• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-10082016-125353
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda de Paula dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Nico, Marcello Menta Simonsen (Presidente)
Gryschek, Ronaldo Cesar Borges
Hsieh, Ricardo
Título em português
Mapeamento dos canais de água no processo de morfogênese das glândulas salivares humanas: estudo topográfico das aquaporinas 1,3 e 5 
Palavras-chave em português
Aquaporinas
Feto
Glândulas salivares
Imuno-histoquímica
Morfogênese
Saliva
Técnicas imunoenzimáticas
Resumo em português
Introdução: As glândulas salivares humanas passam por diversos e complexos processos durante o período de desenvolvimento, até que adquiram maturidade estrutural para desempenhar sua função, a formação e secreção de saliva. Considerada essencial à saúde e homeostase da cavidade oral, a saliva é um fluido aquoso que depende de um mecanismo de transporte entre as membranas celulares por meio das aquaporinas. A família de proteínas aquaporinas possui treze membros. Somente algumas dessas proteínas atuam nas glândulas salivares formando poros na bicamada lipídica das membranas celulares facilitando o transporte de água e pequenos solutos, cruciais à regulação da qualidade e quantidade de saliva secretada. Proposição: Diante deste cenário, avaliamos por meio da técnica de imunoistoquímica o padrão de expressão das aquaporinas 1, 3 e 5 de glândulas salivares em desenvolvimento, com o intuito de contribuir com informações de base para futuras pesquisas. Metodologia: 47 espécimes parafinados de glândulas salivares em desenvolvimento, de diferentes sítios da cavidade oral de 20 fetos humanos, com idade entre 14 e 25 semanas, foram submetidos à técnica de imunoperoxidase. Os resultados foram analisados, de acordo com o estágio da morfogênese glandular e localização da expressão das aquaporinas. Resultados: Na fase de botão, houve a expressão das aquaporinas 1, 3 e 5 em todas as células epiteliais; na fase pseudoglandular, a expressão dessas proteínas foi vista nos ductos rudimentares (com exceção da aquaporina 1) e nas porções terminais (futuros ácinos); na fase canalicular as aquaporinas foram principalmente detectadas nos ácinos rudimentares e ductos. Finalmente, na fase de botão terminal, as aquaporinas 3 e 5 foram detectadas nas membranas das células acinares e os ductos expressaram todas as aquaporinas. Conclusão: O presente trabalho evidenciou a imunoexpressão das aquaporinas 1, 3 e 5 nas glândulas salivares humanas durante o período de embriogênese. A análise topográfica dessas proteínas nos permitiu identificar diferenças no padrão de expressão entre as diferentes regiões estruturais e estágios do desenvolvimento glandular, sugerindo diferentes papéis para cada proteína
Título em inglês
Mapping of water channels in the morphogenesis process of human salivary glands: topographic study of aquaporins 1, 3 and 5
Palavras-chave em inglês
Aquaporins
Fetus
Immunoenzyme techniques
Immunohistochemistry
Morphogenesis
Saliva
Salivary glands
Resumo em inglês
Introduction: The human salivary glands morphogenesis depends on complex processes during the development period until they reach full structural maturity to perform its function - the synthesis and secretion of saliva. The saliva is a complex aqueous fluid considered essential to health and homeostasis of the oral cavity; its synthesis depends on several molecular mechanisms, including the transport of water, solutes, ions, amongst others across the cell membranes. The aquaporin family of proteins is essential in this process. This protein family consists of thirteen members that form channels across the cell membrane facilitating water and small solutes transportation, crucial to the regulation of quality and quantity of secreted saliva. Aims: In this scenario, we evaluated, using the immunohistochemistry technique, the expression pattern of aquaporins 1, 3 and 5 in the different phases of salivary glands development, in order to understand the role of these protein in the formation of human salivary gland morphogenesis. Methodology: 47 specimens of paraffin embedded human salivary glands at various developmental phases were included in the study. The specimens were derived from various sites of the oral cavity of 20 human fetuses aged between 14 and 25 weeks of gestation. All specimens were subjected to the imunohistochemical immunoperoxidase technique. The results were qualitatively and semiquantitatively analyzed according to the stage of glandular morphogenesis and express location of aquaporin. Results: In the bud stage, there was expression of aquaporin 1, 3 and 5 in all glandular epithelial cells; in pseudoglandular stage, the expression of these proteins was seen in rudimentary ducts (except aquaporin-1) and the terminal end buds (future acini); in the canalicular phase the aquaporins were mainly detected in the rudimentary ducts and acini. Finally, in terminal bud stage, the aquaporin 3 and 5 were detected in the membranes of the ducts and acinar cells expressed all aquaporins. Conclusion: This study showed the presence of aquaporins 1, 3 and 5 in human salivary glands during embryogenesis period. The topographic analysis of these proteins allowed us to identify differences in the expression pattern between the different structural regions and stages of glandular development, suggesting different roles for each of these proteins
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.