• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2017.tde-06062017-105531
Documento
Autor
Nome completo
Julio Rafael Mariano da Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1979
Orientador
Título em português
Fechamento do coto duodenal em um e dois planos de sutura
Palavras-chave em português
Cães
Cicatrização
Estudo macroscopico
Sutura
Toco duodenal
Resumo em português
Este sumário apresenta o resumo e os resultados deste estudo experimental do Fechamento do Coto Duodenal, em um e dois planos de sutura, realizado em 48 cães submetidos a uma gastrectomia Billroth II, com a finalidade de estudar comparativamente, o processo de cicatrização, macro e microscópico da sutura deste Coto. Os aspectos mais relevantes deste estudo de cicatrização de feridas macroscópicas e microscópicas no coto duodenal foram os seguintes: A) Estudo macroscópico: Com o objetivo de realizar um estudo macroscópico de fechamento do coto duodenal, foi realizada uma gastrectomia BII, em 48 cães, divididos em dois grupos: Grupo 1 - composto por 24 cães em que a sutura do coto duodenal foi realizada em um plano extra-mucoso. Estes animais foram divididos em dois subgrupos de 12 animais cada: i1 - cães sacrificados no período pós-operatório imediato, ou seja, no primeiro, quarto e sétimo dia após a operação; e M1 - cães sacrificados em um período pós-operatório mais tardio, ou seja, no décimo quarto, vigésimo primeiro e vigésimo oitavo dia, após a operação. Grupo 2 - Composto por 24 animais, em que a sutura do coto duodenal foi realizada em 2 planos (total e seromuscular). Também estes animais foram distribuídos em subgrupos, i2 e M2, de forma idêntica como no Grupo 1. Um estudo comparativo foi feito quanto aos resultados de fechamento do coto duodenal em 1 e 2 planos, levando em consideração seus aspectos macroscópicos, obtendo-se as seguintes conclusões: o Em nenhum dos cães, em ambos os grupos, ocorreu deiscência do coto duodenal ou quaisquer outras complicações pós-operatórias; o O diâmetro externo do coto duodenal ao nível da sutura foi significativamente maior no grupo com 2 planos de sutura. No entanto, a 5 e 10 cm distalmente à sutura do coto, esta medida foi semelhante em ambos os grupos. o Aderências ao coto duodenal foram semelhantes em ambos os métodos de sutura, exceto por uma incidência significativamente maior de aderências de epíplon no grupo com um plano de sutura, durante os primeiros 7 dias. o A inflamação da mucosa foi significativamente maior no grupo com 2 planos de sutura, durante os primeiros 7 dias; o O esporão formado no fechamento do coto em 2 planos de sutura foi significativamente maior que o formado em um plano de sutura. o A distância entre a superfície mucosa do coto duodenal e a papila maior e papila menor do duodeno, foi significativamente maior nos cotos fechados com 1 plano de sutura. B) O estudo histológico: Um estudo histológico de fechamento do coto duodenal foi feito, após gastrectomia Billroth II em 48 cães, divididos em dois grupos iguais. No Grupo 1, o fechamento foi realizada em um plano, enquanto no Grupo 2 foi feito em dois planos (total e seromuscular). Em cada grupo, os animais foram divididos em dois subgrupos; i1 - cães sacrificados no início do período pós-operatório, ou seja, no primeiro, quarto e sétimo dias; e M1 - cães sacrificados no pós-operatório tardio, ou seja, no décimo quarto, vigésimo primeiro e vigésimo oitavo dia. Não houve um único caso de deiscência em qualquer animal. As conclusões relativas aos aspectos histológicos mostraram os seguintes aspectos: o Houve um esporão invertido para o lúmen do intestino, em todos os animais do grupo 2, enquanto que um pseudoesporão foi observado em apenas 37% nos animais do Grupo 1 ; o Sinais inflamatórios agudos foram mais intensos no grupo 2, na primeira semana de pós-operatório; o A formação de neofibrose do tecido conjuntivo e a regeneração da "muscularis mucosae" foi semelhante nos dois grupos. No entanto, a regeneração da mucosa ocorreu mais precocemente no grupo 1 , ao passo que a regeneração das fibras musculares ocorreu mais precocemente no grupo 2
Título em inglês
Duodenal stump closure in one and two suture layers: a macroscopic and histological wound healing experimental study
Palavras-chave em inglês
Duodenal stump
Histological study
Macroscopic study
Suture
Wound healing
Resumo em inglês
An experimental study of duodenal stump closure in one and two suture layers was performed in 48 dogs submitted to a Billroth II Gastrectomy, in order to study comparatively Macroscopic and Histological wound healing aspects. The most relevant aspects of this Macroscopic and Histological wound healing study in the duodenal stump, were the following ones: A) Macroscopic study: A comparative study was made as to the results of duodenal stump closure in 1 and 2 layers, taking in consideration its macroscopic aspects. Billroth II gastrectomy was performed in 48 dogs divided in two groups: a. Group 1 - consisted of 24 dogs in which the duodenal stump suture was performed in one extra-mucous layer. These animals were distributed into 2 subgroups of 12 animals each: i1 - dogs sacrificed in the early postoperative period, that is, on the first, fourth and seventh day after the operation; and M1 - dogs sacrificed at a later postoperative period, that is, on the fourteenth, twenty-first and twenty-eighth day after the operation. b. Group 2 - consisted of 24 dogs, in which the suture of the duodenal stump was performed in 2 layers (total and seromuscular ones). Also these animals were distributed in i2 and M2 sub-groups, identically as in group 1. The following conclusions were obtained, concerning the macroscopic aspects: o Dehiscence of the duodenal stump or any other postoperative complications occurred in none of the dogs in both groups; o The external diameter of the duodenal stump at the level of the suture was significantly larger in the group with 2 suture layers. However, at 5 and 10 cm distally from the suture, this measure was similar in both groups. o Adherences to the duodenal stump were similar in both suturing methods, except for a significantly higher incidence of epiplon adherence in the 1 layer group during the first 7 days. o Mucosal inflammation was significantly greater in the 2 suture layers group during the first 7 days; o The spurs formed in the 2 layers stump closure was significantly larger than that formed in 1 layer suture. o The distance from the mucosal surface of the stump suture to the Major and Minor papilla of the duodenum was significantly greater in the stumps closed with 1 layer sutures. B) Histological study: A histological study of duodenal stump closure was made, following a Billroth II gastrectomy in 48 dogs, divided in two equal groups (1 and 2) and its subgroups (i1 and M1; i2 and M2), as mentioned above. The conclusions concerning to histological aspects showed the following characteristics: o There was an inverted spur toward the lumen of the bowel, in all group 2 animals, whereas a pseudo- spur was also observed in only 37% in group 1 animals; o Acute inflammatory signs were more intense in group 2 in the first week of recovery; o The formation of young connective tissue fibrosis and muscularis mucosae fibers regeneration was similar in both groups. However, mucosal regeneration occurred earlier in group 1, while regeneration of muscle fibers occurred more precociously in group 2
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.