• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-01022011-181552
Documento
Autor
Nombre completo
Luciano Souza
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2011
Director
Tribunal
Romano, Bellkiss Wilma (Presidente)
Franco, Maria Helena Pereira
Mansur, Alfredo Jose
Saad, William Abrão
Santos, Silvio Carlos de Moraes
Título en portugués
Prevalência de sintomas depressivos,  ansiosos e estresse em acadêmicos de medicina
Palabras clave en portugués
Ansiedade
Depressão
Estresse e suicídio
Estudantes de medicina
Estudo transversal
Resumen en portugués
Objetivo: Considera-se a formação médica como um momento de estresse, tornando os estudantes de medicina vulneráveis a transtornos psiquiátricos como depressão e ansiedade. Portanto, o objetivo deste estudo foi identificar a prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em estudantes de uma escola pública medicina, do primeiro ao sexto ano. Método: Trata-se de um estudo transversal, observacional de uma amostra representativa de estudantes de medicina do primeiro ao sexto ano, regularmente matriculados. Foram utilizados no presente estudo um questionário sócio demográfico, o Inventário Beck de Depressão (IBD) e o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE), e, para verificar diferenças estatisticamente significativas (testar hipóteses) foi utilizada a ANOVA seguida (quando significativas) com os testes Scheffe, Tukey ou Fischer. Resultados: O grupo estudado caracterizou-se por ser predominantemente do gênero feminino (56,5%) com idade entre 17 e 26 anos (95,5%). Na avaliação da manifestação depressiva com a utilização do IBD, obteve-se um escore médio de 9,08 (delta = 6,7). E na avaliação da manifestação de ansiedade com a utilização IDATE obteve-se para o conceito ansiedadetraço o escore médio de 46,1 pontos (delta = 6,0), e, para o conceito ansiedadeestado escore médio de 46,25 pontos (delta = 5,37). Quando estratificado por ano, o terceiro ano do curso obteve o maior escore médio no IBD com 10,1 pontos (delta = 8,0). E, o segundo e o terceiro ano do curso obtiveram o maior escore médio no IDATE (traço) com 46,7 pontos (delta = 6,0 e delta = 6,2 respectivamente), e o segundo ano, no IDATE (estado), obteve o maior escore médio com 47,1 pontos (delta = 5,5). As associações do ano do curso com os escores do IBD se mostraram estatisticamente significativa (p=0,06). E, as associações do ano do curso com os escores do IDATE, nos conceito traço e estado, não se mostraram estatisticamente significativa (p=0,45). As associações do gênero com os escores do IBD e IDATE se mostraram estatisticamente significativa (p=0,05). Ainda em relação aos resultados da pergunta sobre ideação suicida do IBD quando associadas com o ano do curso, observou-se que os participantes do primeiro ano do curso obtiveram o maior escore médio de 3,0 pontos (delta = 0,4), seguidos pelos participantes do terceiro e sexto ano com escore médio de 2,0 pontos (delta = 0,4 e delta = 0,3 respectivamente). Conclusão: O estudo ratificou a prevalência de sintomas depressivos e ansiosos presentes em outros estudos. Contudo, a grande maioria dos participantes apresentou manifestações típicas de luto. Sendo assim, estratégias devem ser desenvolvidas para habilitar o estudante de medicina no enfretamento de situações de estresse e idealizações do ser médico
Título en inglés
Prevalence of depressive symptoms, anxiety and stress in medical students
Palabras clave en inglés
Anxiety
Crosssectional study
Depression
Medical students
Stress and suicide
Resumen en inglés
Objective: It is considered medical training as a time of stress, making medical students vulnerable to psychiatric disorders like depression and anxiety. Therefore, the aim of this study was to identify the prevalence of depressive and anxiety symptoms in students of a public school medicine, first to sixth year. Method: This is a cross-sectional, observational study of a representative sample of medical students from first to sixth years, regularly registered. Used in this study were a demographic questionnaire, the Beck Depression Inventory (BDI) and Trait Anxiety Inventory-State (STAI), and to verify statistically significant differences (test hypotheses) was used ANOVA followed (where significant) with Scheffe tests, Tukey or Fisher. Results: The group studied was characterized by being predominantly female (56.5%) aged between 17 and 26 years (95.5%). In assessing the manifestation of depression using the BDI, we obtained an average score of 9.08 (delta=6.7). In the assessment of the manifestation of anxiety with the STAI was obtained using the concept for the trait anxiety mean score of 46.1 points (delta=6.0), and the concept for state-anxiety mean score of 46.25 points (delta=5.37). When stratified by year, the third year of the course had the highest average score with 10.1 points in IBD (delta=8.0). And the second and third years of the course had the highest average score on the STAI (trait) with 46.7 points (delta=6.0 and delta=6.2 respectively), and the second year in STAI (state), obtained the highest average score with 47.1 points (delta=5.5). The associations of years of travel with the BDI scores were statistically significant (p=0.06). And the associations of years of travel with the scores of the STAI, trait and state the concept, not statistically significant (p=0.45). The associations of gender with BDI and STAI scores were statistically significant (p=0.05). Also in relation to the results of questions about suicidal ideation associated with IBD when the year of the course, it was observed that participants in the first year of the course had the highest mean score of 3.0 points (delta=0.4), followed by the participants of the third and sixth years with a mean score of 2.0 points (delta=0.4 and delta=0.3, respectively). Conclusion: The study confirmed the prevalence of depressive and anxiety symptoms found in other studies. However, the vast majority of participants showed typical manifestations of grief. Therefore, strategies must be developed to enable medical students coping in situations of stress and idealizations of "being" doctor
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
LucianoSouza.pdf (1.42 Mbytes)
Fecha de Publicación
2011-02-02
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.