• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-22092010-140235
Documento
Autor
Nome completo
Paula Lisiane de Assunção
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Novaes, Hillegonda Maria Dutilh (Presidente)
Almeida, Marcia Furquim de
Cecatti, José Guilherme
Gouveia, Nelson da Cruz
Silva, Antônio Augusto Moura da
Título em português
Fatores associados ao nascimento pré-termo em Campina Grande/PB, Brasil: um estudo de caso-controle
Palavras-chave em português
Estudo caso-controle
Fatores epidemiológicos
Nascimento pré-termo
Resumo em português
Introdução: A prevalência de nascimento pré-termo vem aumentando nos últimos anos e é atualmente um problema de saúde pública mundial, sendo responsável por significante mortalidade neonatal e morbidades infantil e na vida adulta. As causas são multifatoriais e estão relacionadas às dimensões socioeconômica, psicossocial e biológica que se interrelacionam e se sobrepõem. Os fatores de risco diferem entre as populações e grupos étnicos, no entanto, ainda não estão claros quais e como os determinantes etiológicos estão envolvidos. As estratégias de cuidado pré-natal desenvolvidas tem sido insuficientes para a prevenção. Objetivo: estudar os fatores de risco para o nascimento pré-termo em crianças nascidas de partos hospitalares de mães residentes no município de Campina Grande/PB, Brasil. Métodos: O desenho foi um caso-controle de base populacional, que foi realizado no período de junho de 2008 a maio de 2009. Os casos foram nascidos com menos de 37 semanas gestacionais e os controles os nascidos com 37 semanas ou mais. A idade gestacional foi definida em semanas utilizando-se critérios de seleção baseados na acurácia da estimativa. Foram realizadas entrevistas com as mães e coleta de registros hospitalares. Foram selecionados 341 casos e 424 controles. A análise foi baseada em modelo de regressão múltipla hierarquizada. Resultados: os fatores de risco para nascimento pré-termo foram: filho anterior pré-termo (OR=2,32; IC 95%: 1,25-4,29), assistência pré-natal inadequada (categoria II três ou mais prérequisitos negativos) (OR=2,15; IC 95%: 1,40-3,27), ganho ponderal materno insuficiente (OR=2,33; IC 95%: 1,45-3,75), dano físico materno durante a gestação (OR=2,10; IC 95%: 1,22-3,60), hipertensão arterial na gestação com eclâmpsia (OR=17,08; IC 95%: 3,67-79,43) e sem eclâmpsia (OR=6,42; IC 95%: 3,50-11,76), internação durante a gestação (OR=5,64; IC 95%: 3,47-9,15), alteração do volume amniótico (OR=2,28; IC 95%: 1,32-3,95); sangramento vaginal (OR=1,54; IC 95%: 1,01-2,34) e gestação múltipla (OR=22,65; IC 95%: 6,22-82,46). Segundo o mesmo modelo, a renda familiar per capita menor que um salário mínimo foi fator protetor (OR=0,63; IC 95%: 0,39-0,99). Conclusão: Os fatores de risco foram semelhantes ao observado em outros estudos nacionais e internacionais, a não ser para o resultado da variável do nível socioeconômico. A elevada prevalência da pobreza e baixa escolaridade, maior que em estudos realizados na Região Sul, tanto nos casos como nos controles, pode ter contribuído para esse resultado. Estudos adicionais são necessários para o aprofundamento do conhecimento sobre a complexidade das cadeias causais no parto pré-termo, em diferentes contextos e a diferenciação pelos subtipos, espontâneo e indicado
Título em inglês
Factors for preterm birth in newborn of hospital deliveries by mothers, residents in the city of Campina Grande/PB, Brazil: the study design was a case-control
Palavras-chave em inglês
Case-control study
Epidemiologic factors
Preterm birth
Resumo em inglês
Introduction: The prevalence of preterm birth has increased in recent years and it is currently a worldwide public health problem, being responsible for significant neonatal mortality and morbidity in childhood and adulthood. The causes are multifactorial and related to socioeconomic, psychosocial and biological factors that interrelate and overlap. Risk factors differ between ethnic groups and populations, however, it is not yet clear which are and how the etiological determinants are involved. Strategies for prenatal care have been developed enough for prevention. Objective: To study the risk factors for preterm birth in newborn of hospital deliveries by mothers, residents in the city of Campina Grande/PB, Brazil. Methods: The study design was a case-control population-based, which was conducted from June 2008 to May 2009. Cases were born at less than 37 weeks of gestation and controls, at 37 weeks or more. Gestational age in weeks was defined using selection criteria based on the accuracy of the estimate. Interviews were conducted with mothers and collection of hospital records. It was selected 341 cases and 424 controls. The analysis was based a logistic multiple regression model, based on a hierarchized conceptual modelling approach. Results: The risk factors for preterm birth were: previous preterm birth (OR=2,32; 95%CI: 1,25-4,29), inadequate prenatal care (category II three or more negative prerequisites) (OR=2,15; 95%CI: 1,40- 3,27), inadequate maternal weight gain (OR=2,33; 95%CI: 1,45-3,75), physical damage to the mother during pregnancy (OR=2,10; 95%CI: 1,22-3,60), hypertension pressure (OR=17,08; 95%CI: 3,67-79,43), hospitalization during pregnancy (OR=5,64; 95%CI: 3,47-9,15), amniotic fluid volume changes (OR=2,28; 95%CI: 1,32-3,95), vaginal bleeding (OR=1,54; 95%CI: 1,01-2,34) and multiple gestation (OR=22,65; 95%CI: 6,22-82,46). According to the model, the per capita income less than the minimum wage was a protective factor (OR=0,63; 95%CI: 0,39-0,99). Conclusion: The risk factors were similar to those observed in other national and international studies, except for the result of varying socioeconomic level. The high prevalence of poverty and low educational level, higher than in studies in the South in both outcomes, may have contributed to this result. Further studies are needed on the complexity of causal chains in preterm delivery in different contexts and differentiation by subtypes, spontaneous and indicated
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PAULALISIANEASSUNCAO.pdf (1,003.22 Kbytes)
Data de Publicação
2010-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.