• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2013.tde-05112013-162203
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Bezerra dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Gemperli, Rolf (Presidente)
Besteiro, Julio Morais
Moysés, Raquel Ajub
Cernea, Claudio Roberto
Hojaij, Flavio Carneiro
Título em português
Carcinoma epidermoide da via aerodigestória alta em pacientes com idade inferior a 40 anos: análise clínica e molecular
Palavras-chave em português
Adulto jovem
Alcoolismo
Análise de sobrevida
Carcinoma de células escamosas
Hábito de fumar
Imunoistoquímica
Infecções por papillomavirus
Neoplasias de cabeça e pescoço
Resumo em português
O carcinoma epidermoide da região da cabeça e pescoço (CECP) é uma doença de alta prevalência, no Brasil e no mundo, e com grande impacto na qualidade de vida dos pacientes. Mais frequentemente, ocorre em pacientes ao redor da sexta década de vida, com longo histórico de tabagismo e etilismo. Nota-se, porém, um importante aumento na sua incidência em uma população mais jovem, em geral sem histórico de exposição duradoura aos fatores de risco clássicos, o que nos faz questionar se não se trata de uma doença de características distintas. Os objetivos deste estudo foram avaliar aspectos demográficos, clínicos e anatomopatológicos de pacientes com CECP em uma faixa etária inferior a 40 anos, comparando-os com pacientes de maior idade, especialmente em relação à sobrevida, exposição a fatores de risco, expressão de marcadores biológicos em amostras tumorais e não tumorais (margens livres de doença), bem como a presença do Papilomavirus Humano (HPV). Realizou-se estudo transversal de pacientes com carcinomas de cavidade oral (exceto lábio), orofaringe, laringe e hipofaringe, prospectivamente incluídos em um banco de tumores de CECP no período de 2002 a 2010 pelo grupo de pesquisa GENCAPO. Foram coletados dados demográficos, clínicos e patológicos para ambos os grupos de doentes, e realizou-se uma análise por pareamento em relação aos marcadores imunoistoquímicos p53, Ki-67, EGFR, VEGF e p16, em amostras tumorais e de mucosas normais. As análises de sobrevida global e livre de doença, bem como as comparações entre o tabagismo e o etilismo foram feitas com a população total da amostra. A incidência de tabagismo foi menor nos pacientes <40 anos (p=0,048), mas não a de etilismo (p=0,079), no entanto a carga tabágica foi menor entre os pacientes jovens (p<0,0001), bem como a carga etílica (p=0,012). As quantificações de imunoexpressão dos marcadores em amostras tumorais não foram diferentes entre os grupos para p53 (p=0,535), Ki-67 (p=0,669), EGFR (p=0,074), VEGF (p=0,423) e p16 (p=0,125). A análise de amostras não tumorais não mostrou diferença para os marcadores p53(p=0,570), EGFR (p=0,945) e VEGF (p=0,700). A expressão de Ki-67 foi menor em pacientes <40 anos (p=0,021). O HPV tipo 16 foi positivo em um caso de orofaringe em uma paciente (entre cinco) <40 anos, e em nenhum caso de cavidade oral e de laringe. O HPV tipo 18 foi negativo em todos os casos, de ambos os grupos. Na análise de sobrevida, foi observado que a sobrevida global de toda a coorte não mostrou diferença entre os grupos (p=0,754), mesmo se estratificarmos para cavidade oral (p=0,825), laringe (p=0,769) e orofaringe (p=0,891). A sobrevida livre de doença também não foi diferente entre os grupos (p=0,408), mesmo em se estratificando para cavidade oral (p=0,473), laringe (p=0,736) e orofaringe (p=0,510) em cinco anos. No entanto, a sobrevida livre de doença foi menor em pacientes <40 anos no primeiro ano (p=0,042). Na análise univariada, o estádio avançado e o etilismo foram associados a maior risco de morte para todos os sítios (p=0,010) e, na análise multivariada, além do estádio avançado (p=0,013), o etilismo foi fator de maior risco de morte para os casos de câncer de Laringe (p=0,024). Assim, concluímos que o CECP em pacientes com idade <40 anos não foi diferente, em relação às características anatomopatológicas testadas, e à imunomarcação para p53, Ki-67, EGFR, VEGF e p16 em relação aos CECPs em pacientes >=40 anos. O tabagismo e o etilismo foram menos intensos entre os pacientes <40 anos, e a positividade para o HPV foi muito baixa para todos os pacientes. A Sobrevida Global foi semelhante entre os grupos, embora o paciente <40 anos tenha apresentado maior índice de recidivas precoces
Título em inglês
Squamous Cell Carcinoma of the Head and Neck in patients under 40 years: clinical and molecular analysis
Palavras-chave em inglês
Carcinoma squamous cell
Head and neck neoplasms
Human papillomavirus 16
Immunohistochemistry
Survival analysis
Young adult
Resumo em inglês
Head and Neck Squamous Cell Carcinoma (HNSCC) is a major health problem, in Brazil and around the World, due to its prevalence and impact in the quality of life of these patients. It usually occurs in the 6th and 7th, with an intensive exposure to the tobacco and alcohol. However, an increasing number of patients under 40 years is being affected by these tumors, which raises the hypothesis of different features of the disease in younger patients. The objectives of this study were to test if demographic, clinical and pathological aspects of patients with HNSCC vary according to the age, by comparing them with older patients in terms of survival, alcohol and tobacco exposure, HPV positivity through polymerase chain reaction (PCR), and biomarkers in tumor and non-tumoral samples of the aerodigestive tract. We conducted a cross-sectional study of patients with oral cavity (lips excluded), oropharynx, hypopharynx and larynx prospectively included in a multi-institutional HNSCC tumor bank - GENCAPO, from February 2002 to March 2010.Demographic, clinical and pathological data were analyzed. Using matched-pair analysis, we compared young and older patients in relation to immunohistochemical stainig of p53, Ki-67, EGFR, VEGF and p16 biomarkers in tumor and non-tumoral samples. Survival analyses, as well as exposition to tobacco and alcohol use, were performed taking into account the entire cohort. The incidence of tobacco use was lower in the young group (p=0,048), but not for alcohol use (p=0,079), and young patients had a lower lifelong cumulative exposure to tobacco (p<0,0001) and to alcohol (p=0,012). We found no differences in the stainig of tumoral samples for p53 (p=0,535), Ki-67 (p=0,669), EGFR (p=0,074), VEGF (p=0,423) and p16 (p=0,125). The analysis of the non tumoral samples was not different for p53 (p=0,570), EGFR (p=0,945) and VEGF (p=0,700). Expression of Ki-67 was lower in the young group (p=0,021). Analysis of p16 in non tumoral sites was not performed. HPV type-16 was positive in one case (in five) of oropharynx tumor, and in none of the cases of oral cavity and larynx. HPV type-18 was negative in all cases. In the Survival Analysis, the global survival among groups was not different for the entire cohort (p=0,754), and considering the cases of oral cavity (p=0,825), larynx (p=0,769) and oropharynx (p=0,891). The Free-disease Interval in five years was also not different for the entire cohort (p=0,408), and in cases of oral cavity (p=0,473), larynx (p=0,736) and oropharynx (p=0,510). Nevertheless, the Free-disease survival in one year was lower in the young group (p=0,042, in the entire cohort. In the univariated analysis, the late clinical stage was associated a risk for death in all of the sites (p=0,010). In the multivariated analysis, the late clinical stage was associated to higher risk for death (p=0,013) and, in the cases of tumors of larynx, the alcohol consume was associated to a higher risk for death (p=0,024). We conclude that the HNSCC in patients younger than 40 years was not different, in terms of histopathological aspects, immunoexpression for p53, Ki-67, EGFR, VEGF and p16, when compared with older patients. The tobacco and alcohol use was not so important among young patients, and the positivity for HPV was extremely low in both groups. The Overall Survive was similar among groups, although younger patients had a higher rate of early recurrence
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.