• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2004.tde-07102014-091147
Documento
Autor
Nome completo
Arnaldo Etzel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Segurado, Aluisio Augusto Cotrim (Presidente)
Gryschek, Ronaldo Cesar Borges
Machado, Clarisse Martins
Marins, José Ricardo Pio
Proietti, Fernando Augusto
Título em português
Estudo das infecções pelo HTLV-I e pelo HTLV-II como fatores prognósticos em uma coorte de portadores do HIV acompanhados em Santos-SP
Palavras-chave em português
Análise de sobrevivência
Infecções por HIV/epidemiologia
Infecções por HTLV-I/complicações
Infecções por HTLV-II/complicações
Prognóstico
Santos (SP)
Seguimentos
Resumo em português
s retrovírus humanos incluem o vírus da imunodeficiência humana (HIV), agente causal da síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), e os vírus linfotrópicos de células T humanas do tipo I (HTLV-I) e do tipo II (HTLV-II), estes associados etiologicamente a doenças de natureza linfoproliferativa e/ou neurodegenerativa. Apresentam as mesmas formas de transmissão, resultando em fatores comuns de risco e em sobreposição de populações expostas. Embora os três vírus sejam linfotrópicos, o HIV se apresenta com altas taxas de replicação e proporciona a morte celular em todos os estágios da infecção, enquanto o HTLV-I e o HTLV-II podem causar proliferação e eventualmente transformação celular. O efeito do HTLV-I e do HTLV-II sobre o sistema imunológico como um dos fatores que interferem na evolução da AIDS envolve um grande interesse e ainda é motivo de controvérsia. Pesquisas in vitro sugerem que o HTLV-I e o HTLV-II podem aumentar a replicação e a expressão do HIV. Alguns estudos clínico-epidemiológicos apontam na direção de que exista efeito da concomitância das infecções pelo HIV e pelo HTLV-I ou pelo HTLV-II sobre a evolução da progressão da AIDS. Em um estudo anterior, desenvolvido entre portadores do HIV atendidos no Centro de Referência em AIDS de Santos-SP, observou-se uma soroprevalência de 6,0% da infecção pelo HTLV-I e de 7,4% pelo HTLV-II, o que poderia justificar a investigação de possível modificação na evolução da história natural da infecção pelo HIV nesses pacientes co-infectados. O presente trabalho foi desenvolvido, como um estudo de coorte retrospectiva, visando a avaliar o tempo de sobrevida dos portadores do HIV na população estudada e sua associação com as infecções pelo HTLV-I e pelo HTLV-II, bem como com outros fatores prognósticos e marcadores de progressão. Dos 495 portadores do HIV acompanhados entre 1997 e 2002, em um número total de 23.031,5 pacientes-mês, foi observado que 145 pacientes evoluíram para o óbito em decorrência da AIDS. A análise multivariada pelo modelo dos riscos proporcionais de Cox indicou que o tempo de evolução para o óbito por AIDS na população estudada foi associado de forma independente à raça negra (HR ajustado 1,50 - IC 95% 1,03-2,17), com menos de três anos de escolaridade formal (HR ajustado 1,90 - IC 95% 1,12-3,25), com os linfócitos CD4+ em número inferior a 200 células/mm³ no início do estudo (HR ajustado 4,44 - IC 95% 2,70-7,31), com a classificação CDC em categoria B ou C no início do estudo (HR ajustado 3,63 - IC 95% 1,54-8,56), com a soropositividade anti-HTLV-I (HR ajustado 1,95 - IC 95% 1,08-3,52), com a soropositividade anti-HCV (HR ajustado 1,76 - IC 95% 1,20-2,60) e com o uso de esquemas terapêuticos altamente ativos (HAART) em menos de 50% do tempo de seguimento (HR ajustado 2,36 - IC 95% 1,61-3,45). Não houve associação significativa com a soropositividade anti-HTLV-II. O estudo reforça as evidências de que a infecção pelo HTLV-I constitui um fator prognóstico de menor sobrevida em portadores do HIV
Título em inglês
Study on infections caused by HTLV-I and HTLV-II as prognostic factors in a cohort of HIV-positive patients followed up in Santos-SP
Palavras-chave em inglês
Follow-up-studies
HIV infections/epidemiology
HTLV-I infections/complications
HTLV-II infections/complications
Prognosis
Santos (SP)
Survival analysis
Resumo em inglês
Human retroviruses include the human immunodeficiency virus (HIV), etiologic agent of the acquired immunodeficiency syndrome (AIDS), and also the human T-cell lymphotropic virus types I (HTLV-I) and II (HTLV-II), which can cause lymphoproliferative and/or neurodegenerative diseases. The three retroviruses present similar transmission patterns and share common risk factors resulting in overlap of exposed populations. Although these retroviruses are all lymphotropic, HIV has a high replication rate and induces cell death throughout the course of infection, whereas HTLV-I and HTLV-II can cause cell proliferation and occasionally cell transformation. HTLV-I and HTLV-II effects on the immune system and their interference in the progression of AIDS is a matter of great interest and still controversial. In vitro studies suggest that HTLV-I and HTLV-II may increase the replication and expression of HIV. Clinical epidemiologic studies indicate possible effects of simultaneous infections by HIV and HTLV-I or HTLV-II on the progression of AIDS. In a previous study, carried out among HIV-positive patients treated at an AIDS center in Santos - SP (Centro de Referência em AIDS de Santos), a seroprevalence of 6.0% for HTLV-I and of 7.4% for HTLV-II infections was observed, what enables further investigation on a possible modification in the progression of HIV disease in co-infected patients. This study was carried out with a retrospective cohort design, aimed at evaluating the survival time of HIV-positive patients in the studied group and its association with HTLV-I and HTLV-II infections, as well as with other prognostic factors and progression markers. Four hundred and ninety-five patients were monitored between 1997 and 2002. In this period, in a total of 23,031.5 patients/month, 145 AIDS related deaths were reported. Multivariate analysis using Cox proportional hazards model showed AIDS to be associated in the studied group with the following variables: black race (adjusted HR 1.50 - 95% CI 1.03-2.17), less than three-year education (adjusted HR 1.90 - 95% CI 1.12-3.25), less than 200 CD4+ baseline cells/mm3 (adjusted HR 4.44 - 95% CI 2.70-7.31), CDC classification B or C at study onset (adjusted HR 3.63 - 95% CI 1.54-8.56), anti-HTLV-I seropositivity (adjusted HR 1.95 - 95% CI 1.08-3.52), anti-HCV seropositivity (adjusted HR 1.76 - 95% CI 1.20-2.60), use of Highly Active Antiretroviral Therapy (HAART) in less than 50% of follow-up (adjusted HR 2.36 - 95% CI 1.61-3.45). There was no significant association with anti-HTLV-II seropositivity. This study provides further evidence that HTLV-I infection is a prognostic factor leading to reduced survival time of HIV-infected individuals
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ArnaldoEtzel.pdf (1.88 Mbytes)
Data de Publicação
2014-10-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.