• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-22062010-131123
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Lopes Sharovsky
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Romano, Bellkiss Wilma (Presidente)
Bertolami, Marcelo Chiara
Diament, Jayme
Mello, Andréa de Abreu Feijó de
Rodrigues, Avelino Luiz
Título em português
Análise de sintomas depressivos e ansiosos nas variáveis clínicas da síndrome metabólica
Palavras-chave em português
Ansiedade
Cortisol
Depressão
Síndrome X metabólica
Resumo em português
Introdução: A Síndrome Metabólica (SM) representa uma complexa interação entre aspectos genéticos e ambientais associados à adiposidade central, diabetes tipo 2, hipertensão arterial e dislipidemia, contribuindo para o aumento da morbimortalidade por eventos cardiovasculares e elevando concomitantemente os custos com os problemas de saúde que provocam. Os sintomas depressivos e ansiosos tem sido associados à SM. Uma das explicações possíveis para isso se dá através da ativação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HHA). Objetivos O objetivo do presente estudo é explorar a associação da intensidade dos sintomas depressivos e ansiosos com as variáveis clínicas da SM e com o cortisol salivar. Métodos: Estudo de corte transversal com seleção consecutiva de 136 pacientes ambulatoriais (idade=55,37±7,62), sendo 69 mulheres, realizado em hospital especializado em Cardiologia. Todos os pacientes possuíam diagnóstico médico de SM, de acordo com o National Cholesterol Education Program Revised (NCEP-ATPIII-R). Numa primeira visita, responderam a um questionário sociodemográfico e os sintomas depressivos foram acessados pelo Inventário de Depressão de BECK (BDI) enquanto os sintomas ansiosos pelo Hamilton Anxiety Rating Scale (HARS). Na segunda visita, uma semana depois, foram colhidas amostras de saliva para dosagem de cortisol, às 07:00h da manhã. Resultados: Verificou-se positiva e significante correlação entre BDI, glicemia e gênero (p<0,001). O mesmo foi observado entre HARS, glicemia e gênero (p<0,001). A correlação entre BDI e HARS também foi positiva. Observou-se uma correlação negativa entre HARS e idade: os de idade inferior a 50 anos apresentaram valores maiores que aqueles acima de 60 anos. Não verificou-se correlação entre BDI e cortisol salivar (p=0,56), entre HARS e cortisol salivar (p=0,39) Conclusão: A intensidade dos sintomas depressivos e ansiosos esteve associada à glicemia e ao gênero feminino, em pacientes portadores de SM. O cortisol salivar não se associou, de maneira significante, aos sintomas depressivos e nem aos ansiosos
Título em inglês
Analysis of depressive and anxiety symptoms in clinical variables of metabolic syndrome
Palavras-chave em inglês
Anxiety
Cortisol
Depression
Metabolic X Syndrome
Resumo em inglês
Objective: Metabolic Syndrome (MetS) has been associated to depression sintomatology by means of the hypothalamus-pituitary-adrenal axle activation and consequent alterations of the cortisol levels. The objective of this study is to explore the association of depressive and anxiety symptoms severity with MetS clinical variables and salivary cortisol. Methods: We studied 136 consecutive ambulatory patients (aged= 55,37±7,62), n= 69 women, who presented MetS criteria according to the National Cholesterol Education Program Revised (NCEP-ATPIII-R). At the first visit they all completed a social-demographic questionnaire.Then, we assessed depressive symptoms by Beck Depression Inventory (BDI) and anxiety symptoms by Hamilton Anxiety Rating Scale (HARS). Salivary cortisol was assessed at 7:00h A.M. Results: We observed that the higher the intensity of the depressive symptoms by the BDI, the higher the glycemia value (p=0,01) in the female group (p 0,001). The same correlation was observed between HARS and glycemia (p=0,001) and HARS and genre (p=0,02). No correlation between depressive and anxiety symptoms with the other MetS clinical variable was found. The correlation was also positive between HARS and BDI. No correlation between depressive and anxiety symptoms with salivary cortisol was found. Furthermore, there was no association between cortisol and MS clinical variables. Conclusions: In the studied population, a presence of a higher intensity of depressive and anxiety symptoms was verified in the female group. We observed that, in this group, both the BDI and HARS value was explained by an increased fasting glucose. There was neither a correlation between depressive and anxiety symptoms and salivary cortisol
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LilianLSharovsky.pdf (667.99 Kbytes)
Data de Publicação
2010-06-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.