• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-22092010-113757
Documento
Autor
Nombre completo
Sophie Marie Michèle Deram
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2010
Director
Tribunal
Villares, Sandra Mara Ferreira (Presidente)
Ong, Thomas Prates
Rubio, Ileana Gabriela Sanchez de
Santos, Rosa Ferreira dos
Vivolo, Sandra Roberta Gouvea Ferreira
Título en portugués
Influência dos polimorfismos do gene da Perilipina1 (PLIN1) no  risco de síndrome metabólica e na perda de peso em crianças e adolescentes obesos
Palabras clave en portugués
Criança
Obesidade
Perda de peso
Perilipina
Polimorfismo (genética)
Síndrome x metabólica
Resumen en portugués
Introdução: Perilipina, a proteína mais abundante no adipócito, tem um papel importante na regulação da lipólise intracelular. Polimorfismos genéticos no lócus da perilipina1 (PLIN1) foram estudados e associados à obesidade e aos riscos de alterações dos fatores da síndrome metabólica (SM) em populações diferentes. Objetivo: Avaliamos crianças e adolescentes obesos (CAO) antes e após tratamento multidisciplinar com reeducação alimentar e estímulo à prática de atividade física, por um período de 20 semanas. Estudamos a associação entre SNPs (Polimorfismos de um Único Nucleotídeo) e dados antropométricos e metabólicos, como também a resposta à perda de peso após a intervenção. Metodologia: Foram avaliados 234 CAO (idade 10,6±1,3 anos) (IMC 30,4±4,5 kg/m2; ZIMC 2,31±0,28). As genotipagens dos SNPs PLIN1* 6209T>C, PLIN4* 11482G>A e PLIN6* 14995A>T foram realizadas através de PCR em Tempo Real. A ingestão alimentar foi calculada pelo método de registro da ingestão de três dias. O SM foi avaliado pelos critérios do IDF. Resultados: As freqüências dos alelos PLIN1*, 0,48; PLIN4*, 0,30 e PLIN6*, 0,26 foram semelhantes às outras populações; PLIN1* e PLIN4* mostraram um desequilíbrio de ligação (DL) (D=0,999, r=0,67). Antes da intervenção, não houve diferenças nas medidas antropométricas, porém a presença do alelo A no PLIN4 foi associada a triglicérides mais elevados (111±49 x 93,9±42,5 mg/dL P= 0,003), HDLC mais baixo (40±9 x 43,6±10mg/dL P=0,003) e HOMA-IR maior (4,0± 2,3 x 3,5±2,1 P=0,015). A presença do alelo A no PLIN4* associou-se a um risco relativo maior de ter SM (ajustado por idade e sexo: 2,4 (95% Intervalo de confiança: 1,1-4,9) para heterozigoto e 3,5 (95% Intervalo de confiança: 1,2-9,9) para homozigoto. Os resultados do PLIN1* foram semelhantes devido ao DL. Após intervenção, a presença do alelo T no PLIN6* foi associada a uma resposta melhor na perda de peso (3,3±3,7 x 1,9±3,5 kg; P=0,002) e uma maior perda de ZIMC (0,23±0,18 x 0,18±0,15; P=0,01). Discussão: Este estudo mostrou a influência da presença do alelo A no PLIN4* sobre o risco de ter SM em crianças e adolescentes obesos similares em termos antropométricos e de ingestão alimentar. Foi mostrado também que a presença do alelo T no PLIN6* influencia uma melhor resposta de perda de peso durante intervenção multidisciplinar. Conclusões: Os resultados sugerem que os polimorfismos da Perilipina têm influência nas co-morbidades associadas à obesidade e podem ajudar nas estratégias aplicadas no tratamento multidisciplinar em crianças e adolescentes obesos
Título en inglés
Effects of Perilipin1 (PLIN1) gene variation on metabolic syndrome risk and weight loss in obese children and adolescents
Palabras clave en inglés
Children
Metabolic x syndrome
Obesity
Perilipin
Polymorphisms (genetics)
Weight loss
Resumen en inglés
Introduction: Genetic polymorphisms at the perilipin1 (PLIN1) locus have been investigated for their potential utility as markers for obesity and metabolic syndrome (MS). We examined in obese children and adolescents (OCA) aged 714 yr the association of single-nucleotide polymorphisms (SNP) at the PLIN1 locus with anthropometric, metabolic traits, and weight loss after 20-wk multidisciplinary behavioral and nutritional treatment without medication. Design: A total of 234 OCA (body mass index (BMI) = 30.4 ± 4.5 kg/m2; BMI Z-score = 2.31 ± 0.28) were evaluated at baseline and after intervention. We genotyped four SNPs (PLIN1* 6209T>C, PLIN4* 11482G>A and PLIN6* 14995A>T). Results: Allele frequencies were similar to other populations, PLIN1* and PLIN4* were in linkage disequilibrium (D´= 0.999; P=0.001). At baseline, no anthropometric differences were observed, but minor allele A at PLIN4* was associated with higher triglycerides (111 ± 49 vs. 94 ± 42 mg/dl; P = 0.003), lower high-density lipoprotein cholesterol (40 ± 9 vs. 44 ± 10 mg/dl; P = 0.003) and higher homeostasis model assessment for insulin resistance (4.0±2.3 vs. 3.5±2.1; P=0.015). Minor allele A at PLIN4*was associated with MS risk (age and sex adjusted) hazard ratio 2.4 (95% confidence interval = 1.1 4.9) for genotype GA and 3.5 (95% confidence interval = 1.29.9) for AA. After intervention, subjects carrying minor allele T at PLIN6* had increased weight loss (3.3±3.7 vs. 1.9±3.4 kg; P=0.002) and increased loss of the BMI Z-score (0.23±0.18 vs. 0.18±0.15; P=0.01). Due to group size, risk of by-chance findings cannot be excluded. Conclusion: The minor A allele at PLIN4* was associated with higher risk of MS at baseline, whereas the PLIN6* SNP was associated with better weight loss, suggesting that these polymorphisms may predict outcome strategies based on multidisciplinary treatment for OCA
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2010-09-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.