiaram as decisões tomadas na composição dos textos. Os dados coletados permitem a constatação da amplitude das reflexões que as crianças são capazes de realizar, mesmo sem o domínio das convenções do sistema de escrita ou dos gêneros textuais. Além disso, o estudo objetiva situar a interação entre as crianças como fator relevante para as conquistas individuais em seus processos de aprendizagem. Assim, a análise dos dados tem como meta captar os processos cognitivos, mapeando suas tendências mais típicas e, ao mesmo tempo, apreendendo as suas singularidades a fim de enfocar a diversidade inerente à construção do conhecimento e que precisa ser um dos pilares do ensino da escrita. À luz dos postulados de teóricos construtivistas (sobretudo das referências de Piaget, Vygotsky, Coll, Ferreiro e Teberosky) e também de outros teóricos que destacam a importância da interação social na aprendizagem da escrita (entre os quais Bakhtin), a análise de aspectos discursivos e de aspectos notacionais, evidenciados nos processos de elaboração textual, visa contribuir para a revisão das atuais práticas escolares de ensino da escrita, defendendo princípios didáticos pautados na interação, na concepção de escrita como objeto social e histórico de conhecimento e na complexidade da aprendizagem desse objeto.
Título em inglês
The acquisition of the writing process in childhood: interactive situations in text production.
Palavras-chave em inglês
Didactic aspects of teaching written language
Interaction
Literacy
Literate culture
Text production
Resumo em inglês
Based on the assumption that the school is responsible for the wider insertion of the individual in the literate culture - which implies assuming the formation of both competent readers and writers as one of the main objectives of education - and on the fact that children must be regarded, from the very early stages of learning, as effective users of the written language, this study aims at investigating young learners' reflections and actions when faced with challenging text production tasks. Assuming writing as a representative system depicted in different types of texts and taking into account that interaction with this object of knowledge and other learners is necessary to amplify the writing competence, one aims at making an analysis of the processes carried out with eight pairs of children, aged 4 to 6. With this in mind, the production of four texts (two nursery rhymes and two lists) based on different variables was proposed: texts known by heart and texts whose content had to be created; texts with different structures and communicative goals; computer written texts and handwritten texts; and texts which use two different graphic systems (letters and numbers). This case study is mainly concerned with the information and knowledge (of concept or procedure nature) shared by the children, and which subsidised the decisions taken in the actual writing of the texts. The data collected enables the realisation of the amplitude of the reflections which children are able to make, despite their lack of mastery of the writing system conventions or an awareness of the different existing text types. Beside this, the case study aims at placing the interaction among children as a relevant factor for individual achievement in the learning processes, surveying their most typical tendencies as well as distinguishing its singularities so as to focus the inherent diversity of building knowledge, which must be one of the pillars of teaching writing. In the light of the postulates of constructive theorists (Piaget; Vygotsky, Coll, Ferrero and Teberosky) as well as other theorists who emphasise the importance of social interchange in writing (among whom is Bakhtin), the analysis of discursive and notational aspects revealed in the elaboration of the writing process, proposes to help revise the present teaching practices of writing carried out at school, defending principles in which the conception of writing as a social and historical object of knowledge and the complexity of the learning process of this object are present.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-04-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.