• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-03022016-151121
Documento
Autor
Nome completo
Camila de Lollo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Sato, Maria Notomi (Presidente)
Carvalho, Beatriz Tavares Costa
Vasconcelos, Dewton de Moraes
Título em português
Avaliação das células TCD4+ reguladoras e efetoras na Imunodeficiência comum variável
Palavras-chave em português
Imunidade inata
Imunodeficiência de variável comum
Imunoglobulinas
Interleucinas
Linfócitos T reguladores
Receptores Toll-like
Resumo em português
INTRODUÇÃO: As infecções causadas por bactérias ou vírus são frequentes em pacientes com imunodeficiência comum variável (ICV) devido à deficiência de anticorpos e associação com alteração da função das células T. OBJETIVOS: Avaliar o efeito da ativação de receptores Toll-like (TLR) utilizando ligantes de TLRs em células T monofuncionais ou polifuncionais em pacientes com ICV. MÉTODOS: Foram selecionados 16 pacientes com ICV do Ambulatório de Manifestações Dermatológicas das Imunodeficiências Primárias ADEE3003 HC-FMUSP e 16 controles saudáveis. Os métodos utilizados de citometria de fluxo foram: a) análise em sangue periférico de linfócitos B, linfócitos T quanto ao perfil de ativação/maturação, linfócitos T foliculares (Tfh) e células T reguladoras (Treg); b) dosagem de citocinas e quimiocinas em amostras de soro e em sobrenadante de culturas de células mononucleares do sangue periférico (CMNs) estimuladas com agonistas de TLRs; c) avaliação das células TCD4+ mono e polifuncionais secretoras de IL-17a, IL-22, TNF, IFN- e IL-10, e expressão de marcador de ativação crônica de CD38 estimuladas por agonistas de TLR2, TLR3 e TLR7/8 e estímulos policlonais como enterotoxina B de Staphylococcus aureus (SEB) e acetato miristato de forbol e ionomicina (PMA/IONO); d) células Th22 e Tc22 estimuladas com TLR e SEB. RESULTADOS: Na ICV, os linfócitos B do sangue periférico mostram diminuída frequência, sendo em maior frequência de linfócitos B naïve (CD19+IgD+CD27-), e ausência de células B de memória. Além disto, um aumento na expressão do marcador de exaustão PD-1 foi observado nas células TCD4+ de memória efetora (CD45RA-CCR7-) e na expressão de CD38, em células TCD8+ terminalmente diferenciadas (CD45RA + CCR7-). Em contraste, houve diminuição na frequência de células T reguladoras naïve nos pacientes com ICV. Nos indivíduos com ICV foi observado aumento na frequência de células TCD4+ TNF+ sob estímulo TLR2 e TLR7/8 comparado ao grupo controle, enquanto que sob estímulo com PMA/IONO houve menor frequência de células TCD4+ e TCD8+ secretoras de IFN-y IL-17a, IL-22 ou TNF. Já em células TCD8+ houve importante redução na ativação via TLR3 na resposta de IL-22, IFN-y e IL-17a. Contudo, os estímulos com TLR7/8 e SEB foram capazes de aumentar a frequência de células Th22 e Tc22 nos pacientes com ICV. Em geral, as células TCD4+, que secretam simultaneamente 4 a 5 citocinas induzidas por TLR foram preservadas em ICV. Embora as células TCD4+ polifuncionais secretoras de 3 citocinas, foram capazes de responder a estímulos via TLR2 e TLR7/8, as células TCD8+ não responderam para qualquer estímulo via TLRs. Além disso, as células T que expressam CD38 mostraram menor polifuncionalidade aos estímulos via TLRs e PMA/IONO. O perfil inflamatório nos pacientes com ICV foi observado pela elevação sérica de IL-6, CCL-2, CCL-5, CXCL8, CXCL-9, CXCL-10. Alteração na resposta aos agonistas de TLRs em ICV pode ser observada com a ativação dos agonistas de TLRs em CMNs, que mostrou maior produção de TNF e diminuição de CCL2 e CXCL8 após ativação via TLR4. Em contraste, o agonista de TLR7/8, teve ação oposta induzindo CXCL10 e reduzindo os níveis de CXCL9. Chama atenção no ICV, à reduzida secreção de IFN-alfa induzida por TLR7/8, que não foi observada com a ativação via TLR9. CONCLUSÕES: Até o momento, os achados em ICV mostram alterações nas células T, seja quanto à baixa frequência de células T reguladoras naïve e a reduzida resposta efetora, em especial das células TCD8+. Contudo, enfatiza o potencial de adjuvante dos agonistas de TLR7/8 na ativação das células T
Título em inglês
Evaluation of CD4+ T regulatory and effector cells in the common variable immunodeficiency
Palavras-chave em inglês
Common variable immunodeficiency
Immunity innate
Immunoglobulins
Interleukins
T-Lymphocytes regulatory
Toll-like receptors
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Infections caused by bacteria or viruses are common in patients with Common Variable Immunodeficiency (CVID), due to antibody deficiency and association with altered function of T cells. OBJECTIVES: To evaluate the effect of Toll-like receptors (TLR) activation using TLR agonists on the monofunctional or polyfunctional T cells in patients with CVID. METHODS: We selected 16 patients with ICV from the Dermatologic Manifestations of Primary Immunodeficiencies Clinic ADEE3003 HC-FMUSP and 16 healthy controls. The methods used for flow cytometry were: a) analysis of peripheral blood B lymphocytes, T lymphocytes were assessed by the activation/maturation profile, follicular T cells (Tfh) and regulatory T cells (Treg); b)evaluation of cytokines and chemokines serum levels and in supernatants of mononuclear cell cultures from peripheral blood (PBMC) stimulated with TLR agonists; c) evaluation of mono and polyfunctional CD4+ T cells secreting IL-17a, IL-22, TNF, IFN-y and IL-10, and expression chronic activation marker of CD38 stimulated by agonists of TLR2, TLR3 and TLR7/8 and polyclonal stimuli such as Staphylococcus aureus enterotoxin B (SEB) and phorbol myristate acetate and ionomycin (PMA / IONO); d) analysis of Tc22 and Th22 cells stimulated with TLR and SEB. RESULTS: In the CVID, the peripheral blood B cells show decreased frequency, being higher frequency of naïve B cells (IgD+ CD19+ CD27-) and lack of memory B cells. Moreover, an increased expression of PD-1, an exhaustion marker, was detected in the CD4+ T cell effector memory (CD45RA- CCR7-) and expression of CD38 on CD8+ T terminally differentiated cells (CD45RA+ CCR7-). In contrast, a decreased frequency of naïve regulatory T cells was detected in the patients with CVID. In CVID patients it was observed increased frequency of T CD4+ TNF+ cells upon TLR2 and TLR7/8 agonists compared to the control group, while under stimulation with PMA /IONO there was a lower frequency of CD4+ and CD8+T cells secreting IFN-y, IL-17a, IL-22 or TNF. The CD8+T cells showed a significant reduction of in the IL-22 response, IFN-? and IL-17a induced by TLR3 activation. However, stimulation with TLR7/8 and SEB were able to increase the frequency of Th22 and TC22 cells in the patients with CVID. In CVID patients it was observed increased frequency of T CD4+ TNF+ cells upon TLR2 and TLR7/8 agonists compared to the control group, while under stimulation with PMA /IONO there was a lower frequency of CD4+ and CD8+ T cells secreting IFN-y, IL-17a, IL-22 or TNF. The CD8+ T cells showed a significant reduction of in the IL-22 response, IFN-y and IL-17a induced by TLR3 activation. However, stimulation with TLR7/8 and SEB were able to increase the frequency of Th22 and TC22 cells in the patients with CVID. In general, CD4+ T cells that secrete simultaneously 4 to 5 cytokines induced by TLR were preserved in CVID. Although polyfunctional CD4+ T cells secreting 3 cytokines were able to respond to TLR2 and TLR7/8 agonists, the CD8+ T cells did not respond to any stimuli. In addition, T cells expressing CD38, showed lower polyfunctionality to the stimuli via TLRs and PMA/IONO. Furthermore, the inflammatory status in the patients with CVID was observed by the increased serum levels of IL-6, CCL-2, CCL-5, CXCL8, CXCL-9, CXCL-10. In contrast, the agonist of TLR7/8 had opposite action inducing CXCL10 and reducing the CXCL9 levels. Noteworthy in CVID, that the reduced secretion of IFN-alfa induced by TLR7/8 was not observed with TLR9 activation. CONCLUSIONS: To date, the CVID findings shows alterations in the T cells, as the low frequency of naïve regulatory T cells and reduced effector response, mainly of CD8+ T cells. However, it emphasizes the adjuvant potential of the TLR7/8 agonist in the T cells activation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CamiladeLollo.pdf (2.77 Mbytes)
Data de Publicação
2016-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.