• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-08032010-171411
Documento
Autor
Nome completo
Lis Proença Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Nobre, Moacyr Roberto Cuce (Presidente)
Goldbaum, Moises
Villar, Betzabeth Slater
Título em português
Estágios de mudança do comportamento alimentar em pacientes submetidos à angioplastia transluminal coronária
Palavras-chave em português
Algoritmos
Angioplastia transluminal percutânea coronária
Comportamento alimentar
Consumo de alimentos
Estado nutricional
Modelos teóricos
Resumo em português
Introdução - A identificação dos estágios de mudança do comportamento alimentar e dos fatores que interferem nas escolhas alimentares podem direcionar intervenções nutricionais mais efetivas contra a progressão da doença arterial coronária. Objetivo - Verificar os estágios de mudança do comportamento alimentar, sua relação com gênero, idade, escolaridade, estado nutricional, consumo alimentar, eventos cardiovasculares prévios e descrever as influências sobre as escolhas alimentares, as dificuldades e as mudanças realizadas para se alimentar de forma saudável em cardiopatas. Métodos - Estudo transversal, onde foram avaliados 200 pacientes consecutivos, internados num hospital especializado em cardiologia, após angioplastia transluminal coronária eletiva, nos quais foi aplicado algoritmo sobre a prática de hábitos alimentares saudáveis para identificar os estágios de mudança. Foram medidos peso, altura e circunferência abdominal e o consumo alimentar foi obtido por meio de questionário de frequência alimentar.Resultados - Observou-se média de idade de 60 anos, 70% do gênero masculino, 64% de excesso de peso, circunferência abdominal aumentada em 63,6% dos homens e 88,3% das mulheres, consumo calórico médio de 2 535 kcal (±752,5 Kcal) e mediana de 2 404 kcal. Pela classificação dos estágios de mudança, 17,5% estavam na pré-contemplação, 9% na contemplação, 26,5% na preparação, 11,5% na ação e 35,5% na manutenção, sem que, necessariamente, houvesse adequação nutricional nas mudanças referidas na alimentação. Não houve associação do estado nutricional com os estágios de mudança (p = 0,130). Observou-se maior presença de indivíduos mais jovens (p = 0,002) e com maior grau de escolaridade (p = 0,003) em manutenção, evento cardiovascular prévio em manutenção/ação (p = 0,042) e maior consumo calórico (p = 0,041), de carnes/ ovos (p = 0,006) e doces (p = 0,026) em preparação em relação à manutenção. Gênero, circunferência abdominal, consumo de nutrientes e outros grupos de alimentos (pães, frutas, hortaliças, laticínios e gorduras) não apresentaram diferença estatisticamente significante. Os fatores que mais influenciaram as escolhas alimentares foram qualidade dos alimentos (82,5%), sabor (82,5%) e tentar comer de forma mais saudável (72,5%). As principais dificuldades foram controle da vontade de comer (15%) e mudança de hábitos (14,5%), porém 54,5% negaram dificuldades para se alimentar de forma saudável. As mudanças mais citadas na alimentação a fim de torná-la saudável foram redução de gorduras (60%), redução de carne gorda (42%) e aumento de verduras/legumes (41%). Conclusão - A maioria dos pacientes desse estudo classificou-se em estágio de manutenção, onde predominaram indivíduos mais jovens, com maior grau de escolaridade, presença de evento cardiovascular prévio, menor consumo calórico, de carnes, ovos e doces. A maioria apresentou excesso de peso, porém sem associação dos estágios de mudança com estado nutricional e demais variáveis estudadas. A maioria referiu não ter dificuldades para seguir uma alimentação saudável, porém, quando presentes, controlar a vontade de comer e mudar hábitos foram as dificuldades mais citadas .
Título em inglês
Stages of dietary change in patients submitted to percutaneous transluminal coronary angioplasty
Palavras-chave em inglês
Algorithms
Angioplasty transluminal percutaneous coronary
Feeding behavior
Food consumption
Models theoretical
Nutritional status
Resumo em inglês
Introduction The identification of stages of dietary change and the factors affecting food choices can direct more effective nutritional intervention against coronary heart disease progression. Objective - To verify the stages of dietary change, its relation to gender, age, education, nutritional status, previous cardiovascular events and to describe the influences on food choices, the difficulties and changes accomplished to healthy eating in cardiac patients. Methods Cross-sectional study, where were evaluated 200 consecutive patients hospitalized in a specialized cardiology hospital. They were applied an algorithm about practices of healthy eating to identify the stages of change, after elective percutaneous transluminal coronary angioplasty. Weight, height and waist circumference were measured and the food consumption was evaluated by a food frequency questionnaire. Results It was observed a mean age of 60 years, 70% male, 64% overweight, increased waist circumference in 63,6% male and 88,3% female, mean caloric consumption of 2 535 kcal (±752,5 kcal) and median of 2 404 kcal. Through the classification of the stage of change, 17,5% were in pre-contemplation stage, 9% in contemplation, 26,5% in preparation, 11,5% in action and 35,5% in maintenance, without necessarily a nutritional adequacy in the referred diet. There was no association between nutritional status and stages of change (p = 0,130). It was observed greater presence of younger people (p = 0,002) and higher education (p = 0,003) in maintenance, higher previous cardiovascular events in maintenance/action (p=0,042) and higher consumption of calories (p=0,041), meat and eggs (p=0,006) and sweets (p=0,026) in preparation in relation to maintenance. Gender, waist circumference, nutrient consumption and other food groups (breads, fruits, vegetables, milk and fat) showed no statistically significant difference. The factors which most influenced the food choices were food quality (82,5%), taste (82,5%) and try to eat healthier (72,5%). The main difficulties were eating control (15%) and changing habits (14,5%), but 54,5% denied difficulties to eat in a healthy way. The dietary changes mostly done in order to eat in a healthier way were fat reduction (60%), fat meat reduction (42%) and vegetables increase (41%). Conclusion - The majority of patients in this study was classified at maintenance stage, where the predominance was of younger, higher education individuals, who have had a previous cardiovascular event, with a lower consumption of calories, meat, eggs and sweets. The majority showed overweight, but without association of stages of change with nutritional status and the other variables. The majority referred no difficulties on eating healthy but if present, control eating and change habits were the most cited difficulties
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LisProencaVieira.pdf (953.93 Kbytes)
Data de Publicação
2010-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.