• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2017.tde-25082017-082527
Documento
Autor
Nome completo
Vivian Salles Alvarez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Falcão, Marcia Thereza Couto (Presidente)
Cabral, Cristiane da Silva
Fioroni, Luciana Nogueira
Título em português
Masculinidade e prevenção: a relação entre a prática sexual dos homens e a profilaxia pós-exposição sexual ao HIV (PEP)
Palavras-chave em português
HIV
Identidade de gênero
Masculinidade
Pesquisa qualitativa
Profilaxia pós-exposição
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Resumo em português
Com a ampliação dos estudos de gênero e saúde, especialmente na linha das masculinidades, emergiram questões a respeito da prevenção do HIV/aids que foram incorporadas às discussões sobre construtos socioculturais promotores de vulnerabilidades para as populações masculinas frente à epidemia. No atual cenário da epidemia, duas questões chamam atenção em relação aos homens: o fato da epidemia se mostrar concentrada na população entre homens que fazem sexo com homem (HSH) e da principal via de transmissão do vírus ser heterossexual. Os esforços para o controle da epidemia de HIV/aids no Brasil têm se concentrado no diagnóstico precoce da infecção e no tratamento das pessoas vivendo com HIV/aids, bem como na implementação de intervenções de prevenção combinada. Esta última pode ser descrita como a possibilidade de manejo entre estratégias biomédicas, comportamentais e estruturais que se colocam como alternativas ao discurso preventivo centrado preponderantemente no preservativo masculino. Entre as abordagens biomédicas, a profilaxia pós-exposição sexual consentida (PEPSexual) se coloca como uma estratégia fundamental para este trabalho, de caráter qualitativo, cujo objetivo mais amplo foi compreender como os homens constroem aproximações e distanciamentos quanto às configurações identitárias em termos da sexualidade, de representações sociais quanto ao HIV/aids, de motivações a procurar a PEPSexual, caracterizando o uso que fazem de um serviço especializado em DST/HIV no município de São Paulo. A técnica de entrevista semiestruturada foi aplicada na realização de 15 entrevistas com homens que buscaram PEPSexual no ambiente do serviço. Os resultados e análises foram organizados em categorias que expressaram as representações sociais dos entrevistados, a respeito de: 1) vivência sexual masculina, 2) percepção sobre o risco e prevenção ao HIV e 3) conhecimento e busca pela PEP. O estudo permitiu compreender como as construções a respeito das masculinidades influenciam o modo pelo qual os homens acionam recursos e estratégias para a busca de prevenção ao HIV/aids
Título em inglês
Masculinity and prevention: the nexus between men sexual practice and HIV Post-Exposure Prophylaxis (PEP)
Palavras-chave em inglês
Acquired immunodeficiency syndrome
Gender identity
HIV
Masculinity
Post-exposure prophylaxis
Qualitative research
Resumo em inglês
As gender and health studies amplify, particularly about masculinities, some questions about HIV/aids prevention emerge. Those questions cover sociocultural constructs that promote vulnerabilities for masculine populations facing the epidemic. At the current scenario of epidemic, two things stand out when it comes to men: the epidemic concentrates itself between men who have sex with men (MSM) and the main transmission path is heterosexual. Control efforts of the epidemic in Brazil focus the infection early diagnosis and treatment, as well as combined prevention intervention. This last one can be described as management possibility among biomedical, behavioral and structural strategies; those present an alternative for the prevention of men condom use only. Among biomedical approaches, consent Post-Exposure Prophylaxis (SexualPEP) is an important strategy for this work, from a qualitative perspective, which the main goal was to comprehend how men build their identity configuration. This, regarding sexuality, social representation towards HIV/aids, reasons to seek SexualPEP, all things that characterize how men use an STD/HIV specialized service in São Paulo county. At this service, took place fifteen semi structured interviews with men. We chose to present the analysis and results in categories about social representations towards: 1) sexual experience, 2) HIV prevention and risk perception, and 3) knowledge and seeking for PEP. This study allowed us to realize how much the quest for health services, as well as strategies of HIV/aids prevention are related to matters of masculinities constructions of men about themselves and how they perceive being a man in this sociocultural context
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.