• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2011.tde-24082011-161031
Documento
Autor
Nome completo
Catarina Gomes Cani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Nery, Márcia (Presidente)
Damião, Elaine Buchhorn Cintra
Santos, Rosa Ferreira dos
Título em português
Impacto da atenção farmacêutica no cuidado de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 atendidos em hospital de nível terciário de atenção
Palavras-chave em português
Adesão ao tratamento farmacológico
Atenção farmacêutica
Autocuidado em diabete
Diabete melito tipo
Educação em saúde
Intervenção farmacêutica
Qualidade de vida
Resumo em português
O objetivo desse estudo foi avaliar o impacto da atenção farmacêutica em desfechos clínicos e na qualidade de vida de pacientes portadores de diabete melito tipo 2 (DM2) atendidos em um hospital de nível terciário de atenção à saúde. O estudo foi clínico controlado randomizado com 70 pacientes portadores de DM2, com mais de 45 anos, em uso de insulina e hemoglobina glicada (HbA1c) 8%. Os pacientes do grupo controle (GC) (n=36) receberam tratamento usual e os do grupo intervenção (GI) (n=34) receberam acompanhamento farmacoterapêutico individualizado e educação para o DM2. A amostra total foi composta principalmente por mulheres (61,4%), com uma média de idade aproximada de 61 anos e tempo de DM2 de cerca de 14 anos, sendo que os grupos eram homogêneos quanto a essas características (p>0,05). Após seis meses de intervenção, os conhecimentos sobre o diabetes e sobre os medicamentos aumentaram significativamente no GI, de 9,91±2,69 para 15,74±3,03 e de 4,47±0,84 para 6,58±1,29, respectivamente, ambos permanecendo inalterados no GC. A adesão ao tratamento farmacológico, para o GI, segundo o questionário Morisky-Green e o Questionário de Adesão a Medicamentos passou de 17,6% para 70,6% e de 29,4% para 52,9%, respectivamente (p<0,05), permanecendo inalterada no GC. Houve aumentos significativos na realização correta das técnicas de aplicação de insulina e de monitorização de glicemia capilar ao final após a intervenção. No início do estudo, a média de HbA1c era para o GC 9,61±1,38 e, para o GI 9,78±1,55 (p>0,05). Após a intervenção, a média de HbA1c do GI diminuiu significativamente para 9,21±1,41, o que não ocorreu para o GC (9,53±1,68) (p>0,05). Ao final do estudo houve melhora significativa da qualidade de vida relacionada ao diabete no GI enquanto que para o GC esse desfecho piorou significativamente. A atenção farmacêutica resultou em melhora significativa de desfechos clínicos e humanísticos dos pacientes com DM2 após seis meses de intervenção
Título em inglês
The impact of pharmaceutical care on health outcomes in patients with type 2 diabetes mellitus attending a tertiary care center
Palavras-chave em inglês
Adherence to medication
Diabetes self-management
Health education
Pharmaceutical care
Pharmacist intervention
Quality of life
Type 2 diabetes mellitus
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the impact of a pharmaceutical care program on health outcomes and quality of life in patients with type 2 diabetes mellitus (T2DM) attending in a tertiary care center. The study was a randomized controlled, parallel-group trial with a 6-month follow-up carried out with 70 adults (45 years of age) with T2DM, taking insulin, with an HbA1c 8%. Patients in control group (CG) (n=36) received usual care and for those patients in intervention group (IG) (n=34) an individualized pharmacotherapeutic care plan and diabetes education were provided. Total sample was composed primarily of women (61,4%), with mean age of 61 years and duration of T2DM of 14 years and these characteristics were similar in the groups (p>0,05). After a 6-month follow-up, diabetes knowledge and medication knowledge significantly improved in IG, from 9,75±2,69 to 15,74±3,03 and from 4,47±0,84 to 6,58±1,29, respectively, and both outcomes remained unchanged in the CG. Adherence to medication for the IG according to the Morisky-Green questionnaire and to the Questionário de Adesão a Medicamentos varied, respectively, from 17,6% in baseline to 70,6% at end of the study and from 29,4% to 52,9% (p<0,05), with no changes in CG. There were significant improvements in the correct execution of insulin injections and home blood glucose monitoring techniques in the IG at the end of the study. At the beginning of the study HbA1c mean values were 9,61±1,38 in the CG and 9,78±1,55 in the IG (p>0,05). After the intervention, HbA1c mean values was reduced significantly to 9,21±1,41 in the IG and remained unchanged in the CG (9,53±1,68) (p>0,05). After the intervention the diabetes related quality of life significantly improved in IG while it worsened significantly in the CG. Pharmaceutical care resulted in significant improvement in health outcomes in patients with T2DM after 6-month follow-up
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CatarinaGomesCani.pdf (1.99 Mbytes)
Data de Publicação
2011-08-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.