• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2017.tde-09082017-103915
Documento
Autor
Nome completo
Marilene Chaves Silvestre
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Reis, Vitor Manoel Silva dos (Presidente)
Orfali, Raquel Leão
Duarte, Ida Alzira Gomes
Sato, Maria Notomi
Sotto, Mirian Nacagami
Título em português
Avaliação da dermatite de contato alérgica ao níquel através da técnica de  imuno-histoquímica
Palavras-chave em português
Alergia e imunologia
Citocinas
Dermatite alérgica de contato
Dermatite de contato
Imuno-histoquímica
Níquel
Resumo em português
A dermatite de contato alérgica (DCA) ao íon níquel (Ni2+) é uma dermatose inflamatória frequente nos países industrializados. Envolve a ativação de células T específicas ao Ni2+, seguida da proliferação e indução de um perfil misto de citocinas, tanto pró-inflamatórias quanto reguladoras, sugerindo que vários subtipos de células T (helper - Th e citotóxica - Tc) estão envolvidos na resposta imune. Este estudo teve como objetivo a análise das citocinas TNF-alfa, INF-y, IL-2, IL-4, IL-10, IL-13, IL-17 e IL-23 pela técnica de imuno-histoquímica, para tentar identificar a prevalência de um ou mais subtipos de células T (Th/Tc), nos eczemas crônico e agudo de pacientes com DCA ao Ni2+. Avaliamos 20 pacientes (17 mulheres e 3 homens, com idade mediana de 46 anos) apresentando eczema crônico, pelo contato cotidiano do paciente com o Ni2+. Foram coletadas duas biópsias de pele em cada um dos 20 pacientes, a primeira no local do eczema crônico ao Ni2+, antes da aplicação do teste de contato (TC); e a segunda no local do eczema agudo, provocado pelo TC com o sulfato de níquel, 48 horas após sua fixação, nas leituras positivo forte (++) ou positivo muito forte (+++). Foram 160 amostras de eczema agudo e 160 de eczema crônico, perfazendo um total de 320 amostras. Apenas três amostras foram excluídas devido a algum tipo de falha técnica, como, por exemplo, o descolamento dos cortes de pele da lâmina. Para a análise dos dados utilizou-se o software estatístico STATA versão 13. As amostras coradas revelaram resultados positivos para as oito citocinas estudadas, e estas apresentaram valores heterogêneos. Esta heterogeneidade foi medida pelo coeficiente de variação, indicando a variabilidade do conjunto dos dados obtidos. O TNF-alfa, IFN-y, IL-4, IL-13 e IL-17 tiveram prevalência maior no eczema crônico do que no eczema agudo, a IL-2 e IL-23 apresentaram maior prevalência no eczema agudo, em comparação com o eczema crônico e a IL-10 apresentou prevalência similar tanto no eczema agudo quanto no crônico, porém, estas prevalências foram muito baixas, em ambos os eczemas. O TNF-alfa foi a citocina que mais prevaleceu no eczema crônico e a IL-2 foi a mais prevalente no eczema agudo. Porém, estas prevalências foram estatisticamente significantes apenas para a IL-4 e IL-13. Verificamos, nos eczemas crônico e agudo, a presença de um perfil misto de citocinas dos subtipos de células T (Th/Tc), sugerindo que as respostas imunes são expressas ao mesmo tempo. Entretanto, são necessários mais estudos para uma compreensão mais ampla sobre o perfil das citocinas na DCA ao Ni2+, o que poderia levar a novas abordagens terapêuticas
Título em inglês
Evaluation of nickel allergic contact dermatitis using the immunohistochemical technique
Palavras-chave em inglês
Allergy and immunology
Cytokines
Dermatitis allergic contact
Dermatitis contact
Immunohistochemistry
Nickel
Resumo em inglês
Allergic contact dermatitis (ACD) to nickel (Ni+2) is a inflammatory dermatosis, common in industrialized countries. It involves the activation of nickel-specific T cells, followed by the proliferation and induction of a mixed profile of both proinflammatory and regulatory cytokines, suggesting that several T cell subtypes (helper - Th and cytotoxic - Tc) are involved in the immune response. This study aimed to analyze the cytokines TNF-alfa, INF-y, IL-2, IL-4, IL-10, IL-13, IL-17 and IL-23 using the immunohistochemistry technique in order to try to identify the prevalence of one or more T cell subtypes (Th/Tc) in the chronic and acute eczema of patients with ACD to Ni+2. We evaluated 20 patients (17 women and 3 men, median age of 46 years) with chronic eczema, by the patient's daily contact with Ni+2. Two skin biopsies were collected in each of the 20 patients, the first at the site of the chronic eczema to Ni+2, prior to the application of the contact test (CT); and the second at the site of acute eczema caused by CT with nickel sulphate, 48 hours after its fixation in the strong positive (++) or very strong positive (+++) readings. There were 160 samples of acute eczema and 160 of chronic eczema, a total of 320 samples. Only three samples were excluded due to some kind of technical failure, such as detachment of the skin cuts from the microscope slide. Statistical software STATA version 13 was used to analyze the data. The stained samples showed positive results for the eight cytokines studied, and these presented heterogeneous values. This heterogeneity was measured by the coefficient of variation, indicating the variability of the data set obtained. TNF-alfa, IFN-y, IL-4, IL-13 and IL-17 had a higher prevalence in chronic eczema than in acute eczema, IL-2 and IL-23 were more prevalent in acute eczema compared to chronic eczema and IL-10 presented similar prevalence in both acute and chronic eczema, however, a very low prevalence in both eczema. TNF-alfa was the most prevalent cytokine in chronic eczema and IL-2 was the most prevalent in acute eczema. However, these prevalences were statistically significant only for IL-4 and IL-13. In chronic and acute eczema, we observed the presence of a mixed cytokine profile of the T cell subtypes (Th/Tc), suggesting that immune responses are expressed at the same time. However, further studies are needed for a broader understanding of the cytokine profile in ACD to Ni+2, which could lead to new therapeutic approaches
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.