• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-24022010-173619
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Pires Correia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Grumach, Anete Sevciovic (Presidente)
Komninakis, Shirley Cavalcante Vasconcelos
Sato, Maria Notomi
Título em português
Avaliação de mutações no gene do inibidor de C1 esterase em pacientes com angioedema hereditário
Palavras-chave em português
Angioedema hereditário
Mutação
Proteína inibidora do complemento C1
Via clássica do complemento
Resumo em português
A ativação dos sistemas complemento e de contato resulta na formação de peptídeos vasoativos tais como a bradicinina e anafilatoxinas. O inibidor de C1-esterase (C1-INH) é o principal regulador desses dois sistemas e a deficiência desta proteína resulta no Angioedema Hereditário (AEH). Trata-se de uma doença rara, de herança autossômica dominante, caracterizada pela deficiência de C1-INH, a qual ocorre devido a mutações no seu gene estrutural, levando a episódios graves de edema em tecido subcutâneo, gastrointestinal e respiratório, potencialmente fatais. Existem dois fenótipos variantes: AEH do tipo I, com reduzidos níveis antigênicos de C1-INH no plasma e AEH tipo II com níveis reduzidos ou normais de C1-INH e atividade disfuncional. Várias mutações já foram descritas no gene de inibidor de C1 esterase (SERPING1), porém, não há estudos que avaliem a relevância desta doença e as mutações gênicas em nosso meio. O objetivo do presente estudo foi avaliar as alterações moleculares em pacientes com AEH, correlacionando-as com as manifestações clínico-laboratoriais. Amostras de plasma, soro e DNA de quinze pacientes de uma mesma família foram coletadas. O ensaio hemolítico CH50 para avaliação da integridade da via clássica do sistema complemento e avaliação quantitativa de C4 e C1-INH por nefelometria foram os ensaios realizados para confirmação do diagnóstico da doença. A atividade funcional da proteína foi avaliada através de ensaio colorimétrico e a relação existente entre possíveis mutações na proteína e o fenótipo da doença foi avaliada por meio de reação de polimerase em cadeia (PCR) e seqüenciamento do DNA genômico. A atividade hemolítica de complemento total e a dosagem de C3 foram normais nos pacientes e controles analisados, os níveis da atividade antigênica de C1-INH e C4 mostraram-se diminuídos na maioria dos avaliados (13/15). A avaliação funcional detectou baixa atividade (<50%) do valor normal (70% - 130%) em todos os pacientes analisados. A distribuição das mutações entre os 8 éxons relativos ao gene de C1- INH concentraram-se nos éxons 4 (g.4706-88A>G) , 7 (g.14145+20A>G) e 8 (Val480Met). Duas dessas mutações nunca foram descritas ainda, o que contribui para a compreensão da função das serpinas e também ajuda a definir mais completamente o papel biológico do inibidor de C1
Título em inglês
Mutations evaluation in C1 inhibitor gene in patients with hereditary angioedema
Palavras-chave em inglês
Complement classical pathway
Complement inhibitory C1 protein
Hereditary angioedema
Mutation
Resumo em inglês
Activation of complement and contact systems results in the formation of vasoactive peptides such as bradykinin and anafilatoxinas. The C1 esterase inhibitor (C1-INH) is the main regulator of these two systems and the deficiency of this protein results in hereditary angioedema (HAE). It is a rare disease of autosomal dominant inheritance, characterized by deficiency of C1-INH, which is due to mutations in its structural gene, leading with severe episodes of edema in subcutaneous tissue, gastrointestinal and respiratory tract, potentially fatal. There are two phenotypic variants: HAE type I, with reduced plasma antigen levels and HAE type II with normal or low levels of C1-INH and dysfunctional activity. Several mutations have been described in the gene of the C1 esterase inhibitor (SERPING1), however, no studies to assess the relevance of this disease and the gene mutations in our population. The purpose of this study was to evaluate the molecular changes in patients with HAE, correlating it with clinical and laboratory manifestations. Samples of plasma, serum and DNA from fifteen patients from the same family were collected. CH50 hemolytic assay for assessing the integrity of the classical pathway of the complement system and quantitative evaluation of C1-INH and C4 by nephelometry tests were performed to confirm the diagnosis of disease. The functional activity of the protein was assessed by colorimetric assay and the possible relationship between mutations in the protein and the phenotype of the disease was assessed by polymerase chain reaction (PCR) and sequencing of genomic DNA. Hemolytic activity of complement and the total dosage of C3 were normal in patients and controls. Levels of antigenic activity of C1-INH and C4 were shown to be less valued in most (13/15). Functional evaluation found low activity (<50%) of normal (70% - 130%) in all patients examined. The distribution of mutations among the 8 exons of the gene for C1-INH concentrate in the exons 4 (g.4706-88A> G) and 7 (g.14145 +20 A> G) and 8 (Val480Met). Two of these mutations have not been described yet, which contributes to understanding the function of serpins and also helps to define more fully the biological role of the C1 inhibitor
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AlexandrePCorreia.pdf (2.55 Mbytes)
Data de Publicação
2010-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.