• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-15062011-163215
Document
Auteur
Nom complet
Erivelto Martinho Volpi
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2011
Directeur
Jury
Ferraz, Alberto Rossetti (Président)
Brandao, Lenine Garcia
Dias, Fernando Luiz
Kulcsar, Marco Aurélio Vamondes
Silva Filho, Gilberto de Britto e
Titre en portugais
Análise da integridade e funcionalidade do nervo laríngeno recorrente após tireoidectomias - estudo comparativo com e sem a utilização da eletroneuromiografia intra-operatório
Mots-clés en portugais
Disfonia
Eletromiografia
Nervo laríngeo recorrente
Tireoidectomia
Resumé en portugais
A intervenção cirúrgica sobre a glândula tireóide pode apresentar diversas complicações, sendo uma das mais temidas é a lesão dos nervos laríngeos recorrentes que leva a paresia ou paralisia da prega vocal em até 15% dos pacientes conforme registra a literatura. No entanto, muitas vezes os índices de lesão do nervo são subestimados, pois muitas vezes apenas pacientes com sintomas importantes são investigados, muitas vezes, no entanto, a preocupação com a lesão do nervo é crucial durante o ato cirúrgico, especialmente em dissecções bilaterais do nervo. Apesar dos enormes avanços tecnológicos dos últimos tempos, esta complicação apenas diminui, não desapareceu. Diversas técnicas de diagnóstico intra-operatório de viabilidade do nervo foram desenvolvidas nas últimas décadas, porém muitas delas de difícil execução prática, outras apresentam altos índices de complicações e outras ainda tem pouca especificidade no diagnóstico da lesão do nervo laríngeo recorrente. Uma das técnicas de maior aceitação é a monitorização intra-operatória não invasiva dos nervos laríngeos recorrentes através da utilização do eletrodo de superfície acoplado à cânula endotraqueal. Esta técnica apresenta diversas vantagens pois não estende o tempo cirúrgico, não há necessidade de modificação da técnica operatória ou anestésica e é de fácil utilização e assimilação pela equipe médica. No entanto muito se discute hoje na literatura sobre os reais benefícios desta tecnologia e qual o impacto na diminuição da lesão pósoperatória do nervo laríngeo recorrente. Assim foi estudado através de um estudo duplo-cego e randomizado a evolução de pacientes submetidos à tireoidectomia com e sem a utilização da monitorização intra-operatória do nervo laríngeo recorrente. Para tal análise avaliamos e comparamos os resultados pré e pós operatório dos parâmetros de mobilidade das pregas vocais (através da laringoscopia direta) e função (através da análise vocal auditiva e acústica), além do tempo gasto na identificação do nervo laríngeo recorrente no intra-operatório. Os pacientes foram operados consecutivamente pelo mesmo cirurgião e submetidos à mesma técnica operatória e anestésica, sendo a utilização do equipamento definida por sorteio no momento da indução anestésica. Os resultados desta comparação não mostraram diferenças estatisticamente significativas na comparação tanto dos achados de laringoscopia, quanto na análise vocal pelos parâmetros auditivos e acústicos, tão pouco houve diferença no tempo gasto na dissecção do nervo. A maior vantagem apresentada pela utilização do sistema de monitoramento intra-operatório foi conseguir predizer a perda de função do nervo laríngeo recorrente já no intra-operatório. Desta forma, o estudo foi capaz de afirmar que a utilização da monitorização intra-operatória não invasiva do nervo laríngeo recorrente não traz melhora dos índices de lesão do nervo, nem diminuição do tempo gasto na sua identificação, sua maior vantagem é identificar possíveis injúrias sobre o nervo já no intra-operatório
Titre en anglais
Analysis of the integrity and functionality of the recurrent laryngeal nerve after thyroidectomies- Comparative study with and without the use of intraoperative electroneuromyography
Mots-clés en anglais
Dysphonia
Electromyography
Recurrent laryngeal nerve
Thyroidectomy
Resumé en anglais
The surgery of the thyroid gland could present several complications, one of the most feared is the recurrent laryngeal nerve injury leading to vocal fold paresy or paralysis up to 15% of patients according to literature. However, many times the rate of nerve injury are underestimated because frequently only patients with significant symptoms are investigated, often however the concern about the nerve injury is crucial during surgery, especially in bilateral dissections of the nerve. Despite enormous technological advances of recent times, this kind of complication only diminishes, not disappeared. Several techniques of intraoperative nerve viability have been developed in recent decades, but many of them are difficult to implement, others have high rates of complications and still others have little specificity in the diagnosis of recurrent laryngeal nerve injury. One of the most accepted techniques for nerve evaluation is the noninvasive intraoperative monitoring by using surface electrodes attached to the endotracheal tube. This approach has several advantages because it no extends the operating time, no need modification of surgical or anesthetic technique and is easy to use and be assimilated by the surgical team. However there is no consensus in the literature about the real benefits of this technology and what is its impact on the reduction of postoperative injury of the recurrent laryngeal nerve. It was evaluated by a double-blind, randomized study of patients underwent thyroidectomies with and without the use of intraoperative monitoring sistem of recurrent laryngeal nerve. For this analysis we evaluated and compared the results of preoperative and postoperative parameters of vocal fold mobility (by direct laryngoscopy) and function (through vocal and and acoustic analysis), the time spent in identifying the recurrent laryngeal nerve during surgery was also compared. The patients were operated by the same surgeon and by the same surgical and anesthesia techniques, and the use of the equipment was determined by drawing. The results of this comparison showed no statistically significant differences when comparing the findings of laryngoscopy and the vocal and acoustic parameters also there was no difference in time spent in the dissection of the nerve. The major advantage presented by the use of intraoperative monitoring system was the capacity to predict the loss of function of the recurrent laryngeal nerve during surgery. Thus the study was able to assert that the use of the noninvasive intraoperative monitoring system does not improve the rates of nerve injury neither less time was spent on its identification, the major advantage is to identify possible injuries of the nerve intraoperatively
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2011-06-20
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.