• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Naihma Salum Fontana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Abdala, Edson (Presidente)
Carlesse, Fabianne Altruda de Moraes Costa
Ibrahim, Karim Yaqub
Levin, Anna Sara Shafferman
Título em português
Fatores prognósticos em bacteremias por Streptococcus pneumoniae em pacientes com câncer
Palavras-chave em português
Bacteremia
Infecção
Mortalidade
Neoplasias
Pneumonia pneumocócica
Prognóstico
Sepse
Streptococcus pneumoniae
Resumo em português
A doença pneumocócica invasiva é um grande desafio global. Bacteremia está fortemente relacionada às condições clínicas de imunodepressão. Pacientes com câncer raramente são alvo de estudos clínicos. Neste estudo, nosso objetivo primário foi avaliar os fatores prognósticos em pacientes com câncer com bacteremia pneumocócica. Os objetivos secundários foram descrever os episódios de bacteremia e as características fenotípicas das cepas isoladas. O desenho foi uma coorte retrospectiva, que incluiu pacientes com câncer com mais de 18 anos de idade que tiveram bacteremia pneumocócica, de janeiro de 2009 a junho de 2015, no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. Os critérios de infecção foram aqueles delineados pelo NHSN/CDC. Os desfechos avaliados foram mortalidade em 48h e em 10 dias, e sobrevida dos pacientes. As variáveis independentes analisadas foram: idade, sexo, etnia, ECOG, Karnofsky escore, SOFA, diagnóstico do câncer, presença de metástases, quimioterapia, radioterapia, neutropenia, uso prévio de antibióticos, internação hospitalar prévia, internação prévia em UTI, comorbidades (DPOC sistêmica, Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus e Insuficiência Cardíaca), tabagismo, vacinação antipneumocócica prévia, sítio de infecção, infecção polimicrobiana, suscetibilidade antimicrobiana, sorotipo e tratamento. A associação das características com os desfechos foi verificada por meio dos testes qui-quadrado, teste de razão de verossimilhança ou teste exato de Fisher. A análise multivariada foi realizada por regressão logística stepwise, incluindo todas as variáveis com P < 0,10. A sobrevida foi estimada de acordo com cada característica avaliada pela função de Kaplan-Meier, seguida de testes log-rank para comparar a sobrevida entre as categorias das variáveis qualitativas. As Razões de Risco (HR) foram calculadas com os respectivos intervalos de confiança de 95% usando regressão de Cox bivariada. Todas as variáveis que apresentaram nível de significância de 0,10 (p < 0,1) foram testadas no modelo múltiplo, e as variáveis do modelo final foram selecionadas pelo método stepwise com critério de seleção Backward com entrada e saída de 5%. Os testes foram realizados com nível de significância de 5%. Foram detectadas 165 bacteremias pneumocócicas no período do estudo em 161 pacientes oncológicos; destas, 4 episódios foram excluídos por se tratarem de recidivas. Assim, 161 episódios foram incluídos para análise descritiva e estatística. A casuística foi composta em sua maioria por homens (62,7%), com uma média de idade de 61,3 anos. A maioria da casuística foi composta por indivíduos com tumores sólidos (121/75,2%). Entre os tumores sólidos, os mais prevalentes foram os do trato gastrointestinal, seguido dos tumores de cabeça e pescoço e trato respiratório. Entre as neoplasias hematológicas (40/24,8%), as mais prevalentes foram mieloma múltiplo (20/50,0%), seguidos de linfomas não Hodgkin (14/35,0%). A mortalidade em 48h e em 10 dias foi, respectivamente, de 20,5% e 33,5%. Entre 120 cepas testadas, 61 (50,8%) corresponderam aos encontrados na vacina VCV13 e 89 (74,2%) na VPV23. As variáveis associadas a mortalidade em 48h, na análise multivariada, foram: SOFA (OR 1,37, p < 0,001) bacteremia polimicrobiana (OR 3,78, p0,018). Na análise multivariada para mortalidade em 10 dias, os fatores associados foram: febre 48h antes da bacteremia (OR 0,35, p0,026), neutropenia vigente (OR 4,01, p0,011), ECOG ¾ (OR 5,83, p0,001), SOFA (OR 1,41, P < 0,001 - um aumento unitário do SOFA resultou em um aumento de 59% na chance de mortalidade) e uso de quinolonas (OR 0,08, p0,023). Na sobrevida global, as variáveis relacionadas detectadas foram: presença de metástases (HR 1,97, p < 0,001), KARNOFSKY < 90 (HR 1,56, p0,021), SOFA (HR 1,27, p < 0,001), uso de anticorpos no último mês (HR 3,25, p0,026) e bacteremia polimicrobiana (HR 1,69, p0,046). Em conclusão, a bacteremia pneumocócica apresentou alta mortalidade em pacientes oncológicos, com prognóstico relacionado a fatores intrínsecos do hospedeiro e aos episódios de infecção, como o SOFA presente como preditor de mortalidade em 48h, 10 dias e piora da sobrevida global. A presença de bacteremia polimicrobiana associou-se a mortalidade em 48h e piorou a sobrevida. Presença de febre e uso de quinolonas foram fatores de proteção para a mortalidade em 10 dias; a presença de febre provavelmente encurtou o tempo entre o início da sepse e a demanda por serviços de saúde, com antibioticoterapia mais precoce. Não foi possível estimar o efeito protetor da vacinação antipneumocócica devido ao pequeno número de pacientes vacinados
Título em inglês
Prognostic factors of Streptococcus pneumoniae bacteremia in cancer patients
Palavras-chave em inglês
Bacteremia
Infection
Mortality
Neoplasms
Pneumonia pneumococcal
Prognosis
Sepsis
Streptococcus pneumoniae
Resumo em inglês
Invasive pneumococcal disease is a major global challenge. Bacteremia is strongly related to the clinical conditions of immunodepression. Patients with cancer are rarely the target of clinical trials. In this study, our primary objective was to evaluate the prognostic factors in patients with pneumococcal bacteremia. The secondary objectives were to describe the episodes of bacteremia and the phenotypic characteristics of the isolated strains. The design was a retrospective cohort that included cancer patients over 18 years of age who had pneumococcal bacteremia from January 2009 to June 2015 at the "Instituto do Câncer do Estado de São Paulo". The criteria for infection were those outlined by the NHSN / CDC. The outcomes evaluated were mortality in 48h and 10 days and overall survival. The independent variables analyzed were: age, sex, ethnicity, ECOG, Karnofsky score, SOFA, diagnosis of cancer, presence of metastasis, chemotherapy, radiotherapy, neutropenia, previous use of antibiotics, previous hospital admission, previous ICU admission, comorbidities (systemic COPD, Hypertension, Diabetes mellitus and Congestive Heart Failure), smoking, previous antipneumococcal vaccination, site of infection, polymicrobial infection, antimicrobial susceptibility, serotype and treatment. The association of the characteristics with the outcomes was verified using chi-square tests, likelihood ratio test or Fisher's exact test. Multivariate analysis was performed by stepwise logistic regression, including all variables with P < 0.10. Survival was estimated according to each characteristic assessed by the Kaplan-Meier function, followed by log-rank tests to compare survival between categories of qualitative variables. The Hazard Ratios (HR) were calculated with the respective 95% confidence intervals using bivariate Cox regression. All variables that presented a significance level of 0.10 (p < 0.1) were tested in the multiple model, and the variables of the final model were selected by stepwise method with Backward selection criterion with input and output of 5%. The tests were performed with a significance level of 5%. We detected 165 pneumococcal bacteremias during the study period in 161 cancer patients; of these, 4 episodes were excluded because they were recurrences. Thus, 161 episodes were included for descriptive and statistical analysis. Our study consisted mostly of men (62.7%), with a mean age of 61.3 years. The majority of cases were individuals with solid tumors (121 / 75.2%). Among the solid tumors, the most prevalent tumors were those of the gastrointestinal tract, followed by tumors of the head and neck and respiratory tract. Among the hematological malignancies (40/24.8%), the most prevalent were multiple myeloma (20 / 50.0%), followed by non-Hodgkin's lymphomas (14 / 35.0%). Mortality in 48h and 10 days was, respectively, 20.5% and 33.5%. Among 120 strains tested, 61 (50.8%) corresponded to those found in the VCV13 vaccine and 89 (74.2%) in the VPV23. The variables associated with 48-h mortality in the multivariate analysis were: SOFA (OR 1.37, p < 0.001) and polymicrobial bacteremia (OR 3.78, p 0.018). In the multivariate analysis for 10-day mortality, the associated factors were: fever 48h before bacteremia (OR 0.35, p 0.026), current neutropenia (OR 4.01, p 0.011), ECOG ¾ (OR 5.83 , p 0.001), SOFA (OR 1.41, P < 0.001 - a unit increase of SOFA resulted in a 59% increase in chance of mortality) and use of quinolones (OR 0.08, p0.023). In the overall survival, the related variables detected were: presence of metastases (HR 1.97, p < 0.001), KARNOFSKY < 90 (HR 1.56, p0.021), SOFA (HR 1.27, p < 0.001), use of antibodies in the last month (HR 3.25, p0.026) and polymicrobial bacteremia (HR 1.69, p0.046). In conclusion, pneumococcal bacteremia presented high mortality in cancer patients, with a prognosis related to intrinsic host factors and infection episodes, such as SOFA present as a predictor of mortality in 48h, 10 days and worsening of overall survival. The presence of polymicrobial bacteremia was associated with 48-h mortality and worsened survival. Presence of fever and use of quinolones were protective factors for mortality in 10 days; the presence of fever probably shortened the time between the onset of sepsis and the demand for health services, with earlier antibiotic therapy. It was not possible to estimate the protective effect of anti-pneumococcal vaccination due to the small number of patients vaccinated
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.