• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2010.tde-27082010-092255
Documento
Autor
Nome completo
Luz Marina Espíndola
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Santos, Marcos Ferreira dos (Presidente)
Almeida, Rogério de
Loureiro, João de Jesus Paes
Título em português
O vestido azul: educação e música na infância - ressonâncias antropológicas
Palavras-chave em português
antropologia da educação
corpo sonoro
fenomenologia existencial
hermenêutica simbólica
infância
mito
Resumo em português
Trata-se de dissertação de mestrado que pretende aprofundar a reflexão sobre a música e a educação na infância. Nesse sentido, não se trata de inventariar metodologias do ensino musical ou considerações de caráter técnico-musical para aplicações didáticas, mas a possibilidade de uma educação da infância que tenha como objetivo o encontro entre professor e aluno, a busca de auto-conhecimento e a expressão, através da música. A autora coloca no primeiro capítulo, Parte A, uma abordagem antropológica da música, pensando-se na universalidade dos sons humanos que se ouve e se produz, sugerindo o conceito Fundamentos sonoros do ser para distinguir a música enquanto som, não restringindo-se à canção ou teoria musical. A partir desses fundamentos, coloca-se a Paisagem sonora, enquanto sons que rodeiam o ser humano, distinguindo-se duas qualidades que a constitui, a paisagem sonora natural e a cultural, e a conversão semiótica das paisagens, como um exercício de reconstruir e ressignificar o mundo. Questiona-se a paisagem sonora contemporânea e a importância do resgate mitico no Prelúdio, rumo ao oceano. Para assim, adentrar-se na relação do mito com a música, no Refrão, Música Oceânica, em que se apresenta o conceito da música profunda que habita o ser humano e que o entrelaça na relação pedagógica. Na segunda parte, Parte B, articula-se os conceitos colocados aos princípios da educação, com o Vestido azul: desdobramentos educacionais do encontro, trazendo à tona as possibilitudes da relação mestre-discípulo numa educação para a infância, explicitada em experiências da trajetória da autora como professora em atividades musicais com crianças. No final, como uma Última nota, coloca-se um encaminhamento da pesquisa, com reflexões que unem as teorias abordadas com as experiências vividas, sugerindo ao educador da infância o exercício da sensibilidade através da expressão musical.
Título em inglês
The blue dress: education and music in the childhood: anthropological considerations
Palavras-chave em inglês
childhood
educational anthropology
existential phenomenology
myth
sonorous body
symbolical hermeneutics
Resumo em inglês
This dissertation is about a study that intends to go underneath the reflection of music and education in the childhood. This way, its not about creating new methodologies on how teaching music or technical-musical considerations for didatic aplications, but the possibility of a childhood education focused on an encounter between professor and pupil, the search for self-knowledge and inner expression through music. The author describes on the first chapter, Part A, an antropological approach of music, considering the universality of human sounds the one hears and produces, suggesting the concept of Sonorous principles of the being to distinguish music as a sound, instead of minimizing it to song or simple musical theory. This way, the Sonorous Landscape is presented, as the sounds that surround the human being, differing two qualities that embodies it: the sonourous natural landscape and the sonourous cultural landscape and also the semiotical convertion of the landscape as a way to rebuild and remeaning the world. Contemporary sonorous landscape is questioned, also is pointed the relevance of the mythical rescue, in Prelude to the ocean, going deep on the relationship between music and myth, in Refrain, Oceanic Music, presents the concept of profound music that lives in the human being and puts him in contact with the pedagogical relations. In the second part, Part B, the concepts put on educational basis are articulated, with Blue Dress: educational unfold of the encounter, brings to light the possibilities of the relationship master-pupil on the childhood, explicited on the authors experience as a teacher in musical activities with children. In the end, as Last note, reflections are made with the approached theories and lived experience suggesting to the educator the exercise of sensibility through musical expression.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CAPA.pdf (9.21 Kbytes)
Data de Publicação
2010-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.