• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-31082009-151511
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Yassushi Tanaka
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Birolini, Dario (Presidente)
Peres, Marco Antonio de Oliveira
Rodrigues Junior, Aldo Junqueira
Silva, Alcino Lázaro da
Utiyama, Edivaldo Massazo
Título em português
Análise de fatores preditivos de ressecção visceral no tratamento operatório de doentes portadores de hérnia incisional gigante com perda de domicílio submetidos a pneumoperitônio progressivo pré-operatório
Palavras-chave em português
Cuidados pré-operatórios
Hérnia abdominal
Humanos
Intestinos/cirurgia
Omento/cirurgia
Parede abdominal/cirurgia
Perda de domicílio
Pneumoperitônio artificial
Ressecção visceral
Telas cirúrgicas
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Hérnia incisional (HI) é complicação relacionada às laparotomias e ocorre em cerca de 2 a 15% dos pacientes submetidos a procedimento operatório abdominal. A técnica de pneumoperitônio progressivo pré-operatório (PPP), descrita por Goñi Moreno em 1940, trouxe uma solução revolucionária e reprodutível para o tratamento da HI com perda de domicílio. Mesmo nos dias atuais, o tratamento das HI gigantes (com anel herniário maior que 10 centímetros) e com perda de domicílio representa um desafio ao cirurgião. Estabeleceu-se no Serviço de Cirurgia Eletiva da Divisão de Clínica Cirúrgica III do Hospital das Clínicas e Disciplina de Cirurgia Geral da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (SCE DCCIII DCG HC FMUSP) protocolo de tratamento deste tipo de doença, com realização de tomografia computadorizada (TC) de abdome total e cálculo de volume da cavidade abdominal (VCA) e do saco herniário (VSH), realização de PPP e ressecção visceral (ressecção total ou parcial de vísceras intraabdominais) em alguns casos, pelo risco de Síndrome Compartimental Abdominal (SCA). O objetivo do estudo foi encontrar fatores preditivos para avaliar a necessidade de ressecção visceral no tratamento operatório do paciente portador de hérnia incisional gigante com perda de domicílio submetido a PPP. MÉTODO: Foram coletados e analisados dados retrospectivos de 23 pacientes operados na clínica cirúrgica no período de fevereiro de 2001 a abril de 2008, que apresentavam perda de domicílio comprovado por estudo tomográfico demonstrando relação de volumes (RV) maior ou igual a 25% (VSH/VCA25%). Usamos o teste de qui-quadrado e teste exato de Fisher para avaliar a associação entre variáveis qualitativas e teste t de Student e o teste de Mann-Whitney para comparação de variáveis quantitativas. O tratamento operatório destes doentes contemplou realização de PPP, conforme protocolo. Foram então divididos em 2 grupos: Os submetidos a ressecção visceral (GRV) e os não submetidos a ressecção visceral (GNRV) no tratamento operatório. RESULTADOS: Dos 23 pacientes operados, 10 (43,5%) foram submetidos a ressecção visceral. Observou-se que os valores de duas variáveis dentre as analisadas: A pressão intra-abdominal após redução temporária do conteúdo herniário (PIAfechado) e a variação da pressão intra-abdominal do momento inicial ao momento da redução temporária do conteúdo herniário (PIA) estavam significativamente aumentados nos casos submetidos a ressecção visceral. CONCLUSÕES: A ressecção visceral deve ser considerada quando a PIAfechado é superior a 18 cm dágua e quando a PIA é superior a 9 cm dágua. A monitorização da PIA no início da operação, após o fechamento temporário e no pós-operatório é necessária e imprescindível neste tipo de operação.
Título em inglês
Predictors analysis for visceral ressection surgery in the treatment of patients with giant incisional hernia with loss of domain undergoing preoperative progressive pneumoperitoneum
Palavras-chave em inglês
Abdominal hernia
Abdominal wall/surgery
Artificial pneumoperitoneum
Humans
Intestines/surgery
Loss of domain
Omentum/surgery
Preoperative care
Surgical mesh
Visceral ressection
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Incisional hernia (IH) occur in 2 to 15% of pacients that undergo abdominal surgery. Progressive preoperative pneumoperitoneum (PPP) was described in 1940 by Goñi Moreno for the treatment of incisional hernia with loss of domain (IHLD). Protocol for treatment of IHLD was stablished at Serviço de Cirurgia Eletiva da Divisão de Clínica Cirúrgica III do Hospital das Clínicas e Disciplina de Cirurgia Geral da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo SCE DCCIII DCG HC FMUSP, using CT Scan for hernia sac volume (HSV) and abdominal cavity volume (ACV) calculation and PPP. Visceral ressection (parcial ou total ressection of intra abdominal organs) was associated in some cases to avoid abdominal compartment syndrome (ACS). The objective of this study was to find predictors that could evaluate the need of visceral ressection in patients submitted into surgical treatment of IHLD with PPP. Where analysed data of 23 patients with IHLD were operated from February 2001 to April 2008. We used the Chi-square test and Fisher's exact test to evaluate the association between qualitative variables and Students t test and Mann-Whitney test for comparison of quantitative variables. We stablished that only patients with CT Scan calculated volume relation (VR=HSV/ACV) greater than or equal to 25% (VR25%) should be included in this protocol. They were divided into 2 groups: The visceral ressection group (VSG) and not visceral ressection group (NVRG). RESULTS: Of the 23 patients, 10 (43.5%) were submitted to visceral ressection. The intra-abdominal pressure after temporary reduction of hernial content into and closure of the abdominal cavity (PIAfechado) and the increment of intra-abdominal pressure between the pressure at the begining of operation (PIAinicial) and PIAfechado (PIA) were different between the two groups analysed (VRG and NVRG). CONCLUSIONS: The PIAfechado and PIA can be used as predictors for visceral ressection. The visceral ressection should be considered when the PIAfechado is more than 18 cm of water and PIA is more than 9 cm of water. The monitoring of the PIA at the beginning of operation, after temporary closure and after surgery is necessary and essential in this type of operation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
EduardoYTanaka.pdf (867.80 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.