• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-01072016-085421
Documento
Autor
Nome completo
Jefferson Luís Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Bocchi, Edimar Alcides (Presidente)
Ramires, Felix José Alvarez
Bordignon, Solange
Santos, Ubiratan de Paula
Título em português
Filtro respiratório reduz efeitos cardiovasculares associados à poluição: estudo randomizado, duplo-cego, controlado e cruzado em pacientes com insuficiência cardíaca (FILTER-HF trial)
Palavras-chave em português
Emissões de veículos
Endotélio
Exercício
Insuficiência cardíaca
Marcadores biológicos
Poluição do ar
Resumo em português
Introdução A poluição do ar é um fator de risco associado com descompensação e mortalidade em pacientes com insuficiência cardíaca (IC). Objetivo Avaliar o impacto de um filtro de polipropileno sobre desfechos cardiovasculares em pacientes com IC e voluntários saudáveis durante exposição controlada à poluição. Métodos Ensaio clínico duplocego, controlado e cruzado, incluindo 26 pacientes com IC e 15 voluntários saudáveis, expostos a três protocolos diferentes de inalação randomizados por ordem: Ar Limpo; Exposição à Partículas de Exaustão do Diesel (ED); e ED filtrada. Os desfechos estudados foram função endotelial por índice de hiperemia reativa (RHi) e índice de aumento (Aix), biomarcadores séricos, variáveis de teste cardiopulmonar submáximo (caminhada de seis-minutos [tc6m]; consumo de oxigênio [VO2]; equivalente ventilatório de gás carbônico [VE/VCO2 slope]; consumo de O2 por batida [PulsoO2]) e variabilidade da frequência cardíaca (VFC). Resultados No grupo IC, a ED piorou o RHi [de 2,17 (IQR: 1,8-2,5) para 1,72 (IQR: 1,5-2,2); p=0,002], reduziu o VO2 [de 11.0 ± 3.9 para 8.4±2.8ml/Kg/min; p < 0.001], o tc6m [de 243,3±13 para 220,8 ± 14m; p=0,030] e o PulsoO2 [de 8.9 ± 1.0 para 7.8±0.7ml/bpm; p < 0.001]; e aumentou o BNP [de 47,0pg/ml (IQR: 17,3-118,0) para 66,5pg/ml (IQR: 26,5-155,5); p=0,004]. O filtro foi capaz de reduzir a concentração de poluição de 325±31 para 25±6?g/m3 (p < 0,001 vs. ED). No grupo IC, o filtro foi associado com melhora no RHi [2,06 (IQR: 1,5-2,6); p=0,019 vs. ED); aumento no VO2 (10.4 ± 3.8ml/Kg/min; p < 0.001 vs. ED) e PulsoO2 (9.7±1.1ml/bpm; p < 0.001 vs. ED); e redução no BNP [44,0pg/ml (IQR: 20,0-110,0); p=0,015 vs. ED]. Em ambos os grupos, a ED reduziu o Aix, sem efeito do filtro. O uso do filtro foi associado com maior ventilação e reinalação de CO2. Outras variáveis pesquisadas como VE/VCO2 slope e VFC não sofreram influências entre os protocolos. Conclusão A poluição do ar afetou adversamente o desempenho cardiovascular de pacientes com IC. Este é o primeiro ensaio clínico demonstrando que um simples filtrorespiratório pode prevenir a disfunção endotelial, a intolerância ao exercício e o aumento do BNP associados à poluição em pacientes com IC. O uso de máscaras com filtro tem o potencial de reduzir a morbidade associada à IC. Identificador ClinicalTrials.gov: NCT01960920
Título em inglês
Respiratory filter reduces the cardiovascular effects associated with diesel exhaust exposure: a randomized, prospective, double-blind, controlled study of heart failure
Palavras-chave em inglês
Air pollution
Biological markers
Endothelium, Exercise
Heart failure
Vehicle emissions
Resumo em inglês
Background Air pollution is considered a risk factor for heart failure (HF) decompensation and mortality. The effects of respiratory filters on patients with HF exposed to air pollution have not been established. Objective To test the effects of a respiratory filter intervention (filter) during controlled pollution exposure Methods Double-blind, randomized to order and 3-way crossover study with 26 HF patients and 15 control volunteers. Participants were exposed in three separate sessions to: clean air, diesel exhaust exposure (DE) or filtered-DE. Endpoints were endothelial function via reactive hyperemia index (RHi), and arterial stiffness (Aix), serum biomarkers, variables from submaximal cardiopulmonary exercise test (sixminute walk test [6mwt]; oxygen uptake [VO2]; ventilation and carbon dioxide production ratio [VE/VCO2 slope]; oxygen uptake per heart beat [O2Pulse]), and heart rate variability (HRV). Results In patients with HF, DE was associated with a worsening in RHi [from 2.17 (IQR: 1.8-2.5) to 1.72 (IQR: 1.5-2.2); p=0.002]; a decline in VO2 [from 11.0±3.9 to 8.4±2.8ml/Kg/min; 0.001], 6mwt [from 243.3 +- 13.0 to 220.8±13.7m; p=0.030] and O2Pulse [from 8.9±1.0 to 7.8±0.7ml/beat; 0.001] and a rise in BNP [from 47.0pg/ml (IQR: 17.3-118.0) to 66.5pg/ml (IQR: 26.5-155.5); p=0.004]. Filtration reduced the particulate concentration (from 325±31 to 25±6?g/m3; 0.001 vs. DE). In the HF group, filter was associated with an improvement in RHi [2.06 (IQR: 1.5-2.6); p=0.019 vs. DE]; an increase in VO2 (10.4 ± 3.8ml/Kg/min; p < 0.001 vs. DE) and O2Pulse (9.7 ± 1.1ml/beat; p < 0.001 vs. DE); and also a decrease in BNP [44.0pg/ml (IQR: 20.0-110.0); p=0.015 vs. DE]. In both groups DE decreased Aix, however filtration did not change these responses. In both groups, filtration was associated with higher pulmonary ventilation and CO2 rebreathing. Other variables as VE/VCO2 slope and HRV did not differ between exposure protocols. Conclusion Air pollution adversely affects cardiovascular performance in HF patients. To our knowledge, this is the first trial demonstrating that a simple respiratory-filter can prevent endothelial dysfunction; exercise intolerance and BNP rise in patients with HF during DE. Given these potential benefits, the widespread use of filters in HF subjects exposed to traffic-derived air pollution may have beneficial public health impacts and reduce the burden of HF ClinicalTrials.gov Identifier: NCT01960920
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-07-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.