• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2004.tde-13102014-122529
Documento
Autor
Nome completo
Roberto Maximiliano Carrasco Navarro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Barone, Antonio Alci (Presidente)
França, Francisco Oscar de Siqueira
Mello, Carlos Eduardo Brandão
Título em português
Avaliação clínico-laboratorial de pacientes co-infectados com o vírus da hepatice C e HIV em relação ao tipo de terapia antirretroviral recebida
Palavras-chave em português
Biópsia por agulha
Cirrose hepática
Estudos retrospectivos
Hepatite C
Registros médicos
Resumo em português
Para avaliar as características clínico-laboratoriais dos pacientes co-infectados com HIV e VHC, foram revisados os prontuários de pacientes atendidos no Núcleo de Extensão para Atendimento de Pacientes com HIV/AIDS (Casa da AIDS) da Divisão de Clínica de Moléstias Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, de acordo com o esquema antirretroviral que receberam pelo menos com seis meses de antecedência da primeira biopsia hepática realizada. Foram pesquisados os 3.512 prontuários de pacientes em acompanhamento na Casa da AIDS à procura de casos de conversão sorológica para o VHC. Desses pacientes, 435 não tinham feito nenhuma avaliação, sendo possível discriminar a presença de sorologia só em 3.077 pacientes, dos quais 468 (15,20%) apresentaram positividade para o VHC. Fizeram parte da amostra 111 pacientes, dos quais 74 foram tratados com medicamentos inibidores de protease (grupo CIP) e 37 tratados sem medicamentos inibidores de protease (grupo SIP) dentro do seu esquema antirretroviral altamente ativo (HAART). Dados epidemiológicos, clínicos e laboratoriais foram pesquisados com referência a seu comportamento separados de acordo com o tipo de terapia antirretroviral recebida (com ou sem inibidor da protease). Foi observada uma população jovem (média de 41 anos em ambos os grupos) de predominância masculina (74,3% no grupo CIP e 51,4% no grupo SIP) de raça branca (CIP 80,6% e SIP 94,4%) de grau educacional não profissional (CIP 92,9% e SIP 100%). Tinham antecedentes de risco para ambas as infecções em 93,2% dos pacientes CIP e 89,2% dos SIP. E com um consumo considerado habitual no grupo CIP em 40% dos casos e nenhum em 42,3% dos casos no grupo SIP. Presença de alguma doença definidora de AIDS durante o curso da doença foi identificado unicamente no 18,9% dos casos CIP e no 13,5% dos casos SIP. Consumo de drogas hepatotóxicas foi observado (8,1% no grupo CIP e 13,5% no SIP). Houve elevação média das enzimas hepáticas em ambos os grupos (TGO 52,1 no grupo CIP e 53,2 no SIP) em ausência de sintomas relacionáveis com doença hepática (16,2% em ambos os grupos). A média de CD4 em ambos os grupos foi maior de 350 cel/ml (CIP 362,2 e SIP 378,1). O grau de fibrose foi predominantemente baixo em ambas as populações (0-2 em 63,6% dos pacientes CIP e 80% dos casos SIP) com atividade necro-inflamatória somada de entre 5-7 no 51,3% dos pacientes CIP e 42,9% do grupo SIP. Sugere-se realização de biopsia seqüencial para melhor avaliar a evolução da doença hepática de acordo com o esquema HAART recebido
Título em inglês
Clinical and laboratorial evaluation of patients co-infected with hepatitis C virus and HIV in relationship with the antiretroviral therapy received
Palavras-chave em inglês
Biopsy needle
Hepatitis C
Liver cirrhosis
Medical records
Retrospective studies
Resumo em inglês
In order to evaluate the clinical and laboratorial characteristics of the co-infected HIV-HCV patients, medical charts were reviewed from the AIDS outpatient clinic, of the department of Infectious Diseases, São Paulo University School of Medicine, according to the antiretroviral treatment taken at least six months prior to the first liver biopsy performed. A total of 3.512 medical charts were reviewed from patients followed by the AIDS outpatient clinic, in search of patients of serological conversion for HCV. Of these patients 435 were never tested for HCV. From the 3.077 patients who had performed HCV serology, 468 of them (15,20%) were positive for the virus. The sample consisted of 111 patients. Were treated with protease inhibitor drugs (w/ PID group) 74, and 37 without protease inhibitor drugs (w/o PID group), according to their Highly Active Anti-Retroviral Therapy (HAART). Epidemiological, clinical and laboratorial data were analyzed according to the antiretroviral therapy received (with or without protease inhibitors). It was observed a young population (mean age of 41 years old in both groups), predominantly male (74,3% w/ PID, and 51,4% w/o PID), white (80,6% w/ PID, and 94,4% w/o PID), non-professional educational degree (92,9% w/ PID, and 100% w/o PID). The 93,2% w/ PID were, and 89,2% w/o PID of the patients had risk factors for both HIV and HCV. A usual alcoholic intake was observed in 40% of the w/ PID group, and no alcohol use was observed in 42,3% of the w/o PID group. The presence of AIDS defining diseases during the time of disease were observed only on 18,9% of the w/ PID group, and on 13,5% of the w/o PID group. Hepatotoxic drugs intake was observed in 8,1% of the w/ PID group, and in 13,5% of the w/o PID group. An average elevation of liver enzymes was observed in both groups (TGO 52,1 w/ PID, and 53,2 w/o PID), in absence of liver disease-related symptoms (16,2% in both groups). The CD4 mean in both groups was above 350 cel/ml (362,2 w/ PID and 378,1 w/o PID). Fibrosis degree was predominantly low on both populations (0-2 in 63,6% of patients w/ PID and 80% of patients w/o PID), with cumulative necro-inflamatory activity between 5-7 in 51,3% of patients w/ PID and 42,9% of patients w/o PID. We suggest that a new liver biopsy should be performed in order to better evaluate the development of the hepatic disease according to the HAART received
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.