• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.5.2013.tde-02012014-154953
Documento
Autor
Nombre completo
Claudio Colucci
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2013
Director
Tribunal
Viana, Ana Luiza D Avila (Presidente)
Castro, Paulo Carrara de
Escrivão Junior, Alvaro
Goldbaum, Moises
Parada, Roberto
Título en portugués
Um estudo exploratório sobre as estratégias de mercado adotadas em grandes hospitais gerais privados brasileiros
Palabras clave en portugués
Brasil
Estratégias
Hospitais
Hospitais gerais
Hospitais privados
Marketing
Resumen en portugués
O estudo analisa estratégias de mercado adotadas por hospitais gerais privados brasileiros de grande porte (acima de 150 leitos). Trata-se de uma pesquisa qualitativa de casos múltiplos, com dados coletados a partir de entrevistas semiestruturadas. Inclui cinco hospitais localizados no município de São Paulo, classificados em três grupos a partir do binômio modelo de propriedade (com ou sem fins lucrativos) e clientela atendida (beneficiários de seguros e planos de saúde e usuários do SUS): Grupo 1, hospitais (H1, H2, H3) sem fins lucrativos, atendem sobretudo beneficiários de operadoras de planos privados de assistência à saúde; Grupo 2, hospital (H4) com fins lucrativos, atende sobretudo beneficiários de operadoras de planos privados de saúde; Grupo 3, hospital (H5) sem fins lucrativos, atende sobretudo usuários do SUS. Foram entrevistados em cada hospital três gestores ou mais, entendidos como informantes-chave e em condições de responder sobre as estratégias adotadas. Os resultados mostram que as estratégias se desenvolvem a partir da combinação de avaliações dos ambientes externo e interno, segundo a visão baseada em recursos. Os hospitais H1 e H2, do Grupo 1, adotam a combinação de estratégia de diferenciação, melhor posicionamento em produto e busca da oferta de soluções totais ao cliente; H3 (Grupo 1) adota a combinação de estratégia de diferenciação com liderança em custo, maior aderência ao melhor posicionamento em produto do que a oferta de soluções totais ao cliente; H4 (Grupo 2) adota a combinação de diferenciação com liderança em custo, e ainda mais próximo do melhor posicionamento em produto do que as soluções totais ao cliente; H5(Grupo 3) adota a estratégia de liderança em custo, e melhor posicionamento em produto. Os hospitais do Grupo 1 apresentam alta densidade em tecnologia e no atendimento de casos de maior complexidade; o hospital do Grupo 2 apresenta uma situação intermediária na densidade em tecnologia e no atendimento de casos de maior complexidade; o hospital do Grupo 3 apresenta baixa densidade em tecnologia e no atendimento a casos de maior complexidade. Perante a saúde suplementar, os hospitais H1 e H2 apresentam posicionamento de alta qualidade e preços superiores; o H3 apresenta preços compatíveis aos produtos entregues; o H4 segue a média de mercado (pacientes das classes B e C); o H5 opera com a tabela do SUS e no privado com preços menores. A combinação do envelhecimento da população com menor taxa de natalidade, o crescimento de doenças crônicas, as receitas hospitalares vinculadas principalmente às taxas e serviços poderão conduzir a um modelo assistencial mais amplo, com maior concentração de mercado entre as operadoras de planos de saúde privados e entre hospitais; maior complementaridade entre o público e o privado, e funcionamento em redes de organizações mais integradas. A entrega de maior valor aos 'clientes' será fundamental, com pagamentos baseados nessa entrega e não apenas em quantidade, além de novos modelos de relacionamentos com os médicos
Título en inglés
An exploratory study of the marketing strategies adopted in large general hospitals Brazilian private
Palabras clave en inglés
Brazil
Hospitals
Hospitals general
Hospitals private
Marketing
Strategies
Resumen en inglés
The study analyzes marketing strategies adopted by large (over 150 beds) private general hospitals Brazilian. This is a qualitative study of multiple cases with data collected from semi-structured interviews. Includes five hospitals in the city of São Paulo, classified into three groups from the binomial property model (with or without profit) and clientele (beneficiaries of insurance and health plans and the SUS): Group 1, hospitals (H1, H2, H3) nonprofit cater mainly beneficiaries of operators of private health care, Group 2, hospital (H4) for profit, serves primarily beneficiaries of operators of private health plans, Group 3, hospital (H5) nonprofit, serves primarily the SUS. Three or more managers were interviewed in each hospital, seen as key informants and able to answer questions about the strategies adopted. The results show that strategies are developed from a combination of assessments of external and internal environments, according to the resource-based view. Hospitals H1 and H2, Group 1, adopt the combination of differentiation strategy, better positioning in product and in the way to offer total solutions to the client; H3 (Group 1) adopts the combination of differentiation strategy with cost leadership, greater adherence to the better positioning in product than the offer of total solutions to the client; H4 (Group 2) adopts the combination of differentiation with cost leadership, and even closer to the better positioning in product than the total solutions to the client; H5 (Group 3) adopts the strategy of cost leadership, and better positioning in product. Hospitals Group 1 feature high density technology and care of more complex cases, the hospital group 2 presents an intermediate situation in the density of technology and in the care of more complex cases, the Hospital Group 3 has a low density technology and in care to more complex cases. Given the health insurance, hospitals H1 and H2 have quality positioning and higher prices, the H3 features compatible prices for products delivered, H4 follows the market average (classes B and C patients), the H5 operates with the SUS and for private with lower prices. The combination of an aging population with a lower birth rate, growth of chronic diseases, hospital revenues primarily related to fees and services may be related to a broader model of care, with greater market concentration among operators of private health plans and also hospitals, greater complementarity between public and private networks and organizations working in more integrated. Delivering greater value to 'customers' will be key, with payments based on this delivery and not only in the quantity, and new relationships models with physicians
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
ClaudioColucci.pdf (3.17 Mbytes)
Fecha de Publicación
2014-01-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.